Tamanho do texto

Segundo especialista, é recomendado seguir algumas etapas para manter o design em dia, deixando as sobrancelhas sempre saudáveis e preenchidas

Acredite, o ditado sobre as sobrancelhas serem a moldura do rosto é verdade. Por causa disso, é muito importante que os fios sejam muito bem cuidados para evitar qualquer falha que possa afetar o desenho do design de sobrancelha — afinal, qualquer fiozinho fora do lugar pode mudar completamente a expressão do seu rosto. 

undefined
shutterstock
Especialista dá dicas essenciais para não errar na hora de ter cuidados com os fios e manter o design de sobrancelha em dia

Se você é uma das milhares de mulheres que dependem do design de sobrancelha para manter o "equilíbrio do rosto", é preciso tomar alguns cuidados todos os dias para que os pelos se mantenham saudáveis e continuem no lugar até a próxima sessão. 

Pensando nisso, o Delas conversou com Fernanda Barriviera, diretora técnica do Grupo SD, dono da marca Sobrancelhas Design, e listou as nove erros comuns e dicas infalíveis para fugir deles ter as sobrancelhas perfeitas sem muito esforço; confira abaixo: 

Dicas para não errar nos cuidados e ter o design de sobrancelha perfeito

undefined
shutterstock
Segundo profissional, não é indicado fazer o design de sobrancelha sozinha e nem usar produtos que não sejam específicos

1. Não retirar o pelos aleatoriamente em casa

Não é indicado que você faça reparos, manutenção ou retire fios por conta própria e fora do período de manutenção, já que isso pode comprometer o ciclo de crescimento do pelo. "Ainda que seja um pelinho que, à primeira vista, esteja fora do traçado, o mesmo pode ter sido deixado estrategicamente pela designer para  cobrir alguma falha e que será reavaliada na próxima ida ao espaço especializado em design de sobrancelhas", explica Fernanda.

2. Não se aventurar sozinha em casa

Segundo a profissional, buscar por um especialista que possa te ajudar a manter o design de sobrancelha intacto é sempre a melhor opção. Isso porque tirar os pelos das sobrancelhas sozinha pode comprometer o traçado e, também, porque a região é muito delicada e próxima aos olhos, tendo um risco grande de de beliscar a pele com a pinça e machucá-la.

"Além disso, cada vez que o pelo é removido de maneira errada, pode ocorrer uma inflamação do folículo e, aos poucos, ele deixa de nascer no local", completa a especialista. 

3. Não manter a frequência de retirada indicada pelo seu designer

É muito importante seguir um cronograma, tanto para que seja mais fácil manter o design das sobrancelhas, quanto para prevenir falhas. "Muitas mulheres não conseguem aguentar ver os pelos crescendo e já querem retirá-los. Isso é perigoso, pois, sem respeitar o intervalo de, no mínimo, 15 dias, há o risco de que a região pare de desenvolvê-los", alerta a especialista.

4. Não saber que as sobrancelhas não são simétricas

Muitas pessoas acreditam que as duas sobrancelhas são iguais, mas a verdade é que elas não são simétricas e tentar igualá-las é um erro. "A pessoa pode acabar afinando o desenho nessa tentativa de deixá-las iguais", diz Fernanda.

Segundo ela, somente um profissional que tenha especialização é capaz de identificar o desenho que se adequa para uma melhor harmonia facial, considerando essa e outras particularidades do rosto de cada pessoa.

5. Não usar produtos especificamente formulados para a região

Um dos cuidados mais importantes e necessários para manter o design em dia é a escolha de produtos com fórmulas que sejam específicas para o uso nas sobrancelhas. Nesse caso, o ideal é optar também por aqueles que possuam ativos naturais, que hidratem e ajudem a manter a saúde dos pelos. Por isso, preste bastante atenção a rótulos e embalagens. 

"Lápis de sobrancelhas e sombras que não seguem essa linha de tratamento costumam conter insumos em sua formulação que podem resultar na obstrução dos folículos e que leva à queda dos pelos nas regiões onde são aplicados", comenta a especialista.

6. Não consultar um profissional para realizar o design correto

Fernanda considera que o maior erro de todos é não consultar um profissional para realizar a remoção adequada dos fios. "Isso pode comprometer momentaneamente a expressão por causa do design, que pode se tornar ainda mais expressiva, por exemplo, como também levar ao enfraquecimento do pelo que é retirado com frequência, levando ao aparecimento de falhas permanentes por comprometer o crescimento", afirma. 

7. Não usar cremes pós-depilatórios na pele

A especialista afirma que os cuidados depois da sessão de design de sobrancelha também são importantes. "Após a remoção dos pelinhos é sempre indicado utilizar produtos pós-depilatórios, que acalmam a pele e fecham os poros. Para pessoas sensíveis existem pomadas de bebê que funcionam muito bem, mas sempre é preciso uma recomendação de um profissional especializado para adquirir aquela que se adequa à necessidade de cada pele", indica. 

8. Tingir os fios com qualquer tipo de produto

O maior benefício de tingir os fios é que a pigmentação, quando corretamente aplicada, pode preencher as falhas, dando maior volume aos pelos e realçando o design. Entretanto, é preciso ter cuidado ao aderir à essa técnica, já que optar por fazer sem o auxílio profissional ou escolher um produto sem conhecer seus ingredientes  pode ser prejudicial

"O problema está no tipo de pigmento utilizado, já que a grande maioria dos pigmentos são compostos de produtos químicos agressivos, que prejudicam a oxigenação do folículo, promovendo a queda dos pelos", explica a Fernanda. Além disso, é sempre importante fazer testes para que não haja nenhuma reação alérgica. 

9. Alisar os pelos rebeldes

Há quem opte pelo alisamento dos fios das sobrancelhas quando eles nascem em sentido contrário ao desenho natural, quando são mais longos e tendem a enrolar ou quando são muito grossos e rebeldes. Apesar de existir essa opção, a melhor alternativa para quando os fios estão longos demais, é apará-los com uma tesoura. 

"No caso de fios rebeldes e que crescem no sentido contrário ao design de sobrancelha , o mais indicado é usar máscara incolor e pentear com a escovinha, no mesmo sentido do crescimento dos fios, a fim de deixar um colado no outro. Mas não se deve alisar, pois a química queima o fio, que é curto, aumentando o risco de cair", finaliza Fernanda.