Amplamente utilizadas em receitas e como acompanhamento de pães e torradas, a manteiga e a margarina são saborosas, mas também têm gorduras trans e saturadas, contribuem para o colesterol ruim (LDL) e possuem muito sódio. Por isso, se você é fã desses itens, é melhor tomar cuidado. 

Leia mais: Veja exercícios para fazer em cada fase da vida e retardar o envelhecimento

As manteigas são ricas em gorduras trans e saturadas%2C que quando consumidas em excesso podem ser um fator de risco para problemas cardíacos
Reprodução/Pinterest/receitanatureba.com
As manteigas são ricas em gorduras trans e saturadas, que quando consumidas em excesso podem ser um fator de risco para problemas cardíacos


Manteiga x margarina: qual a pior?

Por definição, a manteiga é feita da nata do leite batida após a separação do líquido e da gordura, sendo essa última usada na composição da manteiga. No caso da margarina , ela é feita de óleos vegetais e gorduras hidrogenadas.

Ambas são calóricas e devem ser evitadas por quem deseja perder ou manter o peso, de acordo com a nutricionista da Superbom, Jessica Santos. Além disso, são resultados de processos industriais e químicos que transformam óleos e gorduras no produto como conhecemos.

Jessica ainda explica que "por conta disso, acabam contribuindo para o entupimento de artérias e aumentam o colesterol ruim (LDL), sem falar na presença do sódio, que também influencia na hipertensão".

Ainda assim, a manteiga ainda é uma opção melhor se comparada à margarina, que é rica em gorduras trans e também bastante calórica. De acordo com Jessica, "a depender da marca, uma colher de margarina pode ter cerca de 102 calorias".

A médica nutróloga Ana Luísa Vilela também reforça a preferência da manteiga em relação à margarina. "A margarina sofre um processo químico que transforma suas moléculas (que antes a deixavam líquida e agora pastosa), o que de fato aumenta muito o colesterol LDL".

Ela reforça também que algumas margarinas já não passam pelo processo de hidrogenação, então teoricamente elas não teriam gordura trans. Por isso, é importante verificar isso na embalagem.

Leia mais: 5 dicas para queimar mais gordura e emagrecer fazendo caminhada

É preciso excluí-la completamente da dieta?

A resposta para essa pergunta varia muito de acordo com o perfil, individualidade e objetivo de cada pessoa, segundo a nutricionista Thalita Roza. "De modo geral seu consumo dever ser feito com moderação , mas pessoas que possuam dislipidemia ou risco de doenças cardiovasculares devem buscar outras alternativas", comenta a especialista.

"Por ter origem animal, a manteiga fornece colesterol, portanto não deve-se consumir nem a margarina nem a manteiga em grande quantidade", acrescenta a nutróloga Ana Luísa Vilela.

Para as pessoas que querem emagrecer, a manteiga também não é indicada pelo alto teor calórico.

Como substituir esses produtos?

Pastas de amendoim e geleias 100% fruta são opções mais saudáveis e até mais saborosas para substituir a manteiga ou a margarina. Elas são ideais para acompanhar o pão e as torradas ou bolachas pela manhã.

Outras opções são ainda o ghee (manteiga clarificada usada na culinária indiana) ou manteigas veganas, como a de coco ou de amêndoas, que têm gorduras boas.

Ana Luisa também dá uma dica especial. Ela diz que boas alternativas para substituir a manteiga são óleos bons como o azeite de oliva. Mas para deixá-lo numa consistência mais pastosa, basta temperá-lo com ervas e pôr na geladeira ou no freezer por algum tempo. Assim, pode até servir para o preparo de qualquer receita que utilize a manteiga como base.

No caso dos doces, são mais opções ainda: dá para usar o óleo de coco ou ainda o abacate no lugar da manteiga ou margarina.

Leia mais: Mulher emagrece cerca de 40 quilos sem cortar prazeres; veja o antes e depois

“O abacate é uma excelente fonte de vitaminas, minerais e fibras, além de ajudar no aumento do colesterol bom (HDL) e diminuir o ruim”, lembra Jessica, o elencando como uma das ótimas alternativas para substituir a manteiga.

    Veja Também

      Mostrar mais