Tamanho do texto

Além dos ambientes sociais da casa, as peças podem até ser posicionadas nos quartos das crianças; aprenda a utilizá-las corretamente na decoração

As obras de arte são capazes de imprimir nos cômodos os gostos e a personalidade dos moradores, além de contribuírem de forma positiva na decoração da casa . Entretanto, para valorizá-las corretamente e sem prejudicar a estética dos ambientes, é necessário acertar na iluminação e na disposição de telas e esculturas. 

Incluir obras de arte na decoração ajuda a trazer mais vida e cultura ao ambiente; mas você sabe como fazer isso?
Julia Ribeiro
Incluir obras de arte na decoração ajuda a trazer mais vida e cultura ao ambiente; mas você sabe como fazer isso?

Para começar e definir quais obras de arte serão utilizadas no lar, recomenda-se analisar o perfil de cada um e o estilo que mais gostam. “No caso de pessoas mais sérias e apreciadoras de tons mais neutros, precisa ser algo tradicional e mais clássico. Para quem gosta de cores, vale apostar em art naif, street art ou colagens. O mais importante é que elas tragam satisfação”, explica a arquiteta Cris Paola. 

Por outro lado, se a intenção é começar uma coleção de arte, a também arquiteta Denise Barretto aconselha escolher trabalhos que tenham o papel como suporte. “Investir em obras como gravuras ou fotos seria ideal para o início. Pouco a pouco, você pode experimentar peças mais ousadas e de maior custo”, diz. 

Como dever ser a disposição das peças?

Arquitetas explicam como as obras de arte devem ser colocadas nos ambientes; confira a explicação e aprenda o jeito certo
Raphael Briest
Arquitetas explicam como as obras de arte devem ser colocadas nos ambientes; confira a explicação e aprenda o jeito certo

A dica das especialistas para usar as obras de arte na decoração é eleger apenas uma parede para expor os quadros e, assim, valorizá-los. Além disso, é importante adotar composições variadas e telas de diferentes tamanhos.

Segundo Denise, tudo é válido nessas composições, indo desde temas que conversam a até choques estéticos. "Um pouco de sensibilidade é necessária na hora de dispô-los e, se surgir alguma insegurança, deve ser feita com a curadoria de uma pessoa mais familiarizada com o tema”, aconselha.

Usar um só  tipo de moldura é uma maneira de criar a sensação de unidade em gallery walls . As arquitetas explicam que modelos estreitos e com design mais clean, em madeiras claras, nos tons de peroba ou freijó, além das brancas e pretas com acabamento fosco, são indicadas para um visual contemporâneo. 

Se o desejo for usar apenas um quadro, o hall de entrada, as salas de jantar e de estar, corredores e patamares das escadas podem ser pontos de destaque. No caso das esculturas, colocá-las sobre uma base é uma forma de valorizar a peça e garantir que ela funcione como ponto focal no ambiente. 

“Pode ser em cima de um pedestal ou mesa. É importante ter um ponto de luz com foco para sua valorização”, ensina Cris. Para destacá-las ainda mais, vale posicioná-las em corredores que integram os cômodos.

Iluminação e temperatura são pontos importantes e não devem ser esquecidos

Ao escolher as obras de arte que irão compor os ambientes, a iluminação e a temperatura não devem ser esquecidas
Raphael Briest
Ao escolher as obras de arte que irão compor os ambientes, a iluminação e a temperatura não devem ser esquecidas

Após a definição do local em que as peças vão ser colocadas, o próximo passo é decidir a iluminação adequada. Para isso, há duas opções disponíveis. Uma é usar luminárias com foco na obra. A outra alternativa é colocar uma luz difusora no ambiente para evitar que sombras modifiquem a percepção da tela.

Já em relação à temperatura, Denise explica que os próprios moradores podem servir como termômetro. “Se ela estiver agradável à nossa percepção, vai funcionar. Mas, obras super valiosas devem permanecer em redomas climáticas, a fim de que a umidade e o calor excessivo não provoquem alterações sobre tela, papel e afins”, esclarece a arquiteta.

Obras de arte também podem ser interessantes para o quarto das crianças 

As obras de arte também pode ser posicionadas nos quarto das crianças para estimular o contato com a cultura; veja
Tony Duque
As obras de arte também pode ser posicionadas nos quarto das crianças para estimular o contato com a cultura; veja

Além dos ambientes sociais, os quartos dos filhos também podem ser decorados com quadros e outros itens. De acordo com a galerista e marchand Livia Doblas, ter obras nesse espaço promove um contato produtivo da criançada com o mundo cultural.

E, para quem deseja seguir esse conceito, a profissional separa cinco dicas: 

1. Aposte em cores e humor

O colorido e o humor nas obras prendem a atenção, distraem e acalmam a criança. Na primeira infância, pode ser tão marcante quanto um brinquedo preferido, já que os pequenos criam um vínculo afetivo. 

2. Posicione a obra em um local que permita a interação da criança

No caso de bebês, a recomendação é posicionar as peças em locais que eles consigam ver parte delas do berço e, no caso dos pequenos, que seja possível avistar da cama. O ideal é que o campo visual seja preenchido com algo que os distraia e transmita uma presença acolhedora. Os tamanhos, as cores e os estilos podem ser a gosto dos pais. 

3. Invista também em esculturas

As esculturas, assim como as obras de arte, também contribuem para promover o contato dos pequenos com a arte
Tony Duque
As esculturas, assim como as obras de arte, também contribuem para promover o contato dos pequenos com a arte

Além de investir nos quadros, existe a possibilidade de adotar as esculturas, que podem ser manipuláveis e, além disso, contribuem para estimular mais o sentido do tato. Elas se aproximam mais de um “boneco” para criança. É importante lembrar que, dependendo da idade do pequeno, a peça não poderá ter pontas que machuquem ou itens que possam se soltar e serem engolidos.

Na arte contemporânea, é possível encontrar os mais diversos materiais para esculturas. Algumas remetem até mesmo à brincadeiras que eram feitas com frequência antigamente, como amarelinha, telefone sem fio e ciranda.

5. Aproxime-os da arte

Geralmente, as crianças adoram ter um pedaço de papel em branco e uma caixa de lápis de cor para poder desenhar. Diante disso, uma boa alternativa é manter um espaço em que elas possam deixar a criatividade rolar solta . Dá para emoldurar também algum desenho feito pelos pequenos e deixar ao lado das pinturas e outras obras de arte .

    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.