Tamanho do texto

Aos 45 anos de idade, ela encontrou nos relacionamentos extraconjugais um caminho para aumentar a autoestima e recuperar o prazer no casamento

Quando se está com alguém há muito tempo, é comum que o relacionamento caia na rotina e, consequentemente, esfrie e perca o romance. Casada há 23 anos, foi exatamente isso o que Ana*, 45 anos, começou a perceber sobre seu próprio casamento. Para resolver o problema, a mulher buscou uma ajuda não tão usual. Ana se cadastrou no site Ashley Madison , uma rede social de relacionamentos extraconjugais , ou seja, onde amantes se conectam, para encontrar novas pessoas para se relacionar.

Com o casamento em crise, mulher se cadastrou em rede social dedicada a unir pessoas que querem ser amantes
shutterstock
Com o casamento em crise, mulher se cadastrou em rede social dedicada a unir pessoas que querem ser amantes

Em entrevista ao Delas , Ana conta que a ideia de se relacionar com outras pessoas e ter amantes pareceu ser uma boa saída. “Casada há mais de 20 anos, eu me sentia triste, sozinha, com autoestima baixa e o meu relacionamento desgastado”, comenta. Por esse motivo, no início de 2018, Ana se inscreveu na rede social em busca de parceiros para vivenciar novas experiências sexuais. “Eu queria algo novo e excitante”, diz.

No site, é possível colocar as suas preferências sexuais e encontrar alguém compatível com você. Então, a conversa virtual começa e, se houver interesse, avança para o “mundo real”. Tudo isso acontece de forma bastante sigilosa, preservando a identidade dos envolvidos.

Ana fala que o contato começa por e-mail, depois evolui para o telefone e, se houver interesse e vontade de partir para algo mais quente, marca-se de se encontrar pessoalmente. Desde que se cadastrou na rede social, ela já passou por esse processo com sete homens, sendo três os que ela se relacionou sexualmente.

A princípio, tudo isso pode parecer estranho para quem observa a história de fora. No entanto, Ana garante que se relacionar com outras pessoas foi o segredo para melhorar a relação com o marido. “Meu casamento mudou”, diz. 

Autoestima e autoconfiança

Para mulher, manter relações fora do casamento foi o segredo para aumentar a autoestima e autoconfiança
shutterstock
Para mulher, manter relações fora do casamento foi o segredo para aumentar a autoestima e autoconfiança

Ana conta que depois que se cadastrou na rede social, sua autoestima aumentou, emagreceu e está praticando atividade física. A mulher fala que ficou mais vaidosa e cuidadosa com a saúde. Como consequência, sua autoconfiança se elevou. Com todas essas mudanças, o marido passou a admirar mais Ana e o casamento foi melhorando. “Foi um conjunto de mudanças”, diz.

“Depois de tanto tempo casado, você nem olha direito para o outro”, fala. Porém, com as mudanças na aparência – Ana chegou a perder 20 kg desde que entrou na rede social – o marido passou a enxergar a esposa com outros olhos. Ela revela que o sexo melhorou e voltou a ser frequente na vida do casal, uma vez que isso era algo perdido entre eles.

Além disso, outra questão positiva de se relacionar com outras pessoas foi que a conversa com outros homens fez com que Ana passasse a ser uma mulher mais segura e confiante de si, o que refletiu em outras áreas da sua vida, não somente a amorosa.  

Amantes x marido

Mulher concilia casamento com relacionamentos com amantes, mas garante que isso não é um problema
shutterstock
Mulher concilia casamento com relacionamentos com amantes, mas garante que isso não é um problema

Mas, como fica a relação com o marido diante de tudo isso? Algumas pessoas cadastradas no Ashley Madison têm relações extraconjugais com o aval do parceiro ou da parceira. Porém, esse não é o caso de Ana. “Eu não pretendo falar sobre isso com o meu marido. Ele não aceitaria”, revela.

Nesse sentido, é preciso estratégia para conciliar os relacionamentos extraconjugais com o casamento. Ana fala que os encontros costumam ser rápidos, com duração entre 1h e 1h30, nas brechas da agenda. Além disso, a comunicação também precisa ser cuidadosa.  

Quando questionada sobre o risco de se apaixonar por outro homem, Ana garante que ama o próprio marido e que as relações fora do casamento são como se fossem uma vávula de escape da rotina. “Eu gosto de ter relacionamentos extraconjugais, eu gosto do proibido. É algo que melhora a minha autoestima e eu preciso disso para respirar”, fala.

Além disso, ela fala que consegue respeitar bem o espaço do outro e não confundir casamento com as relações que mantém com outros homens. “Eu consigo me esquecer deles quando eu chego em casa. Eu não os procuro nesses horários. É algo que consigo separar bem”, diz.

Diante de tantas mudanças positivas, Ana entende que vale a pena continuar ocultando esses relacionamentos extraconjugais. Ela também fala que não pretende se separar do marido, por exemplo. “Como é algo que melhorou muito o meu casamento, eu penso em algum dia parar com o site. Acho que não vou continuar por muito tempo”, fala.

Ana não está sozinha nessa vida de conciliar casamento e amantes . No Brasil, o site Ashley Madison tem milhões de membros cadastrados. Só na cidade de São Paulo, há mais de 1,6 milhão de membros buscando relacionamentos fora do casamento. Além disso, outro dado interessante é que as mulheres brasileiras, como Ana, buscam mais relações extraconjugais que os homens .

*Nome modificado para preservar a identidade da personagem

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas