Tamanho do texto

Para algumas marcas, os acessórios eróticos vão além do prazer e são verdadeiras "joias sexuais" (que chegam a custar R$ 4 milhões)

Quando você pensa em brinquedos eróticos, o que vem em mente? Pois se a sua ideia de “ sex toys ” ainda é a de acessórios sem graça que imitam um pênis, saiba que há muito mais para explorar. Na indústria erótica, sempre há algo novo para surpreender e, se um  acessório inspirado no homem-anfíbio de “A Forma da Água” ou  kits que permitem “clonar” o pênis alheio não te deixam de olhos arregalados, o ramo dos brinquedos sexuais de luxo com certeza vai.

Em geral, nem os vibradores mais comuns são muito baratos, mas há alguns brinquedos eróticos que realmente são apenas para quem está disposto a fazer um belo investimento. Em alguns casos, o preço exorbitante até faz sentido; é de se esperar, por exemplo, que um vibrador com diamantes incrustados custe uma fortuna.

Outros, porém, são um tanto intrigantes (por exemplo: por que diabos uma pena para fazer cócegas no parceiro precisa ser tão luxuosa?). Confira oito dos “sex toys” mais caros que você pode encontrar por aí:

Os brinquedos eróticos mais caros do mercado

1. Bolinhas tailandesas de ouro (R$ 6,1 mil)

As bolinhas tailandesas ou de ben wa são acessórios usados por mulheres para a prática do pompoarismo, exercícios íntimos que fortalecem a musculatura pélvica e, segundo especialistas, intensificam o prazer durante as relações sexuais. Geralmente, esse acessório é feito de silicone ou acrílico, mas esta opção de luxo é feita, bom, de ouro.

As bolinhas tailandesas são brinquedos eróticos que exercitam o assoalho pélvico feminino - e estas são feitas de ouro
Reprodução/Lelo
As bolinhas tailandesas são brinquedos eróticos que exercitam o assoalho pélvico feminino - e estas são feitas de ouro

As duas bolinhas são ligadas por uma parte feita de silicone e prometem orgasmos mais intensos usando uma vibração suave. O acessório vem em uma caixinha toda chique, como se fosse uma jóia ou um relógio, e custa mais de R$ 6,1 mil.


2. Massageador clitoriano de ouro (R$ 8,7 mil)

Este acessório é descrito pela marca como “mais que um poderoso massageador, é uma joia sexual” e indicado para explorar não apenas o clitóris, mas outras zonas erógenas externas do corpo.

Feito de ouro, este massageador custa mais de R$ 8 mil, mas possui uma versão mais 'humilde' que sair por R$ 5 mil
Reprodução/Lelo
Feito de ouro, este massageador custa mais de R$ 8 mil, mas possui uma versão mais 'humilde' que sair por R$ 5 mil

A versão feita de ouro custa R$ 8,7 mil, mas ele também possui uma opção “menos luxuosa” feita de aço inoxidável que sai por R$ 5,2 mil.


3. “Tickler” de pena de pavão, ouro e pérola negra (R$ 10,8 mil)

Este é para quem tem fetiches com cócegas, provocação, dor ou apenas curte explorar novas sensações durante o sexo. Apesar de servir única e exclusivamente para fazer cócegas no parceiro ou na parceira e “cutucá-lo” com a outra extremidade, o “sex toy” é confeccionado com uma bela pena de pavão ligada a uma haste de ouro puro e uma pérola negra acomodada entre duas fileiras de diamantes.

Este
Reprodução/Fornicari
Este "tickler" é para quem curte novas sensações no sexo e, além da pena, tem uma haste de ouro e uma pérola negra

Esse acessório é feito sob demanda e o preço é bem salgado: quem quer ter um desses precisa desembolsar R$ 10,8 mil.


4. Vibrador anatômico de ouro (R$ 54 mil)

Vibradores anatômicos – cujo formato varia de acordo com o foco do acessório, seja ele estimular melhor o ponto G ou fazê-lo enquanto estimula o clitóris – costumam ser confeccionados com silicone, mas este é feito de ouro puro.

Este vibrador também possui duas versões: uma de ouro, que custa R$ 54 mil, e uma de aço, que sai por R$ 31 mil
Reprodução/Lelo
Este vibrador também possui duas versões: uma de ouro, que custa R$ 54 mil, e uma de aço, que sai por R$ 31 mil

De acordo com o site da marca, o formato do acessório é ideal para estimular o ponto G e “perfeito para quem entende que não se pode colocar preço no prazer”. Enquanto a versão de ouro custa R$ 54 mil, a de aço inoxidável, um pouco mais “humilde”, sai por R$ 31,4 mil.


5. Ovo vibrador de ouro e diamantes (R$ 108,2 mil)

Semelhante às bolinhas tailandesas, esse é um dos brinquedos eróticos que deve ser inserido no canal vaginal, estimulando a mulher com vibrações cuja intensidade ela (ou o parceiro) escolhe usando um pequeno controle externo.

Além de ser feito de ouro e diamantes, este ovo vibratório acompanha um controle que também é de ouro
Reprodução/Fornicari
Além de ser feito de ouro e diamantes, este ovo vibratório acompanha um controle que também é de ouro

As duas partes são feitas de ouro e, no ovo, há ainda uma larga faixa de diamantes. Sendo assim, o “sex toy” não sai nada barato e quem quiser experimentá-lo terá de desembolsar mais de R$ 108 mil.


6. Vibrador de ouro e pedras preciosas (R$ 124 mil)

Este vibrador fica entre o tipo clássico e o realístico – que lembra o formato de um pênis –, mas é muito mais elaborado do que os que costumamos encontrar por aí. O acessório, que é feito de ouro, tem diversas pedras preciosas arredondadas e uma pérola incrustadas em sua extensão.

Além de ser confeccionado com ouro puro, este vibrador também tem pedras preciosas e uma pérola em sua extensão
Reprodução/Fornicari
Além de ser confeccionado com ouro puro, este vibrador também tem pedras preciosas e uma pérola em sua extensão

Além da vibração, a textura das pedrinhas pode proporcionar novas sensações, mas o preço a ser pago por esse prazer diferenciado é alto: cerca de R$ 124 mil.


7. Anel peniano de platina em forma de cobra (R$ 622,4 mil)

O anel peniano é um dos brinquedos eróticos que servem para proporcionar prazer ao homem e à mulher simultaneamente . Colocado em torno do pênis, a ideia é a de que, por “limitar” o fluxo sanguíneo, ele faça a ereção durar por mais tempo. Alguns deles vêm com um pequeno vibrador que, dependendo da posição sexual escolhida pelo casal, também estimula o clitóris, mas não é o caso deste luxuoso “sex toy” em formato de cobra.

O anel peniano em formato de cobra possui três opções de material: prata, ouro e platina (cada uma com um preço)
Reprodução/Fornicari
O anel peniano em formato de cobra possui três opções de material: prata, ouro e platina (cada uma com um preço)

De acordo com a marca, o acessório se inspira nesse animal por ele ser um símbolo de poder idolatrado em diversas culturas. Apesar da funcionalidade, ele é muito mais uma “joia para o pênis” do que um brinquedo sexual; quem quiser colocar as mãos na peça pode escolher entre platina, ouro ou prata para a confecção e, além disso, também é possível pedir que o design inclua uma pérola negra na boca da cobra e alguns diamantes incrustados ao longo do corpo.

A versão de platina é a mais cara deles e sai por R$ 622,4 mil, enquanto a de ouro custa R$ 428,5 mil e a de prata R$ 39,2 mil. Baratinhos, não?


8. Vibrador de platina, safiras e diamantes (R$ 4,5 milhões)

Aparentemente, se engana quem pensa que há limite para o luxo e para os valores exorbitantes no mundo dos “sex toys” sofisticados, já que o preço de alguns acessórios chega na casa do milhão – e o “The Pearl Royale” é um deles. Com o formato de um vibrador clássico, esse brinquedinho não tem nada de simples: ele é feito de platina e possui uma das extremidades confeccionada como se fosse uma pequena coroa.

Feito de platina, inúmeros diamantes, safiras e pérolas, este vibrador tem preço na casa dos milhões
Reprodução/Fornicari
Feito de platina, inúmeros diamantes, safiras e pérolas, este vibrador tem preço na casa dos milhões

E não para por aí. O acessório – que é um dos brinquedos eróticos mais caros à venda – tem dois tipos de diamantes, safiras e pérolas incrustadas, além de uma “chave” que, segundo o site da marca, serve tanto para ligar o aparelho quanto para colocar em uma corrente e usar como um pingente de pérola. Ele demora de dez a 12 semanas para ficar pronto que quem quiser colocar as mãos nele precisa desembolsar cerca de R$ 4,5 milhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.