Kelly Key arrow-options
Divulgação/Forever Filmes
Kelly Key diz apostar em treino de 30 minutos para manter a forma em qualquer lugar, até nas férias

Manter a rotina de exercícios quando se tem viagens e agenda lotada de compromissos pode não ser algo fácil. Entretanto, a  cantora Kelly Key diz apostar em um treino rápido e intenso, de apenas 30 minutos, para seguir firme e forte nas atividades físicas até durante as férias em família.  

O treino da Kelly Key usa apenas o peso do corpo e pode ser feito e qualquer lugar. "Optei por aulas de apenas 30 minutos por dia, pois não quero perder esse período precioso do ano [férias em Portugal] com a minha família. O treino intenso que faço é chamado Strong By Zumba® e trabalha o corpo todo, me faz suar muito, em poucos minutos", afirma a famosa.  “Esse treino é a minha ‘carta na manga’", completa. 

Detalhes do treino da Kelly Key

A série de movimentos aprovada pela cantora ajuda a  emagrecer e, segundo ela, fortalece tudo o que ela precisa: glúteos, pernas, braços, abdômen e core. 

Para deixar tudo mais animado, o treino é acompanhado por música, que dita o ritmo dos exercícios. É a chamada "aula fitness". A cantora compartilha todos os detalhes em seu canal no You Tube e ao Delas os Giuliano Cangiani e Anna Kobe, responsáveis pelo treino da Kelly Key, detalham 4 movimentos poderosos que trabalham todo o corpo.

1. Curtsy Lunge 

O Curtsy Lunge é uma variação do Lunge básico, que usa diferentes músculos da perna, na parte interna e externa.  

Exercício de Curtsy Lunge arrow-options
Reprodução/Forever Filmes
No exercício de Curtsy Lunge, a perna de trás não pode tocar o chão



No Lunge básico, nós colocamos uma perna na frente e outra atrás, com os joelhos flexionados. O joelho da frente fica em 90 graus. Já no Lunge Curtsy, de acordo com Giuliano, invés das pernas ficarem paralelas, iremos cruzar a perna de trás numa posição de reverência. 

“O grande segredo deste exercício é que a perna de trás não pode tocar o chão. Quando voltar a posição inicial, evite estendê-la completamente, assim você consegue manter o foco na musculatura que está sendo trabalhada”, fala Giuliano, que com a profissional Anna Kobe, faz o treinamento da cantora.

2. Agachamento 

O agachamento ajuda a fortalecer pernas e glúteos arrow-options
Reprodução/Forever Filmes
O agachamento ajuda a fortalecer pernas e glúteos



O agachamento é um exercício muito poderoso, que modifica as pernas e os glúteos.  “Para realizá-lo, mantenha as pernas abertas, com os pés virados para frente, de modo que eles fiquem alinhados aos joelhos para evitar lesões”, explica Anna Kobe.

Exemplificando, Giuliano diz para lembrar do movimento que fazemos quando vamos sentar numa cadeira. "Você joga o quadril para trás, não é?". Isso faz com que o peso se distribua pelo corpo a partir da base do pé. Então, você flexiona o joelho sem ultrapassar a linha da ponta do pé.

Anna complementa: “Acrescentamos um nível de dificuldade inserindo saltos quando a pessoa está voltando para a posição inicial”.

Leia mais: Açúcar e sal em excesso fazem mal, mas qual é o pior para nosso corpo?

3. Flexão 

A flexão ajuda a trabalhar ombros%2C braços e peitoral arrow-options
Reprodução/Forever Filmes
A flexão ajuda a trabalhar ombros, braços e peitoral


Conhecida como um dos exercícios mais populares do mundo, a flexão tem uma execução simples e trabalha ombros, braço e peitoral.

Para realizá-la, é preciso ficar numa posição inicial de prancha. Apoiando as mãos no chão e deixando o punho, o cotovelo e os ombros alinhados, você vai apoiar a ponta do pé lá atrás.

Giuliano lembra que é importante manter o corpo formando uma linha reta, não deixando o quadril ir para cima ou para baixo. Essa posição deixa o abdômen contraído. Assim, os cotovelos vão para trás e o peitoral vai descendo até tocar o chão (nada de deitar de fato). 

Caso o aluno tenha dificuldade em realizar o exercício com os pés apoiados, recomenda-se que ele tente apoiar os joelhos, e aos poucos, ao ganhar mais resistência, ele conseguirá fazer apoiando os pés.

Por se tratar de um treino mais intenso, Giuliano orienta: "Todo o movimento - ao inclinar o corpo em direção ao chão - deve ser feito devagar, para que a pessoa sinta todos os músculos do braço sendo exercitados".

Leia também: Quer ter abdômen definido? Kelly Key revela seus 6 exercícios ideais

4. Prancha frontal alternando os braços

O exercício da prancha exige um pouco mais da musculatura arrow-options
Reprodução/Forever Filmes
O exercício da prancha exige um pouco mais da musculatura

Essa é uma prática que exige bastante da musculatura, principalmente por trabalhar com a isometria, ou seja, equilíbrio entre os músculos

A posição inicial é a mesma da flexão: prancha. Ao mesmo tempo que você elevar um braço para frente até a altura da orelha, deve-se  elevar a perna contrária de trás, mantendo todo o corpo estável e contraído.

Leia mais: Detox turbo ou 15 ovos por dia: detalhamos as dietas das famosas para o carnaval

Com isso, vai alternando. Por exemplo: eleve o braço direito e a perna esquerda, depois o braço esquerdo e a perna direita, e aí por diante. Essa atividade ajuda a trabalhar o core, região central do corpo localizada no abdômen, além da lombar.

    Veja Também

      Mostrar mais