Tamanho do texto

Noelle ainda temia que não estivesse viva para ver o crescimento dos filhos; confira o que ela fez para conseguir emagrecer tanto em apenas 14 meses

Noelle Dawson era ginasta quando criança, fator que sempre a deixou em ótima forma. Ela contava com treinadores que ditavam tudo o que ela consumia e raramente desviava-se do plano deles. No entanto, aos 16 anos, parou de praticar esporte e foi quando tudo mudou. Era hora de pensar em perder peso.

Noelle consumia muito carboidrato e, após engordar, percebeu que precisava perder peso para ter mais qualidade de vida
Reprodução/Instagram/transforming_noelle
Noelle consumia muito carboidrato e, após engordar, percebeu que precisava perder peso para ter mais qualidade de vida

Aos 18, saiu de casa e, na época, comia compulsivamente . Passou a viver uma rotina que não se alimentava de manhã até sentir fome - às vezes, até a hora do almoço -, mas, depois, devorava tudo o que via pela frente. Amava carboidratos, como pão, batatas e macarrão, além de muito refrigerante. Diante de tudo isso, precisa  perder peso .

Pouco tempo depois, aos 25, Noelle e o marido decidiram engravidar, mas enfrentaram muitos problemas. A solução, então, foi adotar os três primeiros filhos em um período de cinco anos. Quando chegou aos 30 anos, já estava com 158,8 kg. 

Dois anos depois, descobriu que estava grávida. Depois que deu à luz sua filha,  ganhou mais 27,2 kg e chegou aos 186 kg. Ela só percebeu que havia algo de errado com seu peso quando precisou pedir uma balança especial, já que a de sua casa aparecia “erro” assim que subia. 

O processo que levou Noelle a perder peso 


Com os quatro filhos, ela temia morrer antes que pudesse vê-los crescer por conta da obesidade. Para evitar esse cenário, primeiro largou o refrigerante, que costumava ser a única coisa que bebia. Adotou a água como sua aliada e concentrou-se em comer seis refeições cetogênicas, com baixo teor de carboidrato e alto teor de gordura, por dia. 

Antes, sua alimentação era composta basicamente por carboidratos e, por isso, achou que seria melhor cortá-los. Começou a fazer substituições como purê de couve-flor no lugar de purê de batata. “Desenvolvi um gosto por coisas novas. Foi uma mudança de vida”, conta, ao site da revista Women's Health

Depois de 14 meses seguindo a dieta cetogênica - também conhecida como keto -, Noelle perdeu 104 kg. Hoje em dia, ela ainda segue esse regime, mas não de forma tão rigorosa. “Eu vejo o que eu como, mas não necessariamente conto calorias ou carboidratos”, diz. O cardápio é basicamente composto por: 

  • Café da manhã: um pão sírio com baixo teor de carboidratos com dois ovos, uma colher de sopa de cream cheese com baixo teor de gordura, café e iogurte grego;
  • Almoço: uma salada com ovos cozidos;
  • Jantar: frango ou peixe com legumes;
  • Lanches: iogurte grego, amêndoas sem sal ou pistache e queijo.

Além da alimentação, a atividade física também faz parte de sua rotina. Ela faz aulas de aeróbica, HIIT e musculação. Além disso, certifica-se de ir à academia ou estar ativa de alguma forma de quatro a cinco vezes por semana. Recentemente, conseguiu erguer 104 kg - a quantidade exata de quilos perdidos. “Não podia acreditar que eu andava com muito peso extra por anos”, analisa.

Depois de todo o processo, Noelle conta que ainda não chegou ao peso que considera ideal, mas se sente mais saudável e confiante. Atualmente, ela está na casa dos 80 kg. “Minha saúde mental corresponde à minha saúde física e me sinto mais forte do que nunca”, afirma.

Afinal, o que é a dieta cetogênica?

Para perder peso após chegar a 186 kg, Noelle seguiu a dieta cetogênica e, entre os alimentos permitivos, está o ovo
shutterstock
Para perder peso após chegar a 186 kg, Noelle seguiu a dieta cetogênica e, entre os alimentos permitivos, está o ovo

A dieta cetogênica foi eleita pelo relatório anual  US News and World Report  como uma das  três melhores para emagrecer rápido . Ela aparece em terceiro lugar e prioriza o emagrecimento através da queima de gordura. O objetivo é perder peso rapidamente e se sentir mais cheio com menos desejos, enquanto o humor, foco mental e energia são privilegiados. 

Os defensores dizem que cortar os carboidratos e, no lugar, consumir gorduras faz com que a pessoa entre em um estado chamado de cetose. É quando o corpo decompõe a dieta e armazena gordura corporal em substâncias chamadas cetonas. O sistema de queima de gordura vai depender dela e não de açúcar. 

Embora similar a outras dietas low carb, as restrições da Keto, cerca de 20 gramas de carboidratos líquidos por dia ou menos - dependendo da versão e a mudança deliberada em cetose - são o diferencial desta dieta cada vez mais popular no mundo e que trouxe os resultados desejados por Noelle. 

Nela, alimentos ricos em gordura são essenciais, a proteína é moderada e os carboidratos são os vilões. Carne, bacon, ovos, peixe e aves com pele estão entre os alimentos permitidos, assim como espinafre, couve, alface, brócolis e pepino. Por outro lado, batatas e cenouras, pães e massas devem ser evitadas, assim como bebidas alcoólicas e açúcar. 

Apesar de ajudar a eliminar alguns quilos de forma rápida, a opção pode apresentar certos riscos à saúde em pessoas com problemas renais ou hepáticos,  gestantes ou mulheres em fase de amamentação, por exemplo. Alguns especialistas alertam que a dieta pode levar à perda muscular. 

Diante desse alerta, vale lembrar que, antes de decidir seguir essa ou alguma outra dieta para poder perder peso , a recomendação é procurar um médico. Ele poderá avaliar e ver qual a melhor alternativa para você. De qualquer forma, a prática de  exercícios físicos ajuda a trazer resultados ainda mais satisfatórios. Escolha a sua atividade preferida e tenha determinação.  Inspire-se em outros relatos e veja que é possível alcançar o peso desejado.