Tamanho do texto

É fácil encontrar motivos para não treinar ou praticar uma atividade física, mas são muito maiores os motivos para uma pessoa deixar o sedentarismo

Ter pouco tempo disponível, estar cansada por conta da rotina no trabalho e/ou nos estudos, não ter muito dinheiro, achar que não vai se adaptar a uma academia ou treinos de musculação , achar que é chato, que vai se cansar demais, que você não tem o “perfil” para ser “fitness”… São muitos os motivos que as pessoas encontram para não fazer exercícios.

Por outro lado, são inúmeros os benefícios que a atividade física proporciona ao praticante, iniciando pela liberação de endorfina  no corpo, um “hormônio da felicidade”. Confira, então, dez motivos listados pelo profissional de educação física Guilherme Leme, da rede de academias Bio Ritmo, para fazer exercícios e deixar o sedentarismo de vez.

Para que fazer exercícios e deixar de ser sedentearia?

Entre os benefícios de fazer exercícios físicos regularmente está o fato da atividade física dar mais energia para a pessoa ao longo do dia. Apesar de muita gente acreditar que vai ficar cansado sendo ativo, é justamente o oposto que ocorre
shutterstock
Entre os benefícios de fazer exercícios físicos regularmente está o fato da atividade física dar mais energia para a pessoa ao longo do dia. Apesar de muita gente acreditar que vai ficar cansado sendo ativo, é justamente o oposto que ocorre




1. Os exercícios diminuem a incidência de doenças cardíacas  

De acordo com o especialista, a prática de exercícios cardiovasculares melhora a resistência do coração, o que faz com que ele fique mais preparado para os esforços naturais do dia a dia. O coração estando mais condicionado também faz com que a pressão arterior seja menor, diminuindo o risco de doenças cardíacas.

2. Fazer exercícios reduz o colesterol

Realizar uma atividade física regularmente contribui para a redução dos níveis de colesterol que podem causar doenças no coração. Enquanto aumenta os níveis de HDL, que é considerado o colesterol "bom", reduz os níveis do LDL, o "mau" colesterol.

3. A atividade física melhora a qualidade do sono

Guilherme Leme revela que pessoas que se exercitam regularmente tendem a ter um sono melhor e a ter menos distúrbios de sono do que pessoas sedentearias. Os exercícios, desta forma, se tornam um remédio muito melhor para dormir do que os medicamentos de farmácia.

4. Se exercitar promove sensação de felicidade

Como explicamos acima, o estímulo gerado no corpo pelo exercício faz com que substâncias químicas sejam liberadas no organismo. Mas calma, nada que seja ruim para a pessoa. Muito pelo contrário, são substância que geram a sensação de prazer e realização. Leme garante que treinar vai deixar seus dias mais felizes, além de ser um poderoso remédio para prevenir a depressão.

5. Praticar exercícios pode aumentar sua expectativa de vida

E se gera tantos benefícios, é claro que a pessoa vai ganhar também alguns anos de vida. De acordo com o profissional de educação física, já existem fortes evidências que apontam aumento da londevidade no caso de pessoas que têm o hábito de se exercitar, em comparação com aquelas que são sedentárias, isso porque promove qualidade de vida e saúde. 

6. Se exercitar gera melhora da postura

Por conta do fortalecimento muscular gerado pelos estímulos pelo corpo, as pessoas que têm o costume de fazer exercícios podem ter uma postura corporal mais alinhada, evitando dores nas costas e nas articulações. Da mesma forma, pode ser o "remédio" que pessoas com problemas na coluna precisam para complementar o tratamento.

7. Deixar o sedentarismo ajuda a prevenir o diabetes

O profissional de educação física explica que, como o diabetes é um problema que gera resistência do organismo em metabolizar os açúcares no sangue, praticar atividades físicas é uma ótima forma de prevenir a doença. Leme explica que todo e qualquer exercício físico faz com que as células consumam os açúcares para usar como fonte de energia e gerar contração muscular.

8. Exercícios promovem emagrecimento

Se o que você busca ou precisa é perder peso, a opção mais saudável é passando a fazer uma dieta balanceada  e se exercitando. Segundo o especialista, essa é uma opção saudável e eficiente tanto para quem quer reduzir a gordura corporal quando quer ganhar massa muscular. 

9. A atividade física melhora a capacidade muscular

Leme explica que para qualquer tipo de movimento que fazemos no dia a dia, utilizamos nosso sistema muscular. Os exercícios com peso, como a musculação, tornam a pessoa mais forte e mais resistente para as atividades diárias, deixando o corpo menos suscetível a dores e lesões.

10. Fazer exercícios gera melhora da disposição

Ao contrário do que muita gente pode pensar, praticar uma atividade física não vai deixar a pessoa mais cansada. Pelo contrário. A prática de exercícios faz com que o organismo aumente sua taxa metabólica após os treinos, deixando o praticante com mais energia e disposição para as outras atividades do dia, reduzindo ainda a sensação de fadiga e cansaço.

Ok, vou fazer exercícios, mas qual?

Fazer exercícios em casa também é uma opção para quem quer deixar o sendentarismo mas fica com vergonha por achar que não vai conseguir. Depois que a pessoa perceber que consegue, sim, se exercitar, pode tentar outras atividades físicas
Shutterstock
Fazer exercícios em casa também é uma opção para quem quer deixar o sendentarismo mas fica com vergonha por achar que não vai conseguir. Depois que a pessoa perceber que consegue, sim, se exercitar, pode tentar outras atividades físicas

A principal dica dos especialistas na hora de encontrar a melhor atividade física é bem simples: dar tempo ao corpo para ele se acostumar com os novos estímulos gerados pelos novos hábitos no dia a dia.

Apesar de ser complicado de colocar em prática, a ideia é bem simples de entender. O corpo não vai estar acostumado a se movimentar, vai ser algo diferente para o organismo, então ele vai dar “sinais” para a pessoa de que não está gostando daquilo, de que algo está "errado".

Por outro lado, o corpo também tem capacidade de se adaptar a uma nova rotina – ainda mais após perceber os benefícios que ela pode proporcionar, que são muitas. Mas é preciso manter-se firme nos treinos e focar nos novos hábitos, sem desistir.

Leia também: Exercícios em casa: o que fazer, como e quais os cuidados para não se lesionar

Outra dica para a hora de começar a fazer exercícios é conhecer melhor cada atividade física, seus objetivos, se é em grupo ou não e se o praticante depende da motivação de outros para se sair bem. Nessa hora, vale até fazer uma aula teste que as academias oferecem para entender melhor como funciona a dinâmica da atividade escolhida.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.