Tamanho do texto

Reality show mostra mulher que usa fraldas, roupas de criança e deixa o marido a bater quando é uma "menina má"; veja detalhes dessa história

Uma mulher que usa fraldas e macacões, além de ter ursinhos de pelúcia e deixar seu marido bater nela quando é uma "menina má", mostrou como desenvolveu esse fetiche  num reality show chamado Extreme Love, da We TV.

Leia mais: Noiva é criticada por amarrar filha de 1 mês em seu vestido de casamento

Michelle e seu marido Wade simulando uma relação de arrow-options
Reprodução/dailymail.co.uk
Michelle e seu marido Wade simulando uma relação de "papai" e "criança"


Michelle, de 27 anos, e Wade, de 35, são de Maryville, Tennesse, e decidiram contar sobre a relação Papai/Garota que eles têm, através de um programa de TV.

"Eu sou uma pequena garota todos os dias - durante quase o dia inteiro", afirmou a mulher. "Desde o momento em que acordo até algumas horas antes de dormir, fico num espaço pequeno. É algo que papai e eu gostamos".

Assim que ficaram juntos, Wade sabia que Michelle era mais submissa, e ela também sabia que ele era do tipo dominador. Mas ela não sabia que ele era um "pai" até ele perguntar se ela não queria ser "uma boneca".

Leia mais: Até na dieta! Família permanece unida e consegue emagrecer 90 kg em 10 meses

"A primeira vez que ouvi falar em DDLG (Daddy Dom/Little Girl, em inglês, e Papai/Garota, em português), confesso que achei um pouco esquisito", admitiu Michelle. "Quero dizer, eu tinha ouvido falar sobre isso antes de Wade, mas honestamente, estava desacreditada de que ele estava disposto a me deixar agir como uma criança e fazer tudo que eu queria, que estava disposto a tomar conta de mim".

Ela explicou que sempre teve um "lado infantil", lembrando que brincava com bichinhos de pelúcia até terminar o ensino médio. "Eu simplesmente me apaixonei por isso", disse ela agindo como uma menina.

Michelle não sabia que ele era um arrow-options
Reprodução/dailymail.co.uk
Michelle não sabia que ele era um "pai" até que ele perguntasse se ela não queria ser uma "pequena garota"



"Depois que começamos a sair e compramos os macacões, a coisa começou a escalar. Ela é uma pequena menina em tempo integral, 24h por dia e 7 dias por semana", comentou o marido "papai" Wade. Ele trabalha como "faz-tudo", enquando Michelle começa seus dias tomando banho de espuma e brincando com seus brinquedos.

No tempo livre, os dois brincam com jogos de tabuleiro, escutam músicas da Disney, colorem papéis e fazem artes e recortes juntos. "Isso não é um jogo. Isso é o que somos. O que nos faz feliz", diz Wade.

Quadro que mostra o comportamento de Michelle arrow-options
Reprodução/dailymail.co.uk
Quadro que mostra o comportamento de Michelle


Como pai de Michelle, ele pontua seu comportamento num quadro. Ela ganha um "check" verde quando tem um "bom comportamento" e um vermelho quando se "comporta mal". Depois de marcados os pontos, ela ganha uma recompensa ou uma punição dependendo do que fez.

No trailer da próxima temporada do reality show , Wade é visto batendo a esposa, enquanto ela diz: "Obrigada, senhor". 

Leia mais: Mãe é acusada de "querer matar bebê" após fazer pedido ao marido

"Eu cresci numa casa muito disciplinada", diz Wade. "Quando eu era criança, desenvolvi muito interesse na ideia de apanhar. Algo se acendeu na minha cabeça. Quer dizer, isso é o que eu gosto. Eu sempre quis estar no comando. Sempre gostei de ser o chefe. Acho que nasci para isso", completou. 

Esse fetiche de Michelle por apanhar do marido é conhecido como "spanking"  e, segundo um estudo de 2017, 70% das mulheres gostam da ideia de apanhar do parceiro na hora do sexo. Clique aqui para ler mais sobre o fetiche .

A mulher finaliza o relato da relação declarando que está satisfeita e ainda fala sobre o marido: "Ele é meu pai e meu protetor e eu preciso dele".

    Leia tudo sobre: