A pipoca é um alimento rápido e fácil de ser preparado, além de ser um ótima companheira na hora de assistir a filmes. Saber se a pipoca emagrece ou se é prejudicial à saúde é uma dúvida comum nas pessoas que adoram consumir o produto – e enxergam nele uma alternativa para perder peso.

Leia também: Lanche da tarde: quais as melhores escolhas para matar a fome?

balde de pipoca
shutterstock
Pipoca emagrece? Essa é uma dúvida frequente entre as pessoas e, para ajudar a responder, conversamos com nutricionistas

Mas, afinal, será que a pipoca emagrece ? Nutricionistas consultados pela reportagem do Delas falam sobre os efeitos do alimento no corpo e explicam que, se preparado da maneira correta, ele ajuda no emagrecimento e ainda melhora o sistema digestivo. É fundamental, porém, evitar as versões de micro-ondas e fugir das pipocas com manteiga.

De acordo com a nutricionista Lidiane Santana, tudo gira em torno do modo de preparo. Isso porque, dependendo da forma com que for feitam, os benefícios presentes no alimento podem ser anulados. “O que ‘estoura’ do milho [da pipoca] é o calor, não sendo necessário adicionar nenhum óleo vegetal, produtos industrializados, aromas ou quantidade exagerada de sal”, diz.

Leia também: Dicas para emagrecer - 12 alimentos que ajudam a perder peso

Para o nutricionista Matheus Motta, do Vigilantes do Peso, a  pipoca ajuda a emagrecer  e coopera com a execução de funções importantes para o corpo. “Ela pode ajudar quem quer perder peso por ser um lanche saudável, rico em fibras e colaborar na sensação de saciedade e no trânsito intestinal”, declara.

Como preparar uma pipoca saudável?

Os profissionais evidenciam a importância de não utilizar produtos industrializados ao fazer a pipoca. “A melhor forma de consumi-la é preparar em casa e controlar os ingredientes utilizados no preparo”, sinaliza Lidiane, que aconselha a não usar nada para estourar o milho ou colocar azeite em pequena quantidade.

“A forma mais saudável é quando ela é feita em ar quente (sem óleo) e não é adicionada de manteiga ou muito sal. Para dar sabor, podem ser usados outros temperos como ervas finas (alecrim, tomilho, orégano) e pimenta-do-reino. Para as doces, canela ou um pouquinho de óleo de coco com essência de baunilha”, aponta Motta.

Esqueça a pipoca de cinema e a de micro-ondas

mulher comendo pipoca no cinema
shutterstock
A pipoca de cinema, principalmente quando está coberta de manteiga, deve ser evitada por pessoas que querem emagrecer

Sabemos que é comum comprar pipoca no cinema para assistir um filme, ou, ainda, optar por consumir as versões para micro-ondas. Elas possuem uma extensa variedade de sabor e ainda levam poucos minutos para serem feitas. Essas práticas, no entanto, não são recomendadas, pois possuem aditivos químicos, sódio e gorduras ruins à saúde. 

“Elas têm gordura vegetal entre seus ingredientes, o que a torna bem menos saudável do que a preparada na panela. Fora que a pipoca de micro-ondas vem com o sachê de tempero que apresenta uma altíssima quantidade de sódio”, ressalta Gabriel Gavazzi, nutricionista clínico e esportivo da Estima Nutrição. 

Sobre a quantidade consumida de pipoca na dieta , Lidiane faz um alerta. “É muito fácil perder o controle do volume da pipoca, principalmente quando estamos distraídos. No cinema, sempre corremos o risco de comer além da conta. Por isso, se distancie das manteigas líquidas. Tente levar a sua própria. Caso não consiga, escolha o menor pacote”, avisa.

Essa recomendação é importante, pois, se consumida com frequência dessa maneira, ela pode fazer a pessoa ganhar peso. No entanto, é possível ter um controle dos hábitos alimentares e consumir o alimento com cautela, de forma que não faça mal e não traga prejuízos à saúde ao longo do tempo. 

“Se você mantém hábitos saudáveis, alimentação equilibrada, se exercita regularmente e está realmente com vontade de assistir um filme comendo pipoca, uma vez no mês, não vejo problema. Compre a pequena, que será o suficiente para você, e não adicione manteiga extra nem sal”, reforça Motta.

A pipoca pode fazer parte da dieta?

benefícios da pipoca
Arte iG
A pipoca tem vários benefícios, como ajudar no emagrecimento, ser uma opção de lanche da tarde e conter fibras

De acordo com Gavazzi, incluir a pipoca, desde que preparada da forma saudável - como já citado anteriormente - na alimentação do dia a dia proporciona alguns benefícios. “A pipoca pode ajudar a melhorar a funcionalidade intestinal e contribuir no combate aos radicais livres”, comenta.

Por ser um alimento com vários nutrientes, é importante adotá-la na dieta. Vale ressaltar que, além de ser uma opção natural, saborosa, fonte de fibras e antioxidantes, ela possui baixo valor calórico. 

“Seu consumo regular auxilia no combate de doenças cardíacas pelos polifenóis presentes (antioxidantes). O milho é um grão rico em fibras. Elas aumentam a sensação de saciedade, ajudam na redução do apetite ao inibir a liberação do hormônio da fome – a grelina –, e estimula também o funcionamento intestinal”, destaca Lidiane.

Motta, por sua vez, destaca que a pipoca ajuda a emagrecer por absorver gordura. “A presença de polifenóis com ação antioxidante auxilia no combate aos radicais livres e oxidação (envelhecimento) das células”, enfatiza.

Leia também: 10 superalimentos que ajudam a controlar o desejo por besteiras e a perder peso

De fato, a pipoca emagrece  por causa de seus nutrientes e da fibra da casca do milho, mas Gavazzi alerta para os riscos que o produto proporciona ao ser preparado de modo inadequado e consumido em grandes quantidades.  “Mesmo podendo ser utilizada em um planejamento alimentar, a pipoca pode ser bastante calórica e atrapalhar o emagrecimento”, afirma.

    Leia tudo sobre: dieta

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários