Tamanho do texto

Comer a gema do ovo não é o fim do mundo e suplementos não são indicados para todos, por exemplo. Quando o assunto é dieta, vários mitos se espalham

Quem nunca escutou que, para emagrecer, bastava cortar os carboidratos do cardápio? Ou investiu em alimentos light com a promessa de que isso era o suficiente para eliminar os quilinhos a mais? Muitas pessoas costumam acreditar em coisas que escutam por aí e implementam tudo nas dietas, sem verificar se são verídicas ou não passam de fake news.

Leia também: Estudo lista 10 alimentos perigosos e nós te ajudamos a encontrar substituições

10 mentiras sobre as dietas que você precisa saber
shutterstock
Há diversos mitos envolvendo dietas, e muitas pessoas costumam acreditar e implementar essas mentiras à rotina


Essa atitude não só é arriscada para a saúde como também pode prejudicar a queima de calorias. O Delas conversou com a médica nutróloga Ana Luísa Vilela, e ela ajudou a desvendar 10 mentiras comuns que são faladas nas dietas .

Para começar, Ana enfatiza que cada pessoa possui uma necessidade, e que isso deve ser levado em conta na hora de aderir a uma mudança de hábitos, seja alimentar ou não.

Sabendo disso, confira as frases que são ditas com frequência e foram desmentidas pela nutróloga para você não cair mais em  armadilhas ou se iludir com elas.

1. Tomar só água com limão emagrece

água com limão
shutterstock
A água com limão, sozinha, não ajuda a emagrecer. Além disso, a bebida não é indicada para quem tem refluxo ou azia


Água com limão emagrece? A nutróloga esclarece que somente a água com limão não é o suficiente para te fazer reduzir o peso. “Dependendo do horário e do modo que ela for tomada, ela aumenta a acidez gástrica, podendo melhorar um pouco a digestão. Mas, para as pessoas que têm refluxos e azia, já não é uma boa escolha”, afirma.

2. Cortar calorias é a melhor solução para emagrecer

cortar calorias
shutterstock
Para reduzir o peso, o ideal é diminuir as calorias, principalmente as chamadas calorias vazias

A dieta serve para reduzir calorias e, assim, contribui para a perda de peso. “O diferencial de uma dieta para a outra é diminuir calorias pouco saudáveis, calorias vazias. Emagrecer é muito simples, é gastar mais do que a gente guarda e come”, explica Ana.

3. Consumir produtos detox antes de iniciar a dieta é eficaz

detox
shutterstock
Produtos detox são bons, mas tudo depende do objetivo da pessoa. O ideal é ficar de olho nos rótulos

Os produtos detox, diz a nutróloga, são bons e têm ação antioxidante, mas nem todos ajudam a perder peso . Por isso, é importante prestar atenção aos rótulos e tomar cuidado com as calorias presentes neles.

“Às vezes a gente está fazendo a dieta direitinho, mas está comendo algumas coisas que a gente julga saudável e, na verdade, é muito calórica e atrapalha todo o emagrecimento”, declara a médica.

4. Suplementos são aliados das dietas

suplementos
shutterstock
Os suplementos não devem ser implementados em todas as dietas. A necessidade varia de acordo com cada um


Os suplementos são, de fato, aliados da dieta. Entretanto, não são recomendados para todas as pessoas. “Só deve entrar com suplemento quando nós não conseguimos comer a quantidade necessária de determinado alimento”, comenta Ana.

“O suplemento é uma suplementação, então ele tem que ser muito bem escolhido e para determinadas horas. Nem toda pessoa que faz dieta precisa de suplemento”, garante ela.

5. Deve-se comer somente a clara do ovo

ovos
shutterstock
Não é somente a clara dos ovos que faz bem! O ideal é comer o ovo todo, para obter todos os nutrientes

Na verdade, a nutóloga aconselha o consumo do ovo todo, sem excluir a clara ou a gema. “O ovo é um alimento super saudável e rico em proteínas. A maior parte dessas proteínas estão na clara, porém a gema também é muito nutritiva”, afirma.

Leia também: 71 melhores alimentos saudáveis que você encontra nos supermercados

6. Pode substituir as refeições por sucos

sucos
shutterstock
Os sucos não podem substituir as refeições. Segundo a nutróloga, isso interfere na sensação de saciedade


Não, não é recomendado substituir as refeições – qualquer uma delas – por sucos. “Não é uma boa ideia, porque a gente não estimula o cérebro a se sentir saciado”, esclarece Ana Luisa.

Além disso, o ato de mastigar é importante para o pleno funcionamento do corpo. “Precisamos de uma quantidade exata de nutrientes, que, às vezes, um suco simplesmente não vai poder suprir”, complementa ela.

7. Carboidratos engordam e devem ser descartados na dieta

arroz e feijão
shutterstock
Cortar os carboidratos não é indicado para nenhuma dieta. Há alimentos que são muito necessários no dia a dia


Em hipótese alguma é eficaz simplesmente excluir os alimentos da rotina. Segundo Ana, retirar do cardápio algum tipo de nutriente requer um contexto.

“Só porque é carboidrato, não é que ele vai ser excluído da dieta. A gente pode consumir frutas, legumes, verduras, pão, massa, mas com parcimônia, com cuidado”, diz a médica, que também destaca que a quantidade varia de uma pessoa para a outra.

“Por isso que os profissionais de saúde estão aí para poder adaptar a dieta a vida de cada um. Tem pessoas que podem comer mais carboidratos que outras, têm pessoas que podem comer menos carboidratos que outas, então temos que adaptar”, assegura.

8. Toda salada é saudável

mulher comendo salada
shutterstock
Folhas são saudáveis, mas as saladas, nem sempre. Se tiverem muito molho e outros ingredientes, podem ser prejudiciais


A salada pode ser saudável, mas depende de seus componentes e acompanhamentos. “Folhas são saudáveis, os problemas das saladas são os molhos que podem ser calóricos ou acompanhar queijos e embutidos, por isso, nem toda salada emagrece”, alerta Ana Luisa Vilela.

9. Se for light, pode comer mais

produtos light na dieta
shutterstock
O produto light tem 25% menos algum ingrediente, e nem sempre é o açúcar ou o sódio, por exemplo

Aqui é mais um caso que reflete a importância de se atentar ao rótulo dos alimentos e bebidas. “Normalmente, o nome light pressupõe que o alimento tem 25% menos de alguma coisa, não necessariamente esse light é para alguma caloria, pode ser para sal, pode ser para gordura, pode ser para um monte de outras coisas”, explica a nutróloga.

Ao conferir os rótulos, é possível notar onde esse light se aplica e quantas calorias contém o produto, assim dá para concluir se ele é adequado ou não para a sua dieta.

10. Se malhei mais que o normal, então posso comer mais

exercícios na dieta
shutterstock
Os exercícios atuam como um complemento das dietas, portanto, eles devem caminhar lado a lado


Os exercícios exercem um papel fundamental na hora de emagrecer, porque ajudam a manter o foco e tornam o processo contínuo. Contudo, Ana pontua que, se quer perder peso, o objetivo é sempre comer menos.

“Para a ginástica ter bom resultado, temos que sair da nossa zona de conforto. Se há 10 anos fazemos uma hora de ginástica do mesmo jeito, duas vezes por semana, para começarmos a movimentar mais a gente tem que aumentar esse ritmo” finaliza ela.

Leia também: Dieta à base de alimentos ultraprocessados faz com que você coma mais e engorde

Agora que você já conhece os mitos das dietas , não precisa mais acreditar que somente a água com limão emagrece ou que deve cortar todos os carboidratos para perder mais peso, por exemplo. Outra dica importante: sempre procure um especialista para adequar a alimentação ao seu estilo de vida.