Tamanho do texto

Segundo especialistas, se inspirar nos cabelos das celebridades é uma boa forma de ter referência para sua própria mudança de visual (radical ou não)

De tempos em tempos é sempre bom buscar novas mudanças de visual — seja comprando uma roupa, usando uma maquiagem diferente ou até mesmo transformando os cabelos  . Mesmo se você for uma daquelas pessoas que têm medo de arriscar, é importante saber que dá para apostar em inovações - das mais simples às mais ousadas. Bastam alguns cuidados. 

Antes de apostar em qualquer uma das mudanças de visual propostas pelo Delas, veja o motivo pelo qual você quer mudar
Reprodução/Instagram
Antes de apostar em qualquer uma das mudanças de visual propostas pelo Delas, veja o motivo pelo qual você quer mudar


As mudanças de visual , segundo Wesley Nóbrega, hair stylist do Allummê by Wesley Nóbrega, podem até ser uma necessidade. Entretanto, é preciso cogitar o motivo de você estar querendo fazê-la. "Pense se está realmente certa disto, porque dependendo da mudança, a volta demora muito!"

O profissional explica que muitas mulheres procuram mudar o visual quando passa por alguma situação muito emocional. "Então, eu não recomendo pensar em mudança de visual se: você estiver nervosa, na TPM ou se brigou com alguém, seja essa pessoa um amigo, familiar ou parceiro. Espere acalmar os ânimos e, aí sim, pense na mudança."

Para não ter erro, a dica é conversar com um especialista e ver, antes de mais nada, se é possível levar essa ideia para frente. "Também vale você escolher referências de famosas  , experimentar perucas de outras cores ou ainda usar os aplicativos que mudam o visual."

Marcelo Brito, hairstylist do Studio Lorena, também sugere fazer uma boa pesquisa. "Todo tipo de informação é importante, desde perceber o estilo de vida mulher, pois influencia muito na transformação de corte e de cor, até mesmo o caimento do fio."

Entretanto, a ideia aqui é mostrar que um detalhe é o suficiente para fazer toda a diferença nas mudanças de visual e descobrir um gosto completamente novo. Pensando nisso, o Delas separou três estilos, que vão do nível fácil para o mais radical, para provar que vale investir nessas referências. Está precisando de um empurrãozinho? Confira abaixo: 

Mudaças de visual #1: nível fácil

Entre as mudanças de visual mais básicas está a franja, que pode modificar totalmente o seu rosto e dar um ar moderno
Reprodução/Instagram/paulafernandes/aanafurtado/
Entre as mudanças de visual mais básicas está a franja, que pode modificar totalmente o seu rosto e dar um ar moderno

Uma mudança de visual mais básica é apostar na franja. As referências são Paula Fernandes e Ana Furtado. "O comprimento pouco abaixo das sobrancelhas, por exemplo, é uma versão que combina bastante com fios de tamanho médio e longo", comenta Wesley Nobrega.

Segundo o especialista, essa tendência pode deixar o visual com ar jovial sem perder a sensualidade. Se tem vontade de aderir ao corte, não é preciso se preocupar se esse estilo vai combinar com você, já que é possível adaptar a franja ao seu tipo de rosto. 

"Tem que ver a que melhor se adapta a cada formato de rosto e também como você deseja usá-la no dia a dia. Se você tem uma franja que precisa ser modelada com secador, mas não tem tempo, isso pode te atrapalhar", explica o profissional. Marcelo complementa que a franja é uma tendência atemporal, assim como cortes chanel ou  bob  , então não dá para errar. 

Mudanças de visual #2: nível médio

A cor do cabelo pode ser uma das mudanças de visual de nível médio, já que é possível voltar a cor natural com facilidade
Reprodução/Instagram/galisteuoficial/giovannaantonelli/
A cor do cabelo pode ser uma das mudanças de visual de nível médio, já que é possível voltar a cor natural com facilidade

Se você quer ideias de mudanças de visual que não seja tão básica, mas que também não entre na categoria "radical", que tal apostar na tintura? Adriane Galisteu e Giovanna Antonneli são excelentes inspirações de mudanças que deram certo. A primeira apostou na tonalidade chocolate, enquanto a segunda investiu no ombré hair para dar mais luminosidade  .

Wesley, que também é especialista nos loiros, vê a troca de tonalidade como uma grande ferramenta de transformação.  “Mudar a cor é uma boa opção para quem procura renovação, mas não pretende encarar a tesoura. A dica é conversar com o profissional para que ele indique tons que favoreçam a cor da sua pele”, afirma.

Além disso, ir do moreno para o loiro, ou vice-versa, não é uma mudança definitiva, então é sempre possível voltar à cor natural. 

Apesar de ser uma mudança relativamente simples, Marcelo afirma que existem alguns cuidados que devem ser tomados. "C omece a hidratar e nutrir muito os fios pelo menos três meses antes da coloração. Invista também em um bom leave-in e evite o uso de fontes de calor, como a chapinha, que desidrata o fio."

Segundo ele, os cuidados são necessários porque o descolorante, processo que deixa os fios loiros, é corrosivo "por mais que o profissional use os produtos que protegem os fios dos danos da descoloração". "Se o cabelo for longo, comprido, vai ficar muito mais desgastado no comprimento e pontas. Depois da descoloração a hidratação é fundamental", completa. 

Mudanças de visual #3: nível radical

O corte pode ser considerado uma das mudanças de visual mais radicais, mas não é preciso mudar tanto de uma vez só
Reprodução/Instagram/fepaesleme/dedesecco
O corte pode ser considerado uma das mudanças de visual mais radicais, mas não é preciso mudar tanto de uma vez só

Para quem aceitar dar uma radicalizada no visual, por que não cortar o cabelo? Marcelo Brito, reverencia os curtos, adotados por algumas celebridades, como Fernanda Paes Leme e Deborah Secco. “Elas já experimentaram inúmeras versões capilares e agora se entregaram ao short hair com nuca batida, deixando mair volume no topo", explica.

Assim como no caso das franjas, é possível adaptar os cortes. Enquanto Fernanda apostou na versão com laterais mais longas e franja, Deborah adotou o charmoso pixie hair  , com fios mais curtinhos, costelete estilizada e fios desconetados. Entretanto, não é preciso pular etapas das mudanças de visual e ir direto do cabelão para um corte super curto. 

"Raramente uma mulher que tem cabelo na cintura vai cortar joãozinho. Sempre aconselho começar por um corte abaixo do ombro ou no ombro. Fica bacana, ela não se sente 'sem cabelo' e que também foi uma mudança, mas não tão radical", afirma o especialista. "Para aquela mulher que tem o cabelo na cintura e quer cortar, sugiro o long bob. É um estilo que combina com mulheres de várias idades, compõe um visual moderno, chique e fácil de arrumar."

Wesley complementa que optar por um corte mediano, na altura do ombro, pode ser o primeiro passo para ousar mais depois com outras mudanças de visual . "Vá com cautela, porque cabelo demora para crescer e, aos poucos, chegue no comprimento desejado. Muitas mulheres que têm cabelão e cortam curto geralmente não gostam do resultado", finaliza. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.