Com o passar dos anos, a pele tende a perder a firmeza , gerando um aspecto de caimento dos contornos do rosto. "Temos essa sensação de ‘descolar’ ou ‘derreter’ porque os tecidos vão cedendo com o passar dos anos devido à perda de colágeno, entre outros fatores", explica a dermatologista Maria Paula Del Nero sobre o que acontece com a pele madura.

mulher passando creme no rosto
shutterstock
Com o passar do tempo a pele perde a firmeza e o rosto pode ficar com aspecto caído


Ela explica que tratamentos dermatológicos são uma opção não invasiva para  diminuir essa sensação e melhorar a qualidade da pele madura . Uma dessas opções é o uso do ácido poli-L-lático (PLLA), um bioestimulador de colágeno que possui efeito gradual e duradouro.

"Ele provoca uma leve resposta inflamatória no local da aplicação, estimulando a produção de colágeno", diz a médica. Del Nero comenta que a função do tratamento é promover a redensificação dérmica, a reorganização do subcutâneo e melhorar a qualidade de pele, trazendo de volta a sustentação e a firmeza perdida ao longo do tempo. 



O procedimento deve ser realizado em consultório e os aparecem progressivamente. "A partir de 30 dias, o processo de bioestímulo se inicia e se mantém por até um ano. Depois disso, os resultados são mantidos por até 25 meses", diz.

A dermatologista também recomenda outras atividades para intensificar o combo de resultados do bioestimulador. A paciente pode ainda prevenir o envelhecimento adotando uma rotina de boa alimentação com proteínas, hidratando a pele diariamente e fazendo uso recorrente de filtro solar para retardar essa sensação de "derretimento" do rosto.


    Veja Também

      Mostrar mais