Tamanho do texto

Quer sair da rotina no sexo, mas não sabe como? Pois estamos aqui para te indicar 30 posições sexuais que vão ajudar a apimentar as coisas na cama

Como a paixão tem data de validade, é comum que pessoas em relacionamentos estáveis e longos sintam que a "faísca" que existia no início da relação não está mais ali. Buscando apimentar um pouco a vida sexual e tirá-la da rotina, alguns casais por aí bolaram o desafio de fazer sexo todos os dias durante um mês inteiro. Para variar as coisas a brincadeira pode contar com a realização de um fetiche, uma rapidinha em um lugar inusitado ou até a escolha de uma nova posição sexual.

Leia também: Veja oito ideias para variar e melhorar a clássica posição sexual "de quatro"

No desafio dos 30 dias de sexo, a proposta é a de que os casais testem uma nova posição sexual a cada dia por um mês
Shutterstock
No desafio dos 30 dias de sexo, a proposta é a de que os casais testem uma nova posição sexual a cada dia por um mês

Pensando nisso, o Delas propôs o desafio de testar uma posição sexual por dia durante um mês, e elaborou uma lista com várias para ajudar quem quiser se aventurar na brincadeira. Algumas têm variações e até favorecem o uso de brinquedinhos eróticos, um prato cheio para quem quer inovar bastante no momento do sexo.

Antes de conferir qual a sugestão do dia, porém, é muito importante lembrar que, na cama, tudo requer o consentimento de todos que estiverem envolvidos. Ah, e nada de pular direto para a posição e esquecer as preliminares, que são muito importantes para aquecer o clima, tanto para homens quanto para as mulheres.

Clique aqui para ver todas as posições listadas até agora

2º dia – “Pouso relaxado”

Nesta posição, a mulher fica por baixo, mas, em vez de abrir as pernas, a penetração ocorre com as pernas bem juntinhas
Renato Munhoz (Arte iG)
Nesta posição, a mulher fica por baixo, mas, em vez de abrir as pernas, a penetração ocorre com as pernas bem juntinhas

Para o segundo dia de desafio, escolhemos a posição em que a mulher fica deitada de barriga para cima e o homem fica sobre ela, penetrando-a. Porém, ao contrário do que ocorre na clássica “papai e mamãe” e em muitas outras posições sexuais em que o homem fica por cima, a mulher não deve ficar com as pernas abertas. 

Por ser difícil a penetração começar quando as pernas da mulher estão muito juntas, o ideal é que o casal inicie como na “papai e mamãe” mesmo. Em seguida, a ideia é que os parceiros se movimentem para que a mulher consiga fechar as pernas e ambos fiquem confortáveis, mas sem que o pênis “escape”.

Leia também: Dia de preguiça? Confira seis posições sexuais que ajudam a driblar o cansaço

Para quem ela é boa?

Ao contrário do que muita gente imagina, nem todas as mulheres gostam da sensação gerada pela penetração profunda – e, para algumas, ela pode ser inclusive algo bastante dolorosa. Além disso, poucas mulheres conseguem chegar ao orgasmo apenas com o estímulo proporcionado pelo pênis no canal vaginal. Para essas mulheres, esta é uma opção bastante interessante.

O fato de a mulher manter as pernas fechadas (em vez de usá-las para abraçar o corpo do parceiro ou ficar sobre ele, com uma perna de cada lado) funciona como uma espécie de “obstáculo” para o pênis, que não consegue penetrar a vagina muito profundamente.

Além disso, estar com as pernas fechadas proporciona sensações diferentes para o homem, já que, além de a posição sexual estreitar o canal, também cria um estímulo extra pelo contato entre o pênis e as pernas da mulher.

Acima de tudo, porém, esta posição é incrível para mulheres que precisam ter o clitóris estimulado durante a penetração para chegar ao ápice do prazer. Com as pernas bem juntinhas e o corpo do parceiro colado ao dela, a mulher também tem a vulva bastante estimulada, o que inclui os lábios – que também provocam sensações diferentes – e o “botãozinho do prazer”. Um combo e tanto!

Estímulo extra

Além de ser ótima para estimular o clitóris durante o sexo, a posição sexual ainda favorece outros estímulos e acessórios
shutterstock
Além de ser ótima para estimular o clitóris durante o sexo, a posição sexual ainda favorece outros estímulos e acessórios

Além dos fatores relacionados à penetração e estimulação dos órgãos genitais, esta opção coloca os parceiros bem próximos, o que possibilita outros estímulos que podem – e devem – ser exploradas no momento do sexo. Nesta posição, o homem fica com o rosto bem próximo dos seios da parceira, e basta erguer-se um pouco apoiando as mãos na superfície em que eles estiverem para estimular essa zona erógena.

Em posições como a que a mulher fica de quatro (também conhecida como “cachorrinho” ou “doggy style”), a dinâmica não permite muitos beijos, mas, de acordo com um estudo  publicado em 2017, a combinação de práticas que mais leva mulheres ao orgasmo envolve, além da estimulação do clitóris, beijos bem profundos.

Nós podemos até nos esquecer disso às vezes, mas é sempre bom ter em mente que, assim com o clitóris, os seios e o pescoço, os lábios também são uma zona erógena que, quando estimulada, amplia a excitação e o prazer, e a proximidade gerada por esta posição possibilita exatamente isso.

Outra coisa que fica fácil de se fazer nesta posição é colocar o “dirty talk” – aquelas sacanagens ao pé do ouvido – em prática. Segundo Cátia Damasceno, especialista em sexualidade e criadora do projeto “Mulheres Bem Resolvidas”, o que se fala e os sons emitidos pelos parceiros durante o sexo são importantes para a relação , já que espantam a monotonia e ainda ajudam a “medir” o quanto os dois estão curtindo o sexo.

Nessa hora, vale elogiar, dizer o que quer, sugerir outra posição e reagir aos estímulos de forma verbal, e a proximidade dessa posição facilita uma “conversinha” bem íntima e excitante.

Para quem curte fetiches e tem um pezinho no BDSM, esta também é uma boa posição sexual para arriscar uma das práticas propostas por essa fantasia: a restrição. Se a mulher sentir prazer em ser submissa e o homem em dominá-la, a posição favorece, por exemplo, o uso de algemas prendendo as mãos da mulher à cabeceira da cama. Mas, é claro, tudo com consentimento e combinado previamente!

Leia também: Saiba quais são as cinco posições sexuais mais comuns entre amantes

Tem alguma dúvida sobre sexo, sexualidade ou posição sexual ? Entre em contato conosco pelo sexo@igcorp.com.br  e nós trazemos um especialista para respondê-la com sigilo total!

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas