A especialista Betânia Braga, personal organizer parceira da Ordene, oferece algumas dicas para organizar casa com crianças de diferentes idades
Unsplash
A especialista Betânia Braga, personal organizer parceira da Ordene, oferece algumas dicas para organizar casa com crianças de diferentes idades




Manter a casa organizada quando uma criança vive nela não é tarefa fácil. No entanto, a personal organizer Betânia Braga explica que é possível deixar o ambiente organizado e até mais seguro para os pequenos. “Crianças precisam de rotina para se sentirem seguras e acolhidas. Com a organização da casa e do dia a dia isso não é diferente”, diz.

Betânia comenta que ensinar a criança sobre a rotina do dia é fundamental. De acordo com ela, os pais podem fazer combinados com os filhos, respeitando a idade deles. “Potencializar o que cada um faz de melhor e atribuir a este familiar esta tarefa já é um grande passo para uma família se organizar de forma eficiente”, explica.


“Listar as tarefas a serem feitas e sua periodicidade também ajuda nesta organização. Vibre, alegre-se e comemore as tarefas concluídas. Tenha e mostre para sua família o prazer em estar em uma casa organizada. Estipule regras de convivência como, por exemplo, "sujou, lavou" ou "pegou, devolveu".  Assim, com muito amor, paciência e diálogo, a casa estará sempre ativa e organizada”, detalha.

Você viu?

Segundo a especialista, espalhar organizadores pela casa é um passo essencial para que ela se mantenha organizada. “Existem várias opções no mercado que ajudam na organização da casa com crianças. Para mim, a escolha do produto organizador varia conforme a idade da criança”, diz.

Betânia classifica as crianças em três grupos: os bebês, as crianças entre 2 a 7 anos (que ainda não foram alfabetizadas), e as acima de 8 anos. Desse modo, para cada faixa etária é preciso organizar o lar de uma forma diferente. “Para os bebês, eu acho que funciona bem os cestos trançados, as caixas organizadoras e os ganchos”, pontua

“Para as crianças que ainda não sabem ler e são muito visuais no processo de aprendizagem, gosto de usar sempre as caixas transparentes. Elas são empilháveis, possuem diversos tamanhos e encontramos com facilidade para comprar em qualquer lugar, caso precise de reposição. Padronizar a mesma caixa faz com que a criança se atente apenas ao seu interior, além de ficar lindo”, explica.

“Já para a garotada acima de 8 anos, podemos brincar com as cores, design e personagens. Caixas e cestos coloridos funcionam super bem. Na Linha Bel, da Ordene, é possível encontrar diversos modelos lindos e atrativos para as crianças”, continua.

A personal organizer ainda revela que organizadores específicos para os objetos das crianças irão ajudar. “Na cozinha eu adoro organizar mamadeiras, bicos, babadores e até os itens de introdução alimentar em caixas transparentes, com tampa ventilada. Sim, porque elas evitam o acúmulo de fungos e mofo nas coisas das crianças, permitindo a visualização de seu interior”, diz.

“Já na sala, a minha sugestão é setorizar primeiro o espaço para a criança, seja com um tapete ou apenas delimitando a área com cestos, caixas e baús organizadores maiores.

Na linha Utti, é possível encontrar tamanhos ideais para prateleiras de cozinha e ainda são empilháveis. Já aqueles famosos cestinhos super versáteis podem ser encontrados na linha Log”, explica.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários