Tamanho do texto

Para alguns, ele é até apelidado de "anelzinho da alegria". Esse brinquedinho também pode ser um primeiro vibrador e uma forma de sentir prazer sozinha

Os brinquedos sexuais estão aí para dar mais prazer para mulheres e homens sozinhos ou também em casal. E um sex toy que pode apimentar sua relação com o parceiro é o anel peniano.

Leia também: 9 cuidados que você deve tomar com os vibradores

Anel peniano pode dar mais prazer para o homem e para a mulher
shutterstock
Anel peniano pode dar mais prazer para o homem e para a mulher


O nome pode dar a ideia de que o acessório ajuda apenas o prazer dos homens, mas as mulheres também se divertem bastante com o anel peniano . É o que diz Juliana* (nome fictício - ela pediu para não ser identificada) em um papo com o Delas. Para ela, o acessório deixa as preliminares bem mais divertidas e ajuda o sexo em si.

Primeira vez com o anel

Juliana, de 31 anos, namora há nove anos com Antônio, de 32 anos* (também nome fictício) e conta que usar o anel foi uma ideia dele. "Ele é grande fã de novidades e tecnologia e descobriu o 'anelzinho da alegria', apelido carinhoso que demos para esse item faceiro."

Anel peniano tem uma argola na qual será inserido o pênis e uma cápsula vibratória para estimular a mulher
shutterstock
Anel peniano tem uma argola na qual será inserido o pênis e uma cápsula vibratória para estimular a mulher

O casal resolveu testar o brinquedinho da maneira mais tradicional, na qual o anel é introduzido no pênis e fica na base do órgão (veja mais formas de colocar o acessório abaixo). Diversos modelos desse sex toy também contêm uma parte que vibra, e ela deve ficar voltada para cima, para estimular o clitóris e a região íntima da mulher durante a penetração.

Vantagens para ele e para elas

O anel peniano ajuda os homens manterem a ereção por mais tempo. Ao ser colocado na base do pênis, ele limita a passagem do sangue e, com isso, o órgão tende a ficar ereto e mais firme por mais tempo.

Além disso, segundo especialistas da Prudence, marca de preservativos e produtos eróticos, muitos homens gostam da sensação de ter não apenas o pênis, mas também os testículos circundados, como se alguém estivesse segurando e apertando levemente essa região. Há homens também que dizem que usar o anel resulta em orgasmos mais intensos graças à vibração.

Já para as mulheres, o brinquedo é um atrativo justamente por causa da vibração, como detalha Juliana de forma muito bem humorada. "A vibração serve para estimular o 'sino dourado' durante a festa, e comigo ele fez badalar bem mais alto. Fica a dica!".

Para os homens, o anel ajuda para uma ereção mais duradoura. Para as mulheres, a cápsula vibratória estimula o clitóris
shutterstock
Para os homens, o anel ajuda para uma ereção mais duradoura. Para as mulheres, a cápsula vibratória estimula o clitóris

Juliana ainda diz que o anel não precisa ser colocado apenas na hora de fazer sexo em si. Ela fala que o brinquedo pode tornar as preliminares bem mais divertidas para ela e também para o namorado.

Como colocar

Existem diversas formas de colocar o brinquedinho na hora da relação sexual, e essa tarefa pode ser feita tanto pelo homem quanto pela mulher. A Prudence tem algumas dicas e sugestões.

1. Base do pênis

Essa é a forma mais comum e que Juliana diz usar com namorado. Nesse caso, o órgão já pode estar ereto no momento de colocar o anel. O homem, ou a parceira, deve esticar o produto usando os dedos indicadores das duas mãos e "vesti-lo" no pênis, empurrando-o até à base do órgão.

2. Pênis + testículos

É possível também envolver o órgão e os testículos, deixando o acessório atrás da bolsa escrotal. Para essa opção, o brinquedo deve ser colocado antes da ereção.

Mais uma vez, o homem, ou a parceira, deve esticar o anel com os dedos indicadores das duas mãos. Depois, você pode "vestir" a região íntima masculina, passando primeiro os testículos pelo anel e depois o pênis, ou ao contrário, começando pelo pênis e estiscando o brinquedo até que ele envolva também a bolsa escrotal.

O anel é feito em silicone e, por isso, é bastante maleável. É simples expandi-lo até o tamanho necessário para que ele seja colocado no órgão.

Em ambos os casos, lembre-se de deixar cápsula vibratória voltada para cima, assim ela ficará em contato com o clitóris.

Durante o sexo, o casal pode usar um gel lubrificante, basta escolher aqueles que são feitos à base de água para que o material do anel não seja danificado. Também tome cuidado para que o gel não entre em contato com a parte onde fica a bateria. E claro, como em toda relação sexual, lembre-se de usar preservativo.

Quando usar

O anel peniano pode ser uma opção para quem quer começar a explorar o universo de brinquedos eróticos, indicam especialistas. Alguns homens, por exemplo, torcem o nariz para a ideia de ter um vibrador na cama porque pensam que o objeto, principalmente aqueles em formatos fálicos, pode representar uma concorrência para o pênis. Com o anel não tem esse problema, já que será usado junto com o pênis durante a penetração. 

Leia também: Saiba como incluir brinquedos eróticos na relação

Além disso, esse brinquedinho é bastante discreto e pode ser guardado na bolsa ou em uma gaveta ao lado da casa sem ocupar muito volume. 

Falando a relação em si, algumas posições sexuais também podem ser incrementadas pelo anel. Veja exemplos

1. Papai e mamãe

A posição 'papai e mamãe', também conhecida como 'Missionário', pode ficar mais divertida com o anel
Renato Munhoz/Arte iG
A posição 'papai e mamãe', também conhecida como 'Missionário', pode ficar mais divertida com o anel

O clássico pode deixar a desejar para algumas mulheres, pois nesta posição nem sempre o clitóris é estimulado. O homem pode inclinar um pouco a pélvis para que tenha uma maior área de contato com o corpo da parceira e também pode "vestir" o anel. Com o sex toy vibratório, o clitóris receberá a vibração durante a penetração e, com isso, homens e mulheres podem ter orgasmos mais intensos. 

Leia também: 8 problemas da clássica posição sexual "papai e mamãe" resolvidos

2. Cavalgada invertida

Na 'cavalgada invertida' a mulher pode se estimular com os dedos ou com um objeto vibratório como o anel peniano
Renato Munhoz/Arte iG
Na 'cavalgada invertida' a mulher pode se estimular com os dedos ou com um objeto vibratório como o anel peniano

Nessa posição, a mulher fica de costas para o homem e isso impossibilita o contato dele com o clitóris dela. Mais uma vez, um vibrador é bem-vindo para que a mulher consiga mais orgasmos ou sinta um prazer mais intenso. E como já citamos, o anel é um item discreto e que geralmente não assusta os homens. A própria mulher pode se estimlar com o brinquedinho ou com os dedos durante a penetração. 

3. Sexo em pé

As posições em pé também combinam com o anel
Renato Munhoz (Arte iG)
As posições em pé também combinam com o anel


Nas posições sexuais que o casal fica em pé , um voltado para o outro, o anel também é bem-vindo. Com ele, além da penetração, haverá o estímulo da vibração e pode nem ser necessário tanto movimento dos corpos para que ambos cheguem ao ápice do prazer. 

Juntos ou separados

Pelo visto, a lista de opções para usar o "anelzinho da alegria" em casal é extensa, mas ele também tem outra função. Você também pode usar o anel como um vibrador quando estiver sozinha. Você pode segurar o brinquedo com uma das mãos e estimular sua região íntima com a parte que vibra. Essa é uma ótima forma de sentir prazer e também de conhecer seu próprio corpo, descobrindo quais os pontos mais interessantes para receber a vibração.

Anel pode incrementar a masturbação
shutterstock
Anel pode incrementar a masturbação

Maria Paula*, de 25 anos, diz ao Delas que se surpreendeu positivamente ao usar o brinquedinho sozinha, na masturbação. Ela fala que é uma forma de começar a conhecer o sex toy já que é a mulher quem terá o controle da pressão e do local onde receberá a vibração. Isso pode evitar qualquer "susto" na hora de usar com o parceiro. 

Para mais conforto, ela sugere o uso de lubrificante. A mulher pode ficar bastante excitada e lubrificada sozinha, mas um gel deixa a brincadeira mais interessante. Segundo Maria Paula, o produto pode ser passado diretamente no anel, antes do contato dele com o corpo. 

A desvantagem do uso para esse fim é que muitas marcas de anel contam apenas com a função liga e desliga da vibração, não sendo possível controlar a intensidade ou a velocidade dos movimentos.

Cuidados em geral

Para se divertir e evitar riscos, é preciso tomar alguns cuidados. Como já foi citado, ao usar gel ou lubrificante, o item não deve entrar em contato com a parte que contém a bateria do anel. 

Ainda sobre a bateria, nem todos os modelos permitem a troca. Os mais comuns, que custam entre R$ 10 e R$ 20, são quase que descartáveis. É possível ligar e desligar enquanto a bateria original durar, mas não é possível trocá-la. As mulheres que conversaram com o Delas para a reportagem também disseram que esse não é um grande problema, já que a bateria dura em média 30 minutos e isso é o suficiente para a relação. 

Caso não acabe a bateria e você consiga reutilizar o produto em uma próxima relação, é preciso higienizá-los antes de guardar. Para isso, é indicado retirar a cápsula vibratória e lavar a parte de silicone. 

Ainda é recomendado que o homem não fique muito tempo com o anel peniano. Como objeto limita a circulação sanguínea, se utilizado por um longo período pode acarretar em problemas para ele. Também retire o objeto em caso de qualquer incômodo, dor ou formigamento no pênis. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.