Tamanho do texto

Dermatologista explica o que acontece quando um fio branco é arrancado

Você olha no espelho e, de repente, percebe que está com alguns cabelos brancos. Na mesma hora, fica nervosa diante da situação e pensa em arrancá-los , um por um. Pouco depois, reflete e lembra de um conceito propagado por muitas pessoas que diz que, ao arrancar um fio, vários outros vão surgir no mesmo lugar. 

mulher tentando arrancar os cabelos brancos
shutterstock
Muita gente acredita que, ao arrancar um dos cabelos brancos, vários outros vão surgir no mesmo local do fio arrancado

Mas, afinal, será que isso é verdade? Para responder essa questão, a reportagem do Delas conversou com a dermatologista Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Antes de tudo, no entanto, é necessário  entender o nascimento dos cabelos brancos

“Em cada folículo piloso há células que se chamam melanócitos. Esses melanócitos produzem melanina, pigmento responsável pela cor dos cabelos (assim como na pele). Quanto maior a quantidade de pigmento produzida, mais escuro será o fio de cabelo da pessoa”, explica a dermatologista.

Com o passar do tempo, geralmente ligado ao processo de envelhecimento, diminui-se a produção de melanina. “Essa perda da função dos melanócitos é progressiva, ao longo dos anos. Quando o melanócito deixa de funcionar totalmente e para de produzir melanina, o fio passa a crescer totalmente branco (sem nenhum pigmento)”, completa.

Afinal, pode arrancar os cabelos brancos?

mulher com alguns cabelos brancos
shutterstock
Dermatologista explica ao Delas o que acontece realmente quando você não resiste e arranca um dos cabelos brancos

A informação de que arrancar um fio branco vai fazer com que nasçam (sete ou dez, geralmente) outros no lugar é falsa. “Quando você arranca um fio de cabelo branco, nascerá outro fio branco no mesmo lugar”, aponta Paola. Isso significa que o ato de arrancá-lo não modifica o melanócito, que parou de produzir pigmento para aquele fio. 

O que acontece, na verdade, é que o processo de envelhecimento do cabelo é progressivo. Portanto, até que o fio arrancado cresça novamente, outros ao redor podem se tornar brancos também. Mas isso, no entanto, não tem nenhuma relação com aquele que foi removido anteriormente.

É importante perceber também que “cada folículo piloso irá produzir um certo número de fios de cabelo ao longo da vida. Se a pessoa ficar arrancando os fios repetidamente, o máximo que ela irá conseguir será uma falha naquele local quando o fio deixar de nascer novamente”, alerta a dermatologista.

Mesmo que seja uma tentação para muitas pessoas, o mais indicado, no fim das contas, conforme ressalta a profissional, é evitar esse dano repetido nos folículos, se segurar e não arrancar os cabelos brancos ou de qualquer outra cor. Assim, você não prejudica a  saúde capilar e evita possíveis inflamações na raiz do cabelo.