Tamanho do texto

Um estudo separou as pessoas consultadas por escolaridade e percebeu que as formadas em universidades ficam mais tentadas a pular a cerca

Se você é formado em uma universidade, tem chances maiores de cometer uma traição do que aqueles que não frequentaram essa instituição. É o que afirma um estudo recente patrocinado pelo VictoriaMilan (site para pessoas comprometidas que buscam um relacionamento extraconjugal) e realizado com os mais de 79 mil usuários australianos do serviço.

Leia também: Descubra com quem 62% das mulheres já desejou ser infiel

De acordo com um estudo, homens e mulheres formados em uma universidade são mais propensos a cometer traição
Shutterstock
De acordo com um estudo, homens e mulheres formados em uma universidade são mais propensos a cometer traição

Do número total de usuários do site, 70,2% das mulheres e 56,1% dos homens que têm um nível de escolaridade mais alto são mais propensos a cometer uma traição . Para chegar a essa informação, eles questionaram os usuários a respeito tanto da vontade que eles têm de ter um relacionamento extraconjugal quanto sobre o nível de escolaridade deles.

Os níveis educacionais dos usuários variam de pessoas que não completaram o ensino médio ou a universidade a aqueles que se formaram apenas no ensino médio, no ensino técnico ou têm um diploma de bacharelado, mestrado e doutorado. Entre essas categorias, os mais propensos a ter um affair são aqueles que se formaram em uma universidade, concentrando 35,7% das mulheres e 25,4% dos homens que confessaram ter vontade de trair.

Leia também: Amante relata como é ter achado  o amor de sua vida e dividi-lo com a esposa

As pessoas que têm apenas um diploma de bacharelado (que fora do Brasil são um tipo de curso que pode ser realizado após o término do ensino médio e antes do ingresso em uma universidade) vêm logo em seguida, com 22,5% das mulheres e 17,6% dos homens tentados a pular a cerca. Em terceiro lugar aparecem as pessoas que realizaram apenas um curso técnico, com os homens na frente das mulheres em termos de propensão. Entre as mulheres que completaram apenas o colegial, 13,3% delas confessaram ter um affair.

Leia também: Pesquisa aponta qual desculpa é a mais usada para esconder uma traição

E os mais fiéis?

De acordo com o estudo, a categoria menos propensa a cometer uma traição é a composta por homens que fizeram um doutorado; entre eles, apenas 1,3% confessaram ter vontade de trair. Entre as mulheres, as mais fiéis também são as que possuem um diploma de doutorado, com apenas 1,4%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.