Imagine que vocês pais passaram o dia inteiro no trabalho, chegam em casa cansados, tem que arrumar a casa, fazer jantar, colocar coisas em ordem, enfim, múltiplas tarefas, e bem nessa hora seus filhos começam a brigar, brigam por qualquer coisa, disputa de um brinquedo, discordância sobre o volume da musica, parece que tudo pode provocar uma briga entre eles.

Leia também: Por que é bom deixar o seu filho errar?

crianças brigadas
shutterstock
É importante que os pais saibam como lidar com as brigas entre irmãos

Irmãos brigando é normal, a partir do nascimento do segundo filho inicia-se a briga pela atenção dos pais, crianças querem exclusividade, nesse momento os pais devem ensiná-los a dividir, e partilhar a atenção dos pais é a primeira grande lição.

Quando os filhos brigam os pais sentem-se duplamente culpados, primeiro porque não conseguem evitar a briga dos filhos e segundo porque não conseguem solucioná-las.

Se os filhos brigam, primeiro identifique se apesar das brigas existe um amor fraternal, uma alternância de carinho e raiva entre irmãos é considerada normal, os maiores problemas são quando somente a raiva prevalece, e isso significa que seu filho tem um problema com superação da raiva, ou quando uma das crianças intimida e subjuga a outra, tendo ai uma situação de vitima e algoz.

Leia também: Pai, mãe e filho: qual o lugar de cada um? Psicanalista comenta

Por que brigam?

irmãos brigando
shutterstock
Irmãos brigam por diversos motivos e cabe aos pais identificar o que está por trás desses conflitos

Crianças pequenas geralmente brigam por brinquedos, atenção, comida, brigam por qualquer coisa, quando duas crianças estão brigando por um brinquedo, por exemplo, não adianta pegar o brinquedo e guardar, eles irão continuar brigando, só mudarão o objeto de disputa.

Crianças maiores, brigam pela oportunidade de sentar no banco da frente do carro, escolher em qual lanchonete vão comer, decidir qual musica será tocada, e por ai vai.

Fique atento ao seguinte, se é sempre o mesmo irmão que começa a briga, que termina a briga, é sempre o mesmo que fica passivo, o que chora, o que tem raiva, é normal que crianças briguem, porém devem na maioria das vezes agir como iguais, caso isso não ocorra, a criança que se destaca deve estar pedindo ajuda, pedindo atenção, e você como pai deve ver isso.

É importante que aprendam a negociar, que tenham autonomia para tentar resolver as disputas entre si, cabe aos pais ensinar isso a eles.

Criança não é boba, é só criança. 

Leia também: Como escolher a melhor escola para o seu filho? Professora dá 9 dicas

Como resolver briguinhas comuns entre irmãos?

família
shutterstock
Os pais devem sempre conversar, dar exemplo e entender o que levou aquela briga a acontecer


  • Converse, Converse, Converse

Converse muito com seus filhos. Explique de maneira clara o que espera deles em situações competitivas, quais reações são  e quais não são aceitáveis, peça que cada um coloque-se no lugar do outro e diga como se sente.

  • Encontre soluções

Ajude-os a encontrar soluções para a divergência, mas não imponha soluções prontas, deixe-os tentar encontrar uma solução por eles mesmos.

  •  Dê o exemplo
  • Faça acordos e combinados
  • Fale sobre consequências

Explique as crianças as consequências das brigas, quais castigos serão aplicados, e realmente aplique

  • Não grite

Gritar ensina aos seus filhos a gritar também

  • Seja justo sempre

Não privilegie o mais fraco, mais novo, mais sensível. Permaneça isento.

  • Questione o motivo da briga e entenda o que esta acontecendo
  • Quando um dos filhos estiver claramente errado, critique a atitude, não a criança

    Veja Também

      Mostrar mais