Tamanho do texto

Australiana chegou a pensar 126 kg e, agora, ensina outras pessoas que estão passando pela mesma situação; confira o que ela fez para emagrecer

Quando criança, a australiana Keely Dellit era bastante ativa. Afinal,  seguia um estilo de vida saudável e praticava esportes. Na época, sabia que não precisava se preocupar em como emagrecer. No entanto, quando a adolescência chegou, ela perdeu todo o interesse por isso. Aos 14 anos, começou a trabalhar em um restaurante de fast food – e passou a consumir todos os hambúrgueres e batatas fritas que podia.

Keely  conta como emagrecer; acima,  aparece em abril de 2017 à esquerda e em janeiro de 2019 à direita; veja detalhes
Reprodução/Instagram/losingkeelos
Keely conta como emagrecer; acima, aparece em abril de 2017 à esquerda e em janeiro de 2019 à direita; veja detalhes

Conforme os anos foram passando, ela passou a ganhar peso. E assim foi até o colegial, quando decidiu que era hora de pensar em como emagrecer até sua formatura. Para isso, praticou exercícios físicos e contou calorias. O resultado estava visível na balança: quase 20 kg a menos. O relato é contado pelo site da revista Women's Health

Depois que essa época passou, ela recuperou todo o peso que havia eliminado e até ganhou alguns a mais. Nos três anos seguintes, Keely teve três filhos. “Honestamente, eu parei de me pesar perto do final da minha última gravidez porque eu simplesmente não queria mais saber”, revela.

Entretanto, a mudança começou alguns dias após seu parto mais recente. Ela tinha dado à luz seu caçula. “Quando eu finalmente pisei na balança, pesava 126 kg, meu maior peso de todos os tempos. Sabia que precisava mudar. Não apenas pelo número, mas porque me sentia insalubre e exausta. Queria ficar saudável para cuidar dos meus filhos”, expõe. 

Australiana explica os detalhes de como emagrecer e dá dicas

A australiana conseguiu emagrecer e mostra a evolução ao longo dos meses. Na imagem, vemos os períodos de Março de 2017, Dezembro de 2017 e Outubro de 2018
Reprodução/Instagram/losingkeelos
A australiana conseguiu emagrecer e mostra a evolução ao longo dos meses. Na imagem, vemos os períodos de Março de 2017, Dezembro de 2017 e Outubro de 2018

Apesar de querer mudar desesperadamente, ela revela que não teria tempo para se comprometer totalmente com um novo estilo de vida. Diante disso, precisou encontrar uma maneira fácil e gentil de emagrecer, mas sem trazer prejuízos à saúde. “Eu prometi fazer uma pequena mudança por semana, o que me permitiu ter hábitos mais saudáveis”, diz. 

“No começo, eu não cortei o fast food e os doces que eu amava. Eu simplesmente escolhi porções menores (como uma batata frita pequena em vez de um tamanho médio). Então, gradualmente, fiz substituições um pouco mais saudáveis ​​(frango grelhado em vez de crocante, por exemplo)”, detalha. 

Depois que conseguiu se acostumar, a australiana decidiu trocar refrigerante por suco e, depois, por água com gás. Ela também fazia arroz integral no lugar do branco. Substituiu os laticínios por leites à base de vegetais. Também preparara as refeições em casa em vez de sair para comer fora. “Essas pequenas mudanças, feitas de forma gradual, me permitiram transformar meu estilo de vida lentamente”, garante. 

Atualmente, Keely bebe muita água por dia e segue uma dieta balanceada. O cardápio é o seguinte: 

  • Café da manhã: dois ovos mexidos e uma tigela pequena de farinha de aveia com frutas silvestres;
  • Almoço: uma salada grande (alface, abacate, pepino, cenoura, pimentão) com frango grelhado ou atum;
  • Jantar: peixe cozido no vapor com uma grande pilha de legumes cozidos;
  • Snack: barras de proteína, palitos de cenoura ou pasta de amendoim natural.

Junto com isso, ela também começou a praticar exercícios físicos, mesmo que tenha demorado para conseguir se acostumar. Nos seis primeiros meses, não seguiu um plano específico e fez de tudo um pouco: andar pelo parque com ou filhos ou praticar algumas sugestões de atividades encontradas na internet.

Quando ficou mais forte e confiante, optou por fazer aulas de Bootcamp, treino inspirado no treinamento militar. A promessa é derreter calorias. “Adorei tanto que me tornei uma personal trainer certificada para poder ensinar”, revela.

Em 14 meses, ela perdeu quase 57 kg. E, agora, o foco é construir massa muscular e trabalhar com a força. “Você nunca percebe quantas comemorações giram em torno da comida até que você esteja tentando se alimentar de forma saudável. Às vezes, eu sentia como se estivesse perdendo, dizendo não para coisas como cupcakes ou pizza – e ainda luto com esses sentimentos. Todos os dias eu tenho que decidir e estar consciente das minhas escolhas alimentares”, desabafa.

A mãe ainda ressalta que, ao perder peso , também encontrou duas paixões: saúde e boa forma. “Tornar-se uma personal me ajudou a compartilhar tudo o que aprendi com outras pessoas que estão passando por lutas semelhantes. Percebi que o truque para o controle de peso e a saúde a longo prazo é começar devagar e concentrar-se em todos os pequenos sucessos ao longo do caminho. Agora, quero passar essa informação adiante”, comemora.

A história da Keely Dellit serve para inspirar outras pessoas que estão passando pelo mesma situação e querem saber como emagrecer e levar uma vida mais saudável . Para que esse processo seja feito com cautela e sem colocar a saúde em risco, é necessário procurar profissionais certificados, como uma nutricionista, que poderá elaborar um cardápio de acordo com o perfil e as necessidades de cada um.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.