Nesta quarta-feira (17), o Twitter amanheceu com a hashtag #bombrilracista entre os assuntos mais comentados no site. Os usuários apontaram que a esponja de aço "Krespinha", produto comercializado desde 1952, reforça estereótipos racistas.

esponja krespinha
Divulgação
Esponja está no mercado desde 1952

Leia também:

O nome da esponja de aço inox faz referência ao cabelo crespo, comum entre negros. Para os usuários do site, o marketing do produto, que tem como slogan "Ideal para limpeza pesada", está baseado no racismo. "Perpetua estereótipos racistas e imagens de controle que associam o corpo de mulheres negras ao trabalho doméstico pesado", escreveu a ativista Winnie Bueno. 

"Me pergunto se existe algum preto na equipe de criação, ou só brancos alienados mesmo", pontuou a youtuber Bianca DellaFancy. Além disso, algumas pessoas ainda lembraram o racismo na infância  – onde tiveram o cabelo associado de forma negativa à esponja de aço. 

A marca se posicionou dizendo que, diferente do que muitos divulgaram, o produto não é novo, nem relançamento. O produto existia há 70 anos e deixa de fazer parte do portfólio da marca hoje. Veja a nota completa abaixo.



    Veja Também

      Mostrar mais