Tamanho do texto

Colocar senha no celular, marcar encontros no horário de trabalho e impedir o acesso à localização são algumas medidas adotadas por quem quer trair

Pode ser que você nunca descubra que já foi traída, assim como pode ser que seu parceiro jamais pense que você o traiu. No entanto, é fato que a traição é uma realidade em muitos relacionamentos.

Leia também: Certo x errado: será que devemos julgar quem trai?

Mulher na cama mexendo no celular
shutterstock
Esconder uma traição é um desafio para os adúlteros, mas adotar alguns mecanismos pode ajudar a manter a infidelidade

Além disso, o risco de a traição ser descoberta sempre existe. Para muitas pessoas, “pular a cerca” pode ser fácil, mas será que manter o segredo é simples da mesma forma? Uma pesquisa realizada com 2,5 mil usuários da Ashley Madison, rede social para relacionamentos extraconjugais, revela que 83% nunca foram pegos pelo cônjuge .

De acordo com a terapeuta sexual Tammy Nelson, pode ser estressante tentar equilibrar os dois mundos e manter segredos. “A maioria das pessoas não é boa nisso”, fala. Então, o que faz com que todos esses usuários continuem traindo em segurança.

De acordo com Isabella Mise, diretora de comunicação da Ashley Madison, o site oferece mecanismos que garante a descrição de quem busca a infidelidade . "Ao tomar as medidas necessárias, nossos usuários podem garantir que estão cobrindo seus rastros e realizando de maneira responsável um relacionamento com um parceiro extraconjugal”, fala.

Leia também: Para mulher, ter amantes é o segredo para garantir o prazer no casamento

Como esconder uma traição?

Homem e mulher sentados no sofá
shutterstock
Esconder a senha do celular e impedir o compartilhamento de localização são medidas adotadas para manter o segredo

Além da descrição que o próprio site oferece, os usuários adotam algumas ações para garantir a descrição. “Há algumas medidas que tomo para garantir que meu marido não encontre informações que o levem a suspeitar que estou trapaceando", revela a usuária Natasha, 30 anos, integrante do site.

Ela ainda comenta que tem o cuidado de garante que a sua localização seja compartilhada e que a senha do seu celular e notebook esteja protegida. “Embora eu não ache que ele queira acessar minhas contas, acho que é uma prática prudente”, fala.

“Mais importante ainda, eu me mantenho ocupada. Às vezes, realmente estou em atividades como reuniões, ensaios e jantares com amigos. Em outras, me encontro com um dos meus parceiros”, diz.

Leia também: O que leva as pessoas à trair? Pesquisa revela principais motivos

A traição foi descoberta, e agora?

Homem e mulher abraçados, ela checa o celular
shutterstock
Quando uma traição é descoberta, muitos adúlteros preferem mentir para o parceiro para preservá-lo

A pesquisa ainda aponta que 35% dos adúlteros foram confrontados pelo cônjuge sobre estarem ou não traindo. Segundo os usuários, a maioria negou e o parceiro ou parceira acreditou na negativa. 

A pesquisa ainda aponta as principais razões para negar a infidelidade. A maioria (48%) afirma que não quer machucar o cônjuge. Enquanto isso, 31% diz que o parceiro ou parceira não entenderia o motivo que os levaram a atrair e 28% não quer desestabilizar a família.

No entanto, apesar de muitas pessoas mentirem quando são questionadas sobre uma traição , alguns usuários dizem que esse não é ideal. Porém, fazem isso porque não querem estragar o casamento. Para algumas pessoas, ainda há amor pelo cônjuge e é necessário protegê-lo.