Tamanho do texto

Os resultados indicam que profissionais que lidam com maior nível de estresse no trabalho estão mais propensos a trair no relacionamento

Existe uma relação entre a escolha profissional e pessoas que cometem traição? O "Ashley Madison", site de relacionamentos extraconjugais, entrevistou usuários para descobrir as profissões mais comuns entre os que buscam um caso e descobriu que a infidelidade pode estar ligada e, inclusive, ser estimulada por um fator: o nível de estresse. 

Leia também: Ioga é o exercício físico preferido por pessoas que cometem traição, diz estudo

Entre as pessoas que cometem traição no casamento, a maioria das mulheres é médica e os homens trabalham com negócios
shutterstock
Entre as pessoas que cometem traição no casamento, a maioria das mulheres é médica e os homens trabalham com negócios


No total, a pesquisa foi realizada com 1.439 membros do site e os dados indicam que a profissão com mais mulheres infiéis é a medicina. A explicação se baseia em estudos que mostram que as mulheres liberam mais oxitocina (o "hormônio do amor") do que os homens quando lidam com situações estressantes. Por isso, elas podem estar mais propensas a cometer traição  no trabalho.

"Uma combinação de longas horas de trabalho sob pressão e uma reação natural ao estresse pode ser o motivo pelo qual as mulheres médicas procuram um caso", afirma Isabella Mise, diretora de comunicações do "Ashley Madison". Profissões em educação, empreendedorismo e finanças também estão na lista de usuários do sexo feminino. Confira o ranking com o top 10: 

  1. Medicina - 18%
  2. Educação - 13%
  3. Finanças - 12%
  4. Empreendedorismo - 9%
  5. Trabalho social - 9%
  6. Varejo/Hospitalidade - 9%
  7. Negócios - 8%
  8. T ecnologia da Informação - 6%
  9. Comunicação e Marketing - 5%
  10. Direito - 5%

Leia também: Carinhos, conversas, beijo: o que é uma traição? Lucas traiu a noiva no BBB?

Homens que traem

Entre homens que têm relacionamentos extraconjugais, as profissões relacionadas ao mundo dos negócios são as que reúnem o maior números de casos. Elas também são consideradas mais estressantes e tem outras características que favorecem a traição. "O emprego em negócios muitas vezes significa horas irregulares e estruturado por turnos, o que significa que pode ser mais fácil para os homens manterem uma parceira extraconjugal”, comenta Mise. Confira das profissões que reúnem mais homens que traem: 

  1. Negócios - 28%
  2. Tecnologia da Informação - 13%
  3. Empreendedorismo - 13%
  4. Finanças - 8%
  5. Varejo/Hospitalidade - 6%
  6. Comunicação e Marketing - 5%
  7. Medicina - 5%
  8. Direito - 5%
  9. Educação - 4%
  10. Agricultura - 3%

Leia também: Após traição, mulher propõe sexo a três para salvar relacionamento

Lealdade na carreira ou no amor?

Quando o assunto é lealdade, os entrevistados parecem ter uma abordagem diferente e, apesar de cometerem traição nas relações amorosas, prometem ser fieis às profissões. Os dados da pesquisa indicam que quase metade (46%) afirmou nunca ter trocado de emprego, e para quem o fez, a maioria (26%) disse que mudou de emprego apenas uma vez em 10 anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.