Tamanho do texto

Especialistas explicam por que o seu cabelo influencia os produtos que usa

Como você compra seus produtos de cabelo? Enquanto algumas pessoas pegam o primeiro que elas veem na prateleira do mercado, outras analisam todos os componentes e seguem à risca as indicações de uso, escolhendo só aquele que é adequado para o fio. Mas será que essa questão de "tipo de shampoo" realmente faz diferença na hora dos cuidados?

Leia também: 2A, 3B ou 4C? Descubra qual é o seu tipo de cacho e como cuidar dos cabelos 

mulher comprando shampoo arrow-options
shutterstock
Antes de comprar um tipo de shampoo, é essencial observar as características do seu cabelo e escolher produtos específicos


Ao Delas , Wesley Nobrega, hair stylist do Allummê by Wesley Nobrega, afirma que a resposta para a questão anterior é "sim". "Cada cabelo tem uma necessidade. O afro, por exemplo, é mais seco e precisa de um tipo de shampoo mais hidratante. Outros são mais adstringentes, indicados para os fios mais oleosos. Além dos específicos para tratamentos", explica. 

O dermatologista Herbeth Sobral, da clínica Mais Excelência Médica, comenta que o Brasil é um país com uma diversidade muito grande de tipos de cabelos, que vai desde o mais liso até o crespo 4C, e cada um tem uma produção de oleosidade natural. Por isso, há uma variedade de produtos, cuja fórmula depende da necessidade do fio e do couro cabeludo. 

"O shampoo é constituído de substâncias tensoativas, ou seja, tem capacidade detergente, de fazer limpeza do couro cabeludo, retirar células mortas, oleosidade e sujeiras, e alguns vão ter mais tensoativos do que outros", diz o médico.

Assim, quando se usa um shampoo que não é recomendado para o seu tipo de cabelo,  ele não vai ter a eficácia que deveria. "Se você usar um produto que não é específico, pode ocorrer o aumento da oleosidade, ressecamento e até mesmo desbotamento da cor, no caso de quem tem cabelo colorido, por exemplo", comenta Wesley. 

Isso quer dizer que a melhor forma de manter os fios saudáveis e bonitos é escolhendo a linha certa de produtos para ter esses cuidados. Mas, afinal, como fazer isso?

Leia também: Mulheres loiras realmente precisam usar shampoo roxo na hora da lavagem?

Como escolher o melhor tipo de shampoo para o meu cabelo?

Os profissionais explicam que, antes de escolher o tipo de shampoo, é preciso entender quais são as características do seu fio, como, por exemplo, pontas secas e couro cabeludo oleoso. "Ao descobrir o seu tipo de fio, observe os rótulos dos produtos", diz o farmacêutico Jamar Tejada.

Segundo ele, é na embalagem que você vai ver qual a indicação certa daquele produto e, indo além, se ele é livre de sulfato, parabenos, petrolatos e silicone. "Esses ingredientes agridem o couro cabeludo. Dê preferência aos produtos feitos com plantas e óleos vegetais, que contém probióticos ou saccharomyces, que equilibram a microbiota do cabelo", explica. 

Outra questão a ser observada é o Ph, que deve ser:

  • Cabelos oleosos:  Ph netro ou levemente alcalino que neutraliza a oleosidade, ou seja, ≥ 7
  • Cabelos secos:  Ph ácido que é mais hidratante, ou seja,  ≤ 7

"É importante pensar sempre na saúde do couro cabeludo do que no fio, focando mais na raiz do que nas pontas. Quanto mais saudável estiver seu couro cabeludo, mais estruturado estará o seu fio de cabelo", comenta Jamar.

Ele complementa que é essencial lembrar que a função do shampoo é limpar, então pense no produto para a saúde e deixe a hidratação para os agentes condicionantes, como cremes para pentear, condicionador e leave-in. Além disso, a indicação é sempre trocar a marca (não o tipo) desses produtos para que os fios recebam diferentes nutrientes.  

Leia também: Shampoo sem sulfato, silicone e parabenos: como aderir às fórmulas leves?

Usei um shampoo não indicado para o meu tipo de fio. E agora?

Usou um shampoo que não era específico para o seu tipo de cabelo? Heberth comenta que não é preciso se desesperar, mas já é hora de trocá-lo (mesmo se o produto ainda não tiver acabado). Isso porque o uso contínuo pode causar danos aos fios. 

"Quando a pessoa com cabelo cacheado (que é mais seco e precisa de nutrição) usa o shampoo para cabelo liso (que é mais adstringente, o fio fica mais ressecado e talvez não seja possível modelar os cachos. Vai ficar como se tivesse lavado com sabonete", diz Heberth.

No caso de uma mulher de cabelo liso (que é mais oleoso, fino) que usa o produto para cabelo cacheado, o fio pode ficar mais pesado e essa oleosidade pode aumentar. " O ideal é procurar um dermatologista para indicar o melhor tipo de shampoo  para o seu cabelo", finaliza.