Tamanho do texto

Para manter a boa forma, a atriz conta que adota a dieta paleolítica, baseada na redução de carboidratos e no consumo de alimentos vindo de animais

Manter uma alimentação saudável nem sempre é tarefa fácil. Com tantas opções de dietas que prometem ser a solução para melhorar a qualidade de vida e emagrecer, fica difícil escolher qual adotar. Uma alternativa é a dieta paleolítica, ou apenas dieta paleo, como também é conhecida. Queridinha entre muitos, ela é famosa por ser completa, de alto valor nutritivo e promover benefícios à saúde, ajudando a perder peso e ainda colaborando com o bem-estar.

Leia também: Dieta das famosas: 5 ideias que bombaram em 2018 - mas não são aconselháveis

Um dos segredos de Giovanna Antonelli para manter a barriga chapada é a dieta paleo, revela a atriz
Reprodução/Instagram/@giovannaantonelli
Um dos segredos de Giovanna Antonelli para manter a barriga chapada é a dieta paleo, revela a atriz

Uma das adeptas da dieta paleo é a atriz Giovanna Antonelli. Com o fim da novela “Segundo Sol”, da Rede Globo, na qual atuou como protagonista, ela contou que deve voltar a cuidar do corpo agora que terá mais tempo livre.

Em entrevista ao site oficial da emissora, a Giovanna Antonelli , que sempre exibe boa forma, revelou o que costuma fazer para se manter assim: “Minha alimentação é paleo: proteína, aipim, batata doce, inhame e bastante água.”

Entenda como funciona a dieta paleo

Como o nome já diz, esse tipo de dieta é baseada na redução do consumo de carboidratos e se baseia na alimentação vinda de bichos e plantas, assim como nossos ancestrais faziam na Era Paleolítica. Grãos, farinha de trigo, açúcar e alimentos industrializados devem ser evitados.

As oleaginosas, como nozes e castanhas, são bem-vindas. “Leites e derivados também são excluídos da dieta, assim como as leguminosas, como o feijão, a ervilha e a lentilha”, explicou nutricionista da Nutrenza Assessoria Nutricional Karla Vilaça, em entrevista prévia ao iG.

A nutricionista ainda alerta para o consumo de cálcio. “Ele pode sim ser adquirido através de fontes vegetais, porém nem sempre é muito fácil atingir a recomendação diária, uma vez que os leites e derivados não fazem parte da dieta. Tudo feito com moderação pode trazer bons resultados”, aconselha.

Leia também: Dieta paleolítica pode reduzir problemas cardiovasculares, diz pesquisa

Um dos principais alimentos da prática, as carnes, com sua gordura natural, devem ser ingeridas em grandes quantidades, pois são fontes de proteína e nutrientes de extrema importância na alimentação, fazendo parte da composição muscular e recuperação dos tecidos, além de ajudar na produção de hormônios, enzimas, anticorpos e outros agentes metabólicos.

“Nas carnes, os aminoácidos essenciais, aqueles que não produzimos naturalmente em nosso organismo, são encontrados em níveis elevados. A dieta é pobre em carboidratos, com médio consumo de proteínas e uma maior quantidade de boas gorduras”, explica Fernanda Silva, médica especializada em medicina integrativa.

Os carboidratos devem ser consumidos das fontes naturais, como verduras, legumes e algumas frutas. Para se manter na dieta, basta pensar que, naquela época, os homens ainda não plantavam grãos e também não existiam as massas, pães, bolos e açúcar. Por isso, esses alimentos devem ser evitados ao máximo.

“Os carboidratos naturais possuem uma boa quantidade de fibras, com um índice glicêmico menor do que os refinados, além de não causarem inflamações”, conta Fernanda.

A Dieta Paleo também prega o jejum intermitente, uma vez que os homens do período paleolítico tinham dificuldade em encontrar comida.

O que pode na dieta paleo:

Todos os tipos de carnes estão liberados para quem quiser adotar a dieta paleo
shutterstock
Todos os tipos de carnes estão liberados para quem quiser adotar a dieta paleo


  • Todos os tipos de carnes
  • Nozes, castanhas, pistache e oleaginosas em geral
  • Gorduras, como o azeite de oliva
  • Frutas
  • Verduras
  • Legumes
  • Água

O que não pode:

Leites e derivados devem ser evitados na dieta paleo
Shuttersock
Leites e derivados devem ser evitados na dieta paleo


  • Leites e derivados
  • Leguminosas, como feijão, ervilha e a lentilha
  • Óleos como o de soja, de canola e de girassol
  • Açúcares de qualquer tipo
  • Alimentos industrializados
  • Grãos ou alimentos com trigo, centeio, arroz ou derivados

É importante ressaltar que antes de iniciar qualquer dieta, o ideal é procurar orientação de um nutricionista para saber se você está adepto a adotar esse tipo de regime.

Leia também: Dieta low carb é alternativa para manter o peso depois de emagrecer

“A dieta paleo é saudável, não é focada na quantidade de calorias e sim na qualidade dos alimentos, além de melhorar a tolerância à glicose. Uma dieta rica em comidas processadas, gorduras trans e açúcar, é a raiz de doenças como a obesidade, câncer, diabetes, doenças do coração, doenças degenerativas, depressão e infertilidade”, completa Fernanda.

    Leia tudo sobre: dieta