Tamanho do texto

"Não há limites para o amor e nós não queríamos limitar o nosso", afirma a norte-americana de 23 anos; entenda como é essa relação

Darrien Leathers, de 23 anos, e Ryan Meyers, de 27, se conheceram através de um aplicativo de relacionamento em 2018. Com dois meses de namoro, eles tiveram um "casamento espiritual", mas sentiram que se relacionar apenas com um parceiro era "restritivo". Assim, viram o poliamor como uma alternativa para explorar outras experiências.

Leia também: Mulher adepta do poliamor vive relação a três: "Não é apenas sexual"

Darrien com Ryan e Beth arrow-options
Reprodução/Instagram/darriendivinity
Darrien e Ryan (esq.) são adeptos do poliamor e mantém um relacionamento aberto, no qual ela também namora Beth (dir.)

Hoje, o casal, que mora na Califórnia, Estados Unidos, vive um relacionamento aberto  . Além do casamento com Ryan, Darrien mantém namoro Beth Sanchez, 20, quem também conheceu em um app. Segundo eles, os três não são um trisal — já que Ryan e Beth não se relacionam e Beth também tem uma relação aberta com outro namorado. 

"Um relacionamento monogâmico me faz sentir às vezes como se eu pegasse todo o meu amor e iluminasse apenas uma pessoa com ele. No poliamor esse amor é como o Sol e irradia para todas as direções", diz Ryan em entrevista ao Metro UK

Leia também: Tatuadora vive poliamor e prova que é possível reatar com ex-namorado

Casamento espiritual e poliamor

Ryan e Darrien arrow-options
Reprodução/Instagram/ryan.seqqoya
Ryan e Darrien são adeptos do poliamor e mantêm um relacionamento aberto por não quererem 'limitar' o amor que eles têm

Darrien lembra que não estava esperando conhecer Ryan no app, mas que os dois tiveram uma conexão instantânea. "Nós nos apaixonamos logo de cara. Não há limites para o amor e nós não queríamos limitar o nosso. Ele me disse que também era fluido e que sentia atração pelos dois sexos. Então, decidimos abrir o nosso relacionamento", conta. 

Duas semanas depois, o casal estava morando juntos e decidindo oficializar o relacionamento. Porém, eles não queriam que o governo definisse o amor deles e optaram por um "casamento espiritual". A cerimônia aconteceu em um parque da Califórnia.

No mesmo ano, Darrien começou a namorar Beth, uma estudante de estética que ela havia conhecido cerca de um ano e meio antes por um app. "Parecia que a gente já se conhecia há muito tempo e foi muito legal criar esse laço feminino", comenta. 

No início, Ryan achou difícil aceitar a relação. "Fiquei um pouco hesitante. Ela era uma namorada do passado e nós estávamos crescendo e criando novas realidades para nós mesmos, não apenas seguindo desejos carnais."

"Porém, quando conheci Beth soube que era algo verdadeiro. É tudo amor e eu posso sentir isso. Fico com ciúmes, mas preciso lembrar que é um amor aberto e livre. Nós queremos nos permitir sermos nossas melhores versões", diz. 

Leia também: Casal vive relação "fluida" e viraliza por falar sem tabu sobre poliamor

Ele diz que "não tem tempo" no momento para ter outra parceira ou parceiro, mas acredita que irá encontrar alguém adepto do poliamor  para se relacionar ou encontrará com Darrien uma pessoa que queria formar um trisal. "Estou seguindo o fluxo e o que tiver que acontecer, vai acontecer. Não estou forçando nada", finaliza.