Apartamento repleto de soluções de arquitetura e automação
Divulgação Bruno Moraes Arquitetura/Foto: Luis Gomes
Apartamento repleto de soluções de arquitetura e automação

Muitas pessoas deixam de fazer melhorias em casa, seja por receio da obra custar caro, ou dela demorar mais tempo do que o esperado. Exatamente por isso, vários problemas da residência vão sendo deixados de lado, o que pode gerar muita dor de cabeça no futuro. Então, será possível realizar uma obra ágil, acessível e com qualidade? A resposta é sim! Para incentivar nessa decisão e preparar o lar para uma nova fase, o arquiteto Bruno Moraes traz 10 dicas essenciais.

“O segredo para uma obra de sucesso se resume em disciplina, organização, um projeto detalhado, além de um cronograma bem definido. Isso deve ser seguido tanto pelos profissionais de arquitetura que a executarão, assim como pelos moradores que também devem contribuir com o bom andamento dos trabalhos. Há uma série de ações que devem ser realizadas cuidadosamente para que tudo ocorra de forma satisfatória. Quanto mais organizada e rápida a reforma, é melhor para todos”, afirma Bruno.

Os clientes e o escritório de arquitetura devem definir logo os pontos fortes do projeto, a fim de deixá-lo com a personalidade dos moradores
Divulgação Bruno Moraes Arquitetura/Foto: Luis Gomes
Os clientes e o escritório de arquitetura devem definir logo os pontos fortes do projeto, a fim de deixá-lo com a personalidade dos moradores

Profissionais experientes

Conhecer bem a equipe que vai trabalhar na reforma da sua residência e receber indicações sobre a empresa e o serviço prestado é essencial para ter um resultado de qualidade. Por isso, cuidado ao confiar em quem vende serviços por valores muito abaixo da média do mercado. Afinal, o que parece ser um bom negócio, pode sair caro depois, além do risco de ocorrerem atrasos. Mesmo assim, caso queira dar uma chance a um profissional que ainda não conhece, comece o escalando para atividades mais simples (como a reforma de um pequeno cômodo, por exemplo), até que tenha mais confiança. Mas nunca entregue obras grandes de cara.

Bruno Moraes Arquitetura
Divulgação Bruno Moraes Arquitetura/Foto: Luis Gomes
Lavabo com efeitos de iluminação no teto

Mais do que um arquiteto, um amigo!

Para uma reforma completa e bem sucedida, o ideal é que o cliente e o arquiteto contratado tenham uma relação transparente e amigável, de forma a definir o quanto antes cada detalhe. Evitem ao máximo deixar pendências ou pontas soltas no caminho, pois isso poderá atrasar a obra. Peça ajuda para quem entende do assunto sobre revestimento, por exemplo. Converse, pense junto e combine uma data limite para decidir o modelo.

Planejamento

Todo mundo conhece aquele ditado “a pressa é inimiga da perfeição”, portanto não adianta começar a reforma correndo, sem projeto e planejamento, pois os resultados não serão satisfatórios. Muita gente acha que é perda de tempo dedicar alguns dias a um planejamento bem feito, mas a partir disso, até meses de serviço podem ser economizados a depender do tamanho da obra. Por isso, antes do quebra-quebra, é muito importante que o escritório contratado apresente um projeto repleto de detalhes para os clientes.

Bruno Moraes Arquitetura
Divulgação Bruno Moraes Arquitetura/Foto: Luis Gomes
Cores trazem vida a todo tipo de reforma

Datas e Ações

Muitos clientes sonham com uma data final para a reforma, apenas com base em expectativas, que podem acabar não se concretizando. Desse modo, para que o trabalho ocorra de forma ágil, um cronograma bem feito é de total importância. Peça para o seu arquiteto listar e fiscalizar cada passo da obra.

Você viu?


Pontos críticos

Logo no princípio, é preciso identificar os pontos críticos, ou seja, aqueles que irão demandar mais trabalho e tempo. Assim será possível “atacá-los” mais rapidamente e de forma estratégica. Por exemplo, se o cliente verificar que a marcenaria será um dos itens com entrega mais demorada, então é possível pedir para a equipe de obras priorizar os locais onde será instalada a marcenaria, para que a visita do marceneiro aconteça o quanto antes. Dessa maneira, ele fará as medições e iniciará a sua função mais rapidamente.

Soluções em marcenaria para o ganho de espaço no apartamento
Divulgação Bruno Moraes Arquitetura/Foto: Luis Gomes
Soluções em marcenaria para o ganho de espaço no apartamento

Pedidos com antecedência

É muito comum ver obras paralisadas ou sendo realizadas parcialmente devido à falta ou atraso de materiais de construção. Por isso, pedir tudo com antecedência é a solução. “Aqui, no meu escritório, temos um processo bem organizado. O coordenador fica com a responsabilidade de solicitar a lista de materiais antecipadamente, com base na fiscalização diária dos estoques. Esse pedido então vai para o nosso setor de compras, que tem até 3 dias para organizar, comprar e formalizar a entrega”, explica Moraes.

Pesquisar e comparar os preços de materiais, móveis e demais objetos da reforma é essencial
Divulgação Bruno Moraes Arquitetura/Foto: Luis Gomes
Pesquisar e comparar os preços de materiais, móveis e demais objetos da reforma é essencial

Orçamentos 

Também é importante lembrar que os orçamentos, tanto dos materiais, quanto da obra em si, devem ser solicitados, pesquisados e comparados bem antes de tudo começar. “Nunca feche uma reforma sem ter a planilha de custos correta, atualizada e detalhada, item por item. Afinal, com a informação de quanto você vai gastar em mãos, será bem mais fácil sua família se planejar financeiramente, verificar se há recursos suficientes, ou até mesmo se será necessária a realização de algumas mudanças no projeto”, aconselha o arquiteto.

Demandas do mercado

No momento atual, diversos itens estão com falta de abastecimento. Portanto apenas orçando e solicitando antecipadamente, é que o cliente saberá os reais prazos de entrega de cada produto com os vendedores especializados.

Bruno Moraes Arquitetura
Divulgação Bruno Moraes Arquitetura/Foto: Luis Gomes
Soluções em marcenaria para o ganho de espaço no apartamento

Documentação necessária

O arquiteto ou engenheiro também é o responsável por emitir o RRT (Registro de Responsabilidade Técnica) ou a ART (Anotação de Responsabilidade Técnica), indispensável para obras em apartamentos. O documento é necessário em função da nova Norma de Reformas da ABNT (NBR 16.280), que estabelece a atuação de um profissional responsável pelo projeto e que fiscalize a execução da obra. “A medida visa a segurança de todos”, conclui o profissional.  

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários