Tamanho do texto

As gorduras resistentes só serão eliminadas quando o corpo inteiro estiver com pouca gordura, por isso é mais difícil perdê-las

Muitas coisas são difíceis na vida, e perder aquela gordura localizada no abdômen, por exemplo, é uma delas. Não à toa ela também é conhecida como gordura resistente, por insistir em permanecer independentemente dos exercícios ou da dieta feita.

Leia também: 9 exercícios de musculação bem tradicionais, mas que são pura perda de tempo

veja como combater a gordura localizada arrow-options
shutterstock
Apostar em exercícios aeróbicos é uma ótima ideia para quem quer queimar gordura

Antes de explicar como você pode se livrar da gordura localizada , é necessário diferenciar seus tipos. "Existe aquela gordura mais dura que é a visceral, sendo a mais perigosa de todas, já que pode predispor em problemas cardiovasculares e a cirrose hepática", diz Bruno Takatsu, nutrólogo especialista em emagrecimento da clínica Hōraios Estética, ao Delas .

"Existe também a gordura mais estética, que é mais mole e que os pacientes reclamam por ficarem localizadas no abdômen, flancos e coxas", complementa ele. Para queimar esse tipo de gordura, alguns fatores como as atividades físicas e o cuidado com a alimentação podem ajudar.

Vale ressaltar que o "tchauzinho", e as "gordurinhas" nas coxas e abdômen , geralmente, são as últimas a serem eliminadas, ou seja, a pessoa só a perde quando o restante do corpo estiver com percentual de gordura baixo.

Leia também: "Achamos que falar 'gordinha' reduz o problema", diz mulher após emagrecer 60 kg

Como acabar com a gordura localizada?

O nutrólogo afirma que os métodos para combater a gordura resistente variam de acordo com cada organismo, por isso, é importante ter uma avaliação profissional antes de escolher qualquer modo. Entretanto, alguns truques colaboram com a queima dela.

"É possível perder gordura por meio de estratégias com um médico nutrólogo e com um nutricionista, que irão utilizar de recursos para uma mudança de estilo de vida por meio da alimentação, suplementação adequada e com o uso de termogênicos que conseguem potencializar a queima de gordura", garante Takatsu.

Leia também: Frutas, vegetais e mais: quanto comer desses alimentos para emagrecer rápido

Tratamentos estéticos são sempre considerados nesses casos, mas mesmo se investir neles, a pessoa precisa reeducar a alimentação e praticar exercícios. "Após a realização dos procedimentos estéticos, a pessoa pode ver resultados, mas se continuar se alimentando mal e, caso tenha uma tendência genética ou uma composição corporal predisposta a acumular gordura, todos os resultados serão perdidos", adverte o nutrólogo.

Na hora de mexer o corpo, vale a pena escolher os exercícios aeróbicos para acabar com a gordura localizada . Corrida, bicicleta e "até duas aulas para isolar a musculatura", segundo Bruno Takatsu, são boas alternativas.