Tamanho do texto

Em poucos dicas de uso, a esponja armazena fungos e bactérias que podem causar diversos problemas à saúde; saiba como cuidar desse item

Com que frequência você costuma trocar a sua esponja de lavar louça ? Prestar atenção no tempo de uso é fundamental para evitar colocar a saúde da família em risco. Isso porque um estudo feito pela Faculdade DeVry Metrocamp, em Campinas, mostra um resultado assustador: em apenas 15 dias, o item é capaz de acumular, em média, 680 milhões de fungos e bactérias. 

A esponja de cozinha está repleta de germes e bactérias – e, por isso, é fundamental higienizá-la e até mesmo trocá-la
shutterstock
A esponja de cozinha está repleta de germes e bactérias – e, por isso, é fundamental higienizá-la e até mesmo trocá-la

Durante os testes, os pesquisadores identificaram que a umidade constante e o acúmulo de alimentos que permanecem na esponja após o uso podem causar uma série de doenças, por conta dos “hóspedes” indesejados que ficam armazenados nessas situações. Para evitar esses problemas, as soluções são simples: higienizá-la e armazená-la corretamente. 

De acordo com Artur Timerman, infectologista e consultor de limpeza da Condor, o acessório deve limpo logo após seu uso ou, no máximo, a cada quatro dias. Sobre a frequência com que trocá-la, o profissional esclarece que dependerá da intensidade com que for utilizada. “Use seu bom senso. Quando considerar que as esponjas estão 'gastas', troque-as sem pestanejar”, diz. 

Apesar disso, recomenda-se não ultrapassar 15 dias de uso. "Depende muito da frequência com que o item é usado e da higienização que ele recebe. Uma família que o utiliza várias vezes ao dia deve fazer a troca em, no máximo, 10 dias. Já quem utiliza pouco, pode prolongar”, explica João Pedro Lucio, coordenador técnico da franquia de serviços Maria Brasileira. 

Outro ponto importante para prolongar o tempo de vida útil da esponja é não deixá-la dentro da pia, mas escolher um local em que a secagem possa ocorrer naturalmente. Além disso, não se deve compartilhar o objeto com outras tarefas além da lavagem dos utensílios de cozinha. “O ideal é ter uma para cada lugar, como, por exemplo, fogão, pia e louça, isso ajuda a não misturar resíduos alimentares com outros tipos de limpeza ”, exemplifica Timerman. 

O profissional ainda ressalta que, quando possível, deve-se evitar limpar tábuas de carne com a mesma bucha de louças, especialmente se tiver usado o item para cortar alimentos crus. O mesmo cuidado vale para outros espaços da cozinha. “Usá-la para limpar a mesa, a bancada suja e, possivelmente, as manchas no chão pode levar bactérias e fungos à superfície que você está tentando limpar”, completa.

3 métodos práticos e fáceis de seguir para higienizar a esponja

Aprenda três métodos fáceis que deixam a esponja usada na cozinha limpa e pronta para ser usada novamente, seja no micro-ondas, na máquina de lavar louças e por imersão, com água sanitária, que requer o uso de luvas nas mãos; veja
FreePik
Aprenda três métodos fáceis que deixam a esponja usada na cozinha limpa e pronta para ser usada novamente, seja no micro-ondas, na máquina de lavar louças e por imersão, com água sanitária, que requer o uso de luvas nas mãos; veja

Para conversar o utensílio, é necessário, após lavar a louça, retirar todo o resto de comida que esteja nele e, em seguida, torcer o máximo que conseguir. Depois, deixe que ele seque completamente para não evitar que a umidade comprometa sua estrutura e vire um local para a proliferação de germes e leveduras. “Mesmo esponjas que parecem limpas podem conter milhares de bactérias ou até mesmo fungos por centímetro quadrado”, salienta o infectologista.

A higienização do item pode ocorrer de três formas. Veja quais:

1. Micro-ondas

Higienizar a esponja no micro-ondas é a primeira sugestão; em poucos minutos, ela estará limpa e própria para uso
shutterstock
Higienizar a esponja no micro-ondas é a primeira sugestão; em poucos minutos, ela estará limpa e própria para uso


  1. A primeira acontece no micro-ondas e é rápido e leva apenas alguns minutos.
  2. Molhe a esponja e não a deixe secar;
  3. Por baixo dela, coloque uma toalha de papel;
  4. Depois, leve-a ao micro-ondas por um minuto;
  5. Em seguida, retire-a e espere que ela esfrie antes de usar.

Esse procedimento, apesar de simples, requer cuidado com o manuseio. Isso porque alguns modelos são feitos de plástico e, com isso, o papel irá fazer com que a limpeza do eletrodoméstico seja feita de forma simplificada.  “É aconselhável também colocar, pelo menos, meia xícara de água junto para proteger o seu emissor. Além disso, quando retirar, espere esfriar antes de voltar a usar para evitar queimaduras graves”, alerta o infectologista.

2. Lava-louças

Quem preferir pode optar pelo lava-louças para higienizar a esponja. O processo, no entanto, demora um pouco mais
shutterstock
Quem preferir pode optar pelo lava-louças para higienizar a esponja. O processo, no entanto, demora um pouco mais

Quem preferir, pode também usar a máquina  lava-louças para higienizar a bucha. O processo, assim como o explicado anteriormente, também é fácil – mas requer mais tempo. Siga:

  1. Coloque a esponja no compartilhamento de talheres;
  2. Deixe-a na máquina até o fim do ciclo;
  3. Em seguida, assim que estiver finalizado, retire-a.

3. Técnica de imersão com água sanitária

A última sugestão requer mais cuidado e o uso de luvar para limpar a esponja, além de contar com o uso de água sanitária
shutterstock
A última sugestão requer mais cuidado e o uso de luvar para limpar a esponja, além de contar com o uso de água sanitária

Nessa opção, você irá precisar de luvas de borracha para as mãos, além de utilizar também água sanitária e um pote pequeno para fazer a mistura que será utilizada. Veja:

  1. Limpe a esponja o máximo que você puder usando água da torneira e detergente;
  2. Enxágue abundantemente com água corrente;
  3. Coloque as luvas nas mãos e prepare uma solução de 10% de água sanitária em uma tigela pequena com água quente;
  4. Deixe a esponja de molho por três minutos (importante não ultrapassar 10 minutos);
  5. Esprema-a algumas vezes, enquanto ela ainda está de molho (isso ajuda a garantir que a água sanitária penetre completamente e também auxilia na remoção dos resíduos);
  6. Remova e lave bem a esponja com água corrente.

Por fim, a microbiologista e docente Rosana Siqueira alerta que a  bucha de lavar louça só deve ser guardada quando estiver limpa e seca. “A presença de água, juntamente com restos de alimentos, favorece a multiplicação de microrganismos e pode gerar contaminação cruzada, aumentando a probabilidade de doenças, especialmente para crianças, idosos e pessoas com a imunidade debilitada”, esclare.

Além disso, vale destacar que os coliformes fecais em grande quantidade desencadeiam problemas gastrointestinais como diarreia, vômitos, febres e dores abdominais. E, para evitar todos esses problemas e infecções e outros riscos ainda mais graves à saúde, como já foi explicado ao longo da matéria, basta seguir uma regra simples: que a limpeza regular da esponja  vire uma rotina em sua casa.

    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.