Tamanho do texto

Segundo o estudo, os usuários costumam buscar por parceiros que são pelo menos 25% mais atraentes do que eles, mas não recebem retorno positivo

Quando uma pessoa está em busca de um novo relacionamento , é comum ouvir sobre querer procurar alguém que é "demais para o seu caminhão". Apesar de ser apenas um dito popular, essa frase não é totalmente uma mentira. Segundo um estudo da Universidade do Michigan, nos Estados Unidos, os usuários de aplicativos de namoro realmente procuram parceiros que acreditam ser mais atraentes do que eles mesmos. 

Os usuários de aplicativos de namoro procuram parceiros que acreditam ser mais atraentes do que eles mesmos
shutterstock
Os usuários de aplicativos de namoro procuram parceiros que acreditam ser mais atraentes do que eles mesmos

Os pesquisadores analisaram dados de aplicativos de namoro em quatro grandes capitais norte-americanas: Nova York, Boston, Seattle e Chicago. Eles usaram um algorítimo para analisar a hieraquia de desejo, ou seja, o quanto os usuários acham outros atraentes para deslizar para a direita e dar um "match", que é a forma de demonstrar interesse. 

Leia também: 1 em 5 mulheres classifica relação sexual com o parceiro como ‘entediante’

Assim, foram analisadas a quantidade de mensagens que cada usuário recebe e o quão desejável é a pessoa que envia. A teoria é que se você é contactado por alguém que se encaixa nesse perfil de "desejável", então você é presumivelmente mais desejável.  

Os resultados mostram que os usuários  buscam parceiros pelo menos 25% mais atraentes do que eles. Isso porque, no mundo dos "apps", os solteiros adaptam suas mensagens baseadas no qual atraentes o receptor parece ser. Se o "match" é considerado "elevado na hierarquia", as mensagens serão mais longas. 

A comunicação em aplicativos de namoro

O maior problema dos usuários de aplicativos de namoro é a falta de resposta entre as pessoas que dão
shutterstock
O maior problema dos usuários de aplicativos de namoro é a falta de resposta entre as pessoas que dão "matches"


Entretanto, nem sempre  mandar uma mensagem grande singifica que a resposta será da mesma forma. A pesquisa também mostra que, como os solteiros mandam mensagens para pessoas que são "demais para o caminhão" delas, os "desejáveis" não sentem que precisam responder alguém que é "abaixo deles na hierarquia".

Leia também: Minha mulher não quer mais fazer sexo, o que eu faço? Deles responde

"A principal crítica entre os usuários de aplicativos de namoro é a falta de resposta", afirma Elizabeth Bruch, socióloga e autora do estudo. "Isso pode ser desanimador. Mas, embora a taxa de resposta seja baixa, nossa análise mostra que 21% das pessoas que se envolvem nesse comportamento de aspiração recebem respostas de um parceiro que é considerado 'fora de seu alcance', então é importante perseverar." 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.