Tamanho do texto

Uma noiva amarrou sua bebê de apenas 1 mês ao seu vestido e foi muito criticada por isso; a mulher, por sua vez, contou a sua versão do caso

Você já viu um bebê amarrado a um vestido de casamento? Parece estranho, mas uma noiva decidiu entrar na cerimônia com sua filha de 1 mês amarrada em seu vestido. Segundo o portal britânico The Sun , o caso foi parar no Reddit e gerou muitas críticas e repreensão para a mãe da criança. 

Leia mais: Mulher economiza em plástica e resultado dá errado: "Você recebe o que paga"

Noiva com bebê amarrado em seu vestido arrow-options
Reprodução/Facebook
Noiva com bebê amarrado em seu vestido

Ao entrar no corredor do local do casamento , todos os convidados que deveriam estar prestando atenção na noiva, estavam, na verdade, chocados com o bebê  amarrado ao vestido dela. E não foram só os convidados da festa que se impressionaram: usuários do Reddit ficaram tão impactados com a imagem que passaram a criticar severamente a mulher.

Um deles comentou: "Por favor...Alguém me diga que esse não é um bebê vivo... E se for... Ninguém correndo atrás dela para salvar o bebê?". Um segundo concordou: "Oh, querido, Jesus! Por que ninguém pegou esse pobre bebê?".

Leia mais: Noiva exige presente de casamento de, pelo menos, R$1000, e causa revolta

A foto corresponde a uma união que ocorreu no Tennessee, nos Estados Unidos, em 2014, mas o caso tornou-se tão viral que segue sendo compartilhado até hoje. Na época do ocorrido, a noiva se defendeu, dizendo que estava "coberta por Cristo" e nada aconteceria com a criança.

“A resposta é que fazemos o que queremos quando queremos, desde que Jesus esteja do nosso lado e tudo tenha dado certo e continuado bem", declara. "Nossa pequena de 1 mês de idade estava acordada e bem protegida no meu vestido . O que importa é o nosso coração em Cristo, que cobre tudo!", continua.

Leia mais: Os biquínis das famosas: 15 modelos para você se inspirar neste verão

O grupo que considerou a atitude como irresponsabilidade tem mais de 72.000 membros e se autointitula como um espaço para ridicularizar noivas, casamentos, convidados e outros temas semelhantes.