Tamanho do texto

Nutróloga explica que certas comidas e bebidas podem interferir tanto positivamente quanto negativamente no seu desempenho sexual

Admita: a alimentação não está entre as suas prioridades na hora de planejar uma noite de amor, não é? Mas deveria. Apesar de não ser uma preocupação muito comum, o que você come ou bebe pode pode afetar diretamente seu desejo sexual - tanto de maneira positiva quanto negativa.

Mulher comendo
shutterstock
Com algumas dicas da nutricionista fica mais fácil controlar a vontade de comer doces

Por isso é preciso atenção na hora de escolher o cardápio antes da transa. Parece bobagem, mas a médica nutróloga Ana Luisa Vilela, especialista em emagrecimento, reforça que a alimentação pode ser fator determinante para seu desempenho.

Para evitar que o sexo seja prejudicado e turbinar sua libido, a especialista separou algumas dicas do que você pode ingerir e o que é melhor evitar antes de um encontro.

Melhor não...

Casal deitado na cama desanimado
shutterstock
casal, cama, sexo


  • Feijão

Essa leguminosa possui substâncias que fermentam no intestino capazes provocar gases. Pessoas que têm indisposição com o consumo deste alimento apresentam esse sintoma em qualquer momento após a sua ingestão, inclusive, durante a relação sexual. Melhor evitar!

  • Bebidas alcoólicas

Tudo bem que o consumo do álcool pode deixar o momento mais agradável e relaxante, mas o exagero pode provocar algumas disfunções na hora do sexo. Em termos práticos, as chances de prejudicar a ereção e o orgasmo são grandes, mas isso irá depender também da sensibilidade do consumo de álcool de cada pessoa.

  • Derivados de leite

Assim como o feijão eles também podem provocar gases e inchaço devido a presença da enzima lactase. Por isso, vale a pena ficar atenta ao menu quando as chances relação esquentar forem reais. Pessoas com certa intolerância a lactose devem fugir de leite e derivados - isso inclui bolos, iogurte, queijos, etc. 

  • Refrigerante

O gás presente no refrigerante pode causar distensão abdominal, mas esse sintoma é variável de um indivíduo para o outro. Se a pessoa possui essa predisposição, deve evitar a bebida para não sofrer com refluxo e azias.

Alguns estudos já mostraram que os homens podem ser ainda mais prejudicados, com problemas de disfunção erétil e a quantidade de seu esperma pode ser reduzida em 30%.

  • Doces

Por serem ricos em açúcar, doces podem elevar os níveis de glicose no sangue e diminuir a libido. Além disso, essas alterações podem desregular o metabolismo e, consequentemente, reduzir a quantidade de hormônios sexuais.

  • Frituras e alimentos gordurosos

Essa vale principalmente para os homens. A relação entre mau desempenho na cama e gordura pode ser entendida comparando as artérias do corpo com os canos de uma tubulação de uma pia de cozinha, por exemplo, que podem ficar entupidos pelo excesso de gordura.

O mesmo acontece com o corpo humano já que a gordura vai se acumulando nas artérias e, com o tempo, acabam obstando o fluxo sanguíneo. Sem receber sangue suficiente, o pênis não obterá uma ereção satisfatória.

Leia também: Saiba quais alimentos proporcionam uma vida sexual mais saudável

Pode investir! 

Casal deitado comendo
shutterstock
Fazer brincadeiras com frutas é uma das maneiras de investir no paladar e ter prazer no sexo saindo da rotina


  • Banana

Contém substâncias necessárias para a produção de hormônios sexuais, como a vitamina B, além de ser fonte de carboidrato, que fornece energia e é rico em potássio, um mineral que participa das contrações musculares.

  • Chocolate Amargo

Ajuda a aumentar os níveis de serotonina, hormônio relacionado à sensação de prazer e bem estar, o que melhora seu humor e, consequentemente, seu desempenho sexual

  • Pimenta

Rica em substâncias que aumentam o ânimo e a disposição dos casais, além de liberar odores que estimulam o apetite sexual, pois altera os batimentos cardíacos, contribuindo para a excitação.

  • Ovos

O teor de proteínas de alta qualidade dos ovos dão muito mais energia. Além disso, contém vitamina B6, que ajuda a equilibrar os hormônios.

  • Abacate

A vitamina E, presente na fruta, aumenta as chances de engravidar e melhora as funções dos órgãos sexuais femininos.

  • Linhaça

É uma semente fonte de fitoestrógenos e ligninas, que também ajudam na libido e a equilibrar os níveis hormonais.

  • Café

A cafeína é um estimulante sexual, por ativar o sistema nervoso e conferir muito mais energia.

  • Morango

É um ótimo afrodisíaco para ser usado nas preliminares e a vitamina C presente nela melhora o fluxo sanguíneo.

  • Amendoim

Melhora a formação hormonal e, consequentemente, a libido por ser rico em Zinco e Vitamina E e ambos os nutrientes são decisivos para a formação de hormônios sexuais.

  • Gengibre

Ele pode aumentar a potência sexual já que seu perfume estimula o sistema circulatório, permitindo que o fluxo de sangue alcance todas as partes do corpo — inclusive as protagonistas de uma noite inesquecível. 

O poder do fruto é pela sua capacidade de tonificar o corpo inteiro, e não apenas estimular os hormônios. O chá de gengibre, feito com mel e limão, é uma opção picante para esquentar a noite

  • Mel

O mel é rico em vitaminas B e boro, necessários para a produção de testosterona para os homens, aumentando também os níveis sanguíneos. Ele também ajuda o corpo a usar e metabolizar o hormônio feminino estrógeno

  • Beterraba

Contém alto teor de nitrito (substância presente no solo, na água e nos vegetais e, portanto, distribuída em alimentos de origem vegetal e animal). Esta substância, quando entra em contato com o organismo humano, é transformada em nitrato (processo chamado de nitração), que se modifica para óxido nítrico. 

Leia também: Veja 15 alimentos afrodisíacos e como eles podem melhorar o sexo

Este processo melhora a absorção de nutrientes para dentro do músculo, ajuda a gerar mais energia, elimina as toxinas do corpo e mantém mais eficiente a utilização do oxigênio. Isso porque o óxido nítrico ajuda a manter os vasos sanguíneos dilatados (o que tem a ver com a capacidade dos exercícios) e também melhora a energia, o desempenho e a potência.

    Leia tudo sobre: