Tamanho do texto

Desinibida, Cheyenne compartilha fotos de lingerie ou até nua e dá conselhos para mulheres como ela: "Você merece aproveitar esse prazer"

Não é difícil encontrar mulheres que tenham problemas de autoestima e não gostem do próprio corpo como ele é. Para mulheres plus size, a situação pode ser ainda mais complicada, já que seus corpos não se encaixam no padrão de beleza imposto pela sociedade. A falta de representação pode fazer com que elas se sintam mal e inibidas a fazer certas coisas, como usar alguns tipos de roupas e até fazer sexo.

Leia também: Educadora sexual cria guia de sexo para garotas curvilíneas; confira

A blogueira plus size Cheyenne afirma que tirar fotos e dormir nua a ajudaram a aceitar o próprio corpo
Reprodução/Instagram Cheyenne
A blogueira plus size Cheyenne afirma que tirar fotos e dormir nua a ajudaram a aceitar o próprio corpo

Pensando nisso, uma blogueira conhecida como Cheyenne – que tem 124 mil seguidores no Instagram – decidiu começar a compartilhar como realmente é a vida sexual de uma mulher plus size . Cheyenne frequentemente compartilha fotos dela nua (ou quase nua) mostrando todas as curvas para os 124 mil seguidores do Instagram como forma de incentivar outras mulheres com corpos parecidos com o dela a se amarem.

Desabafos e amor próprio

Em um dos posts mais recentes feitos pela blogueira, ela explica como mulheres gordas lidam com “rejeição sexual” ou com a fetichização do tamanho de seus corpos. “As pessoas assumem que você faz sexo usando uma camiseta ou com as luzes apagadas, o que é verdadeiro para algumas de nós”, afirma ela na postagem, que viralizou e tem mais de 6 mil curtidas.

Junto das fotos que posta (em que ela normalmente está de biquíni, linguerie ou nua), Cheyenne também dá conselhos
Reprodução/Instagram Cheyenne
Junto das fotos que posta (em que ela normalmente está de biquíni, linguerie ou nua), Cheyenne também dá conselhos

Cheyenne afirma que costumava ficar tão preocupada com a imagem de si mesma durante algumas práticas sexuais – como o sexo oral – que preferia evitá-las. “Nós contorcemos nossos corpos, nos escondemos embaixo das cobertas e recusamos posições porque Deus proíbe nossos parceiros de verem que temos uma barriga”, desabafa ela na postagem.

Leia também: Designer cria revista de pornografia feminista e inclusiva

Conselhos

Reprodução/Instagram Cheyenne
"Esse corpo deveria ser libertado com toda a sua glória durante o sexo", afirma ela

Em todos as postagens que faz na rede social, a blogueira busca encoragar mulheres a desenvolverem amor próprio e dá até alguns conselhos sobre sexualidade, contanto como ela conseguiu superar as próprias inseguranças. “Tirar fotos e dormir completamente nua me tornou confortável o suficiente para compartilhar minha nudez com outras pessoas. Suas barrigas, seus quadris ‘balançantes’, suas coxas com covinhas são bonitas e sexy!”, afirma a blogueira.

Ela ainda explica que, apesar da constante fetichização e do julgamento a respeito da sexualidade de mulheres curvilíneas, as pessoas que se envolvem com elas sabem exatamente como são seus corpos e ainda querem fazer sexo com elas. Ainda sobre parceiros, ela dá outro conselho: “Esse corpo ‘muffin’ que você costuma esconder? Ele deveria ser libertado com toda a sua glória durante o sexo! Qualquer pessoa que for desrespeitosa, não merece fazer sexo com você. Não perca seu tempo com alguém que não honra seu corpo como ele merece”.

Leia também: Em campanha, gordinhas de biquíni invadem as redes sociais

A blogueira comenta também sobre um tópico delicado para mulheres plus size: posições sexuais. “Nem todas as posições funcionam, e está tudo bem! Sempre há alternativas. Apenas faça uma pesquisa no Google e tente algumas coisas novas”, conta ela. “Nossos corpos têm capacidades incríveis de dar e receber prazer, e você merece aproveitar esse prazer ”, finaliza Cheyenne.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.