Tamanho do texto

Ela chegou a desmaiar durante o ato e foi levada para o hospital; após exames, médicos concluíram que um vaso sanguíneo estourou em seu crânio

Há quem diga que chegar ao orgasmo é como ter uma experiência de “quase morte” pela força da sensação no corpo. Mas, no caso de uma britânica, essa expressão ganhou um sentido um pouco diferente, mais literal. Enquanto recebia sexo oral, ela teve um AVC e quase faleceu de verdade.

Leia também: 7 tipos de orgasmo diferentes e como chegar a cada um deles

De acordo com os médicos, o orgasmo fez com que a britânica sofresse um derrame
shutterstock
De acordo com os médicos, o orgasmo fez com que a britânica sofresse um derrame

A paciente de 44 anos conta que estava quase chegando ao orgasmo quando desmaiou no quarto. Ela foi levada às pressas para o hospital, onde os médicos descobriram que um vaso sanguíneo havia estourado dentro de seu crânio.

Médicos do Hospital Universitário West Middlesex, em Isleworth, que fica na parte oeste de Londres, disseram que a paciente ficou inconsciente por três minutos depois de sentir uma dor de cabeça durante o sexo oral .

A pessoa que estava com a mulher, que não teve o gênero revelado, afirmou que notou que "o corpo dela estava duro".

"Na versão mais fiél à realidade, a paciente relatou que se aproximava do orgasmo enquanto recebia sexo oral de seu parceiro antes de perder a consciência", escreveram os médicos esta semana no periódico britânico British Medical Journal.

"Ela estava bem antes do evento", afirma o artigo. Segundo a publicação, a mulher passou duas semanas no hospital se recuperando. O caso ocorreu em outubro de 2018.

Os médicos inicialmente pensaram que ela tinha sofrido uma convulsão, mas a tomografia computadorizada revelou que havia sangue entre o crânio e o cérebro, mostrando que ela realmente teve um derrame.

Eles diagnosticaram como uma hemorragia subaracnóidea - um tipo incomum de hemorragia no cérebro - mas disseram que ela era apenas "pequena em tamanho".

Leia também: Orgasmo pode ser atingido mais facilmente com ajuda de um determinado item

Orgasmo pode causar derrame?

No sexo, a pressão arterial e a frequência cardíaca podem aumentar, principalmente durante o orgasmo
shutterstock
No sexo, a pressão arterial e a frequência cardíaca podem aumentar, principalmente durante o orgasmo

No relatório, os médicos reconheceram que a atividade sexual tem sido "bem descrita" como causa do estouro dos vasos sanguíneos porque aumenta a pressão sanguínea.

Além disso, a mulher revelou ser fumante regular, afirmou que bebia ocasionalmente, é asmática e havia sofrido malária aos 20 anos, mas estas características não estavam diretamente ligadas ao derrame.

Leia também: Quais os benefícios do orgasmo? Educadora explica e dá dicas de como chegar lá

Eles escreveram: "Estudos mais antigos com monitoramento [de artéria] durante o coito demonstram que durante a atividade sexual a pressão arterial, assim como a freqüência cardíaca, é muito [sujeita a mudanças], com aumentos específicos durante o orgasmo ".

    Leia tudo sobre: