Tamanho do texto

Filha dos idosos deu entrevista e comentou sobre a relação de amor dos pais

Judy e Will Webb, ambos de 77 anos, compartilharam os últimos momentos de suas vidas juntos após um casamento de 56 anos. A linda história de amor ganhou espaço nos veículos internacionais depois que eles morreram de mãos dadas com apenas algumas horas de diferença. 

Leia também: Casal de idosos revela segredo de seus 80 anos juntos: a paciência da esposa

Juntos até o fim! Judy e Will Webb morreram com apenas algumas horas de diferença e o mais tocante: de mãos dadas
Reprodução/Facebook
Juntos até o fim! Judy e Will Webb morreram com apenas algumas horas de diferença e o mais tocante: de mãos dadas

“Eles nunca se separaram mais do que um ou dois dias. Estavam sempre juntos por todos esses anos de vida”, declara a filha do casal, MaryBeth Webb, em entrevista à emissora de televisão WXYZ . Em dezembro, a saúde de Judy passou a se deteriorar rapidamente após um procedimento. E o marido permaneceu ao lado dela até o fim – e de mãos dadas

A mulher teve uma infecção e foi levada para um hospital de Detroit, em Michigan, nos Estados Unidos, onde passou a respirar por aparelhos. MaryBeth conta que o pai não lidou bem com a doença da esposa e, daquele momento em diante, tudo que acontecia com ela também passava a acontecer com ele. 

Leia também: Idosos apaixonados que ficavam de mãos dadas no hospital morrem no mesmo dia

Diante disso, os dois passaram a ficar em hospitais diferentes por dois meses. “Ela teve febre, ele também. Ela começava a ter congestão, ele desenvolvia pneumonia. Ela teve reação à uma medicação, então ele foi lá e passou a ter o mesmo”, explica a filha.

Após esse período, eles foram colocados na mesma instituição de cuidados paliativos . Nos momentos finais, suas camas estavam lado a lado. Will morreu às 2h da manhã do dia 6 de março e, após algumas horas, foi a vez de Judy. 

Casal que morreu de mãos dadas não queria se separar

MaryBeth Webb, filha do casal que morreu de mãos dadas em hospital, diz que os pais não queriam viver um sem o outro
shutterstock
MaryBeth Webb, filha do casal que morreu de mãos dadas em hospital, diz que os pais não queriam viver um sem o outro

MaryBeth diz que sua mãe ficou sem palavras quando o marido morreu e passou a esfregar a mão dele constantemente. “Para mim, eles não queriam viver um sem o outro”, declara a mulher ao jornal The News-Herald

“Eu sei que parece loucura, mas as pessoas podem morrer por conta de um coração partido – e sinto que foi isso que aconteceu com o meu pai. Tudo o que a minha mãe queria fazer - já que não estava respondendo bem ao tratamento - era estar ao lado do meu pai. Perguntei se ela queria os cuidados paliativos. Ela se animou, balançou a cabeça e disse: 'Sim, onde ele está?'”, detalha.

Leia também: Como ter um casamento feliz? Idosos juntos há 50 anos contam seus segredos

Após a morte de mãos dadas , Judy e Will deixam três filhos, cinco netos e quatro bisnetos. A família realizou um funeral para o casal no dia 12 de março.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.