Veja como conseguir a decoração do quarto perfeita e ideal
Henrique Ribeiro
Veja como conseguir a decoração do quarto perfeita e ideal




O quarto precisa ser o cômodo mais relaxante e confortável da casa. Se projetado corretamente, o espaço tem tudo para ser considerado o favorito dos moradores. Em espaços pequenos, é comum que surjam dúvidas sobre como aproveitar cada cantinho e  tornar o quarto aconchegante e prático. Veja algumas dicas de decoração do quarto para não errar e criar o dormitório perfeito.


Qual cama devo escolher?

As camas mais procuradas no dia de hoje são as camas box por proporcionarem conforto, praticidade e versatilidade; além de ter um bom custo benefício. Priscila e Bernardo Tressino, do escritório PB Arquitetura, explicam que essas camas podem ser do tipo baú, bipartida ou conjugado.

“Como elas não têm cabeceira, é interessante pensar em um modelo para compor a decoração do quarto de acordo com o gosto do morador. Entre as opções estão as cabeceiras feitas em marcenaria ou as estofadas”, explica Priscila. As camas box são indicadas para quem precisa guardar elementos volumosos, como enxoval e malas, e são muito indicadas para metragens pequenas.

Outra opção são as “camas prontas”, que já vêm com uma estrutura de madeira ou metal com cabeceira. Elas são muito procuradas por pessoas que apreciam uma decoração clássica ou rústica. No entanto, Priscila explica que é preciso ter o ambiente muito bem planejado antes de aderir às camas prontas para que a decoração do quarto fique harmoniosa.

Tamanho da cama

Antes mesmo de escolher a cama, é preciso ter todas as medidas do quarto, levando em conta o posicionamento de armários, guarda-roupas e estantes. O móvel não pode atrapalhar a circulação no ambiente. “Recomendamos que o corredor livre de circulação, aquele ao redor da cama, tenha pelo menos 60cm de distância”, explica Bernardo.

O arquiteto diz que também é importante que o morador leve em conta a sua própria estatura. “Pessoas mais altas, muitas vezes, precisam de camas especiais. Por isso, é interessante avaliar caso a caso e sempre pedir o auxílio de um profissional especializado”, diz.

Você viu?

Altura da cama ideal

A altura da cama junto com o colchão deve ser igual a um assento de cadeira, algo em torno de 45 cm a 50 cm. É importante levar em conta que camas box com baú ultrapassam esse tamanho e podem medir até 60 cm. “Nesses casos, pessoas baixinhas sentam na cama sem pisar os pés no chão, o que pode ser desconfortável para alguns. Então, se possível, vá até a loja para conferir o modelo de perto”, afirma Priscila.

Escolha do colchão

escolha do colchão ideal é muito pessoal e deve-se levar em conta as condições físicas do morador. Existem materiais no mercado que podem se adaptar às necessidades de cada um. Por exemplo, os colchões de espuma ou látex levam em conta a relação entre peso e densidade, o que ajuda na sustentação da coluna.

Fique de olho ainda em relação à funcionalidade do modelo: se possui tratamento antibacteriano, anti fungos e ácaro. O sistema de molas também é importante. O estilo molas pocket é ideal para camas de casais, já que uma pessoa não sente os impactos da outra se mexendo na cama. Esse modelo também é fresco por ter ventilação interna, ideal para locais em que as temperaturas são mais altas.

“Para quem necessita de mais recursos, há colchões com massageadores, reclináveis e de viscoelástico, que se moldam a qualquer biotipo e não deformam. O mais importante é não comprar às cegas. Faça sempre o teste experimentando na loja”, diz Bernardo.


Cabeceiras

É preciso verificar se as cabeceiras, bem como cores e materiais, são harmoniosas com a decoração do quarto. A dupla de arquitetos aconselha a ter cuidado em ambientes pequenos para que a cabeceira não se roube o espaço atrás da cama, o que reduz a circulação. Além disso, modelos inadequados à estética podem estragar a decoração do quarto.

Moradores que são alérgicos ao pó precisam tomar cuidados redobrados com as cabeceiras. A peça demanda atenção na limpeza por acumular pó. Pessoas alérgicas devem evitar modelos de tecido, ripados ou com frisos.

Quarto e escritório

Mais do que dormir, o quarto pode servir para outras funções, principalmente para trabalhar. A pandemia tornou comum que pessoas adaptassem o espaço para trabalhar no cômodo. Por isso, é possível pensar em um cantinho de trabalho na decoração do quarto — no iG Delas, já ensinamos a montar um escritório em casa gastando pouco .

As penteadeiras também são uma boa pedida para moradores mais vaidosos e que querem ter um cantinho da beleza. Neste caso, pode-se investir em espelhos iluminados e molduras. Para um ambiente mais clássico e romântico, Priscila e Bernardo indicam o uso das molduras em estilo boiserie e móveis provençais.

Organização e aconchego

Por ser um ambiente que remete ao descanso e ao conforto, é importante que a decoração do quarto seja organizada. Também é importante investir em elementos que remetem ao aconchego, como tapetes e cortinas. As cortinas blackout são ideais para este espaço pode barrarem a claridade. Travesseiros e almofadas também são itens que dão match ao décor. Prefira colorações mais neutras e claras nestes itens.

Iluminação confortável

A iluminação é a peça chave de qualquer ambiente . A dupla de arquitetos sugere que sejam utilizadas lâmpadas com luzes de cor branco quente, entre 2400K a 3000K. Elas são mais adequadas para conferir aconchego ao ambiente. As luzes indiretas combinam melhor com a decoração do quarto e é possível conseguir esse efeito com fitas de led embutidas em rasgos de gesso e com modelos de plafons.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários