Tamanho do texto

Bruno Camargo fala da experiência de viver o protagonista de "Cinquenta Tons de Cinza": "Elas querem saber como é o sadomasoquismo, pois não estão acostumadas, já que muitos homens não saem do convencional"

Descrito como um homem bonito, bem sucedido, solitário e adepto do sadomasoquismo , o personagem Christian Grey, da trilogia “Cinquenta Tons de Cinza”, faz sucesso entre as mulheres. A figura misteriosa, o fetiche excêntrico, a aparência. O que realmente torna a figura dele tão atraente?

Bruno Camargo faz apresentações como Christian Gray brasileiro
Divulgação
Bruno Camargo faz apresentações como Christian Gray brasileiro


Leia mais: 50 acessórios para entrar no clima de "Cinquenta Tons de Cinza"

“O Christian Grey é inteligente, bonito, rico e permite que muitas fantasias sexuais possam se tornar realidade. Sexo muitas vezes é sinônimo de poder e ter alguém poderoso por perto aumenta a autoestima”, fala a sexóloga Priscila Junqueira.

O modelo Bruno Camargo é formado em educação física, mas ao perceber que o trabalho de gogo boy dava mais dinheiro, resolveu mudar de profissão. “Fui a um evento que meu amigo estava promovendo, chegando lá um dançarino tinha faltado e ele me implorou para dançar no lugar, e acabei aceitando. Quando entrei vestido de médico e vi as mulheres gritando, gostei muito”, conta em entrevista ao Delas.

Christian Grey, na versão brasileira 

O modelo garante que tudo que acontece nos shows é real e no improviso
Divulgação
O modelo garante que tudo que acontece nos shows é real e no improviso

Bruno começou a trabalhar nessa área e o sucesso foi crescendo. Quando os livros eróticos  viraram sensação entre as mulheres, Bruno foi convidado por uma famosa casa de shows de São Paulo para encarar o protagonista famosa da trilogia . “Quando comecei o personagem, o ator do filme ainda não tinha sido escolhido, então me inspirei nos livros. Li a todos para entender como ele era e saber que acessórios podia usar nos shows”, fala.   

A aceitação foi tão boa que ele já está há quatro anos se apresentado como o milionário adepto do sadomasoquismo . Nos shows, o modelo usa chicote, venda, algemas, vela, correntes e até mordaça. “Tudo acontece no improviso, vou escolhendo mulheres aleatórias da plateia. Só de olhar eu sei se elas estão sentindo desejo, prazer ou repudia. É fácil saber quem quer interagir”, acrescenta.  

Durante a apresentação, elas realmente são algemadas, amordaçadas e chicoteadas, algumas saem até marcadas. Ele garante que tudo que acontece é real e que muitas vezes são as próprias mulheres que pedem para subir ao palco e participar.

Mais popular que o Bombeiro

Bruno é mais conhecido como o Bombeiro do Programa Eliana, do SBT. Ele aparece fantasiado com um extintor de incêndio nas mãos toda vez que a apresentadora grita “Chama o bombeiro”. “Mesmo o personagem sendo um sucesso, sou mais convidado para fazer o papel de Christian. Além da casa de shows, me apresento em despedidas de solteira e outros eventos do tipo”, conta.

A imagem do poderoso Christian Grey gera uma curiosidade por ele ser misterioso, sedutor e por ter um fetiche diferente. O modelo acredita que essas características tornam o personagem tão popular com o público feminino .

“As mulheres querem saber como é a questão do sadomasoquismo, pois é algo diferente que não estão acostumadas, já que muitos homens não saem do convencional. Fora isso, ele também é elegante, usa terno e tem estilo, aguçando ainda mais o desejo”, expõe.

Para Bruno, a imagem de mistério e sedução que o personagem passa é o que o torna tão desejado
Divulgação
Para Bruno, a imagem de mistério e sedução que o personagem passa é o que o torna tão desejado


Para a sexóloga, a personagem mexe com o imaginário feminino, pois as mulheres precisam muito mais de fantasias do que o homem para ter prazer na hora do sexo. “A história ao mesmo tempo que traz submissão, traz o empoderamento da mulher no sexo, já que elas estão expondo mais aos homens o que sentem vontade de fazer na cama”, completa.    

Pedidos inusitados e fetiches 

Nas apresentações, ele já recebeu muitos pedidos inusitados . Teve mulher que pediu para comprar a sunga que ele estava usando e outra queria pagar para levar a meia dele para casa. “Tem uma parte do show que tiro o sapato, nessa hora já pediram para morder o meu dedão do pé e eu deixei”, lembra aos risos.

Leia mais: Leia o contrato sadomasoquista de "Cinquenta Tons de Cinza"

O fetiche de Christian Grey, que é um dos temas centrais dos livros, também faz parte da vida sexual de Bruno. “Já pratiquei o sadomasoquismo e achei bom”, revela. “É preciso estar com o desejo muito elevado para essa prática dar certo e as duas partes tem que querer”, completa.  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.