Tamanho do texto

Vale prestar atenção em detalhes como posição do quadril e das pernas e também na carga que está usando nos exercício para evitar problemas

Agachamento é um clássico nas academias, está presente em muito treino e é rei quando o assunto é tornear glúteos e conquistar o "bumbum na nuca" . Entretanto, se for mal executado pode comprometer diversas partes do corpo e resultar em lesões. 

Agachamento é um clássico, mas pode virar um vilão quando são cometidos alguns erros na execução
shutterstock
Agachamento é um clássico, mas pode virar um vilão quando são cometidos alguns erros na execução


Em seu perfil oficial no Instagram, Rafa Lund (@rafalund), personal trainer de famosas como a atriz Flávia Alessandra , dá várias dicas de exercícios e, recentemente, falou sobre o agachamento , listando os erros mais comuns na hora de fazer esse movimento e mostrando como é possível corrigi-los. Veja os detalhes: 

Erros no agachamento e como evitá-los

Segundo personal trainer, é preciso atenção à postura e à carga durante o exercício de agachamento
shutterstock
Segundo personal trainer, é preciso atenção à postura e à carga durante o exercício de agachamento


Os problemas com o exercício envolvem postura e carga. 

  • Erro #1: quadril "encaixado"

Segundo o personal, algumas pessoas tendem a "colocar o quadril para dentro" quando estão no final do movimento, realmente agachados. Em termos técnicos é a retroversão pélvica. Ele diz ainda que tal erro é mais comum nos casos de exercício com grande amplitude.

Isso é um problema, como explica Lund, porque quando há essa retroversão, há também uma sobrecarga excessiva na região lombar, já que a coluna fica arredondada. 

A dica aqui é manter a estabilidade do quadril ao longo do movimento. "Então, faça o agachamento até a amplitude em que consegue manter a qualidade do movimento, sem encaixar o quadril", orienta o personal. 

  • Erro #2: joelhos desalinhados

Durante esse clássico exercício para os glúteos , como destaca Lund, os joelhos devem ficar sempre alinhados com os pés. O problema é que tem gente que tende a jogar o joelho para dentro ou para fora na hora de agachar. 

"Isso faz com que tenhamos uma sobrecarga exagerada em ligamentos, como os colaterais e cruzados", alerta o profissional no post. Está formado um quadro bem propício para lesões, ainda mais de o exercício for executado com carga. 

Ainda há outro problema aqui, agora em relação à patela, aquele ossinho que parece uma bolinha bem no meio do joelho. De acordo com Lund, quando a pessoa levanta e estende os joelhos fora do eixo, a patela se comporta como se estivesse "fora dos trilhos".  Quem j;a sofre com problemas na região, como a condromalácia, deve tomar cuidado redrobrado. 

Portanto, preste sempre atenção à postura. E em caso de qualquer dúvida, procure um profissional de educação física ou chame o professor da academia para conferir a execução do movimento. 

Leia também: 4 erros no treino de pernas que podem até colocar a saúde em risco

  • Erro #3: muita carga antes da hora

Também tem gente que não tem paciência e quer logo colocar mais carga no exercício. Porém, a sugestão de Rafa Lund e ter calma. "Treine a técnica incansavelmente até estar apto a realizar o exercício com carga e vá aumentando o peso progressivamente", escreve o personal trainer. 

Vale mais um exercício bem executado do que um feito com muita carga de maneira errada. Os resultados vão aparecer muito mais quando a postura é a correta e os músculos são bem acionados. A carga é uma consequência. "Quando bem executado, o agachamento é completamente seguro", finaliza Lund. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.