Tamanho do texto

Segundo ginecologistas, é muito importante ficar de olho e entender como o ciclo menstrual funciona para não correr riscos de uma gravidez indesejada

Não é incomum encontrar casos de pessoas que afirmam transar sem camisinha. Há quem diga que a camisinha aperta demais o pênis, que dar uma pausa nas preliminares para colocar o preservativo quebra o clima e até mesmo que o látex do produto tira a sensibilidade dos órgãos genitais , fazendo com que seja impossível sentir prazer usando o método contraceptivo. 

Leia também: Para perder a virgindade o hímen da mulher deve ser rompido? Delas responde

A dúvida de uma leitora do Delas é se ela pode ficar grávida ao transar sem camisinha dias antes da menstruação
shutterstock
A dúvida de uma leitora do Delas é se ela pode ficar grávida ao transar sem camisinha dias antes da menstruação

Entretanto, o fato de  transar sem camisinha pode causar muita confusão, principalmente entre as mulheres, que ficam com receio de uma gravidez indesejada É exatamente sobre isso a dúvida de uma leitora do  Delas  (cuja identidade será preservada). Ela nos escreveu por e-mail: “Se eu fizer sexo sem proteção quatro dias antes da menstruação, corro o risco de ficar grávida?"

Para responder o questionamento, entramos em contato com duas especialistas, e ambas afirmam que é muito difícil engravidar tão poucos dias antes de menstruar. Entretanto, isso precisa ser analisado de acordo com o período de ovulação de cada mulher.

Segundo a ginecologista e obstetra Ana Carolina Lúcio Pereira, se a ovulação é regular, então é pouco provável que a mulher tenha ficado grávida neste período, porque ela não está no período fértil . "Há pacientes com período ovulares incerto, e essas podem, sim, ter chance de gravidez nesta fase", afirma.

Kelly Alessandra Tavares, que também é ginecologista e obstetra, complementa que a regularidade do ciclo menstrual é importante para saber isso. "Se a mulher apresentar um ciclo menstrual mais curto e ovular mais precocemente, ela poderá engravidar enquanto ainda estiver menstruada", diz. 

Mas afinal, o que transar sem camisinha tem a ver com menstruação?

Transar sem camisinha pode ser a causa de uma gravidez indesejada, por isso, fique atenta ao seu ciclo menstrual e corpo
shutterstock
Transar sem camisinha pode ser a causa de uma gravidez indesejada, por isso, fique atenta ao seu ciclo menstrual e corpo

A realidade é que transar sem camisinha tem muito a ver com a menstruação em si, porque, afinal, é a forma que a mulher tem de "controlar" se está grávida ou não. Mas para saber como fazer esse controle é preciso conhecer bem como funciona o ciclo menstrual e, ainda mais importante, saber o que é o tal período fértil. 

Kelly explica que se a mulher apresenta um ciclo menstrual regular, ou seja, com intervalo de 28 dias entre cada ciclo, a ovulação pode ocorrer aproximadamente 14 dias após o início da menstruação (primeiro dia do ciclo). "A ovulação é o processo em que o ovário libera o óvulo para uma possível gestação. O período fértil compreende o período entre dois dias antes e dois dias após a ovulação, e neste período a mulher tem maiores chances de engravidar.


Dependendo do dia em que está no seu ciclo menstrual, transar sem camisinha pode resultar em uma gravidez indesejada
shutterstock/canva
Dependendo do dia em que está no seu ciclo menstrual, transar sem camisinha pode resultar em uma gravidez indesejada




De acordo com Ana Carolina, o período fértil é quando a mulher tem mais chances de ficar grávida porque é o momento em que o óvulo ainda está vivo para receber o espermatozóide e, depois da fecundação, formar o bebê. "Só engravidamos no período fértil porque o óvulo tem um tempo de duração de até 48 horas, por isso existe esse intervalo de tempo", explica. 

Assim, é muito importante ter controle do ciclo menstrual para saber se há chances ou não de ficar gravida, mas também é preciso prestar muita atenção aos sinais de seu corpo. "Durante esse período, pode ocorrer liberação de muco espesso (muco cervical), que é semelhante a clara de ovo, o que aumenta a identificação da ovulação."

O objetivo desse tipo de secreção vaginal é, na realidade, facilitar a entrada do espermatozóide no organismo da mulher. Por isso, é um sinal essencial na hora de entender como o seu corpo está se preparando para gerar um bebê. 

Kelly complementa que a mulher também pode apresentar outros sintomas além do aumento do muco cervical. "É comum sentir uma dor tipo cólica , aumento do desejo sexual e do apetite e um pequeno aumento da temperatura corporal."

"A mulher precisa ficar atenta às modificações que o corpo sofre ao longo do mês para, assim, tentar identificar os sinais e sintomas de ovulação, e também deve anotar a data da menstruação para saber como o ciclo funciona. Existem vários aplicativos de celular atualmente que podem auxiliar as mulheres nesse controle dos sinais e sintomas e a perceber quantos dias seu ciclo apresenta."

Apesar de serem sinais claros, as especialistas não recomendam "se apegar" à eles. "Para as pacientes que não ovulam de maneira regular, por exemplo, é muito mais difícil identificar quando elas estão ou não nesta fase de fertilidade. Por isso, é muito importante entender muito bem a regularidade do ciclo menstrual e conversar com ginecologista sobre isso", afirma Ana Carolina. 

Ela também recomenda procurar outros métodos contraceptivos para que o momento após o sexo não seja de desespero e receio por uma gravidez. "É ideal procurar um método de longa duração com dispositivos intra-uterinos, como diu e diafragma, por exemplo. Transar sem camisinha e coito interrompido não são técnicas seguras." 

É preciso repensar ato de transar sem camisinha

Antes de transar sem camisinha, lembre-se que esse método é uma forma segura de prevenir gravidez indesejada e DSTs
shutterstock
Antes de transar sem camisinha, lembre-se que esse método é uma forma segura de prevenir gravidez indesejada e DSTs

Apesar de todas as justificativas que as pessoas têm para não transar sem camisinha, é possível, sim, ter prazer com esse contraceptivo  . Além disso, esse produto segue sendo o único dos métodos que, além de prevenir uma gravidez indesejada, também protege contra doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). 

Por isso, as ginecologistas recomendam repensar o ato de fazer sexo sem preservativo. "Nunca tenham relações sexuais sem proteção, visto que é muito comum o contágio de doenças. Às vezes nem o próprio parceiro sabe se é portador de algum vírus ou patógeno, mesmo porque não é possível rastrear para rotina do casal todas as doenças possíveis de serem transmitidas em uma relação sexual", finaliza Ana Carolina. 

Tem alguma dúvida que envolve sexo, sexualidade ou até mesmo posições sexuais? Faça como a leitora que nos mandou a questão sobre transar sem camisinha e entre em contato conosco pelo email sexo@igcorp.com.br  . Nós traremos uma especialista para respondê-la com sigilo total!

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.