Tamanho do texto

Professor de rede de academias ensina movimentos que podem ser feitos em qualquer lugar. Veja também dicas de alimentação que vão te ajudar a secar

Vamos combinar que queimar gordura é o objetivo de muita gente que é adepta dos exercícios físicos e busca melhorar o shape. Essa meta serve tanto para aqueles que querem se livrar de um quilinhos a mais e conquistar um silhueta mais enxuta quanto para quem busca definição muscular, afinal, se tiver muita gordura pelo corpo, ela vai ocultar os músculos. 

Leia também: 5 passos simples para reduzir gordura corporal

Treino para queimar gordura proposto segue o conceito do HIIT e pode ser feito em qualquer lugar
shutterstock
Treino para queimar gordura proposto segue o conceito do HIIT e pode ser feito em qualquer lugar


Para ajudar nessa tarefa, o professor da rede de academias Smart Fit Vinicius Dias indica um treino com o que considera os melhores exercícios para queimar gordura em um mês. A ideia é seguir velha e conhecida técnica do HIIT , o treino intervalado de alta intensidade. Diversos estudos e profissionais apontam que esse tipo de atividade tem um alto gasto calórico e também ajuda a "secar" porque acelera o metabolismo e faz com o corpo continue queimando gordura mesmo depois do exercício. 

Outra vantagem é que o treino de HIIT é geralmente curto, ou seja, ideal para quem não tem muito tempo para ficar na academia. E ele pode ser feito também fora da academia, já que é possível seguir essa linha de atividade sem usar nenhum aparelho, apenas contando com o peso do corpo e disposição (para saber mais sobre o HIIT e ver outros treinos, acompanhe também a coluna do preparador físico Vinícius Possebon aqui no Delas ).

E essa combinação de exercícios sugerida por Dias para secar aquela gordura extra ainda tem mais uma particularidade. Ela é baseada em movimentos multiarticulares, ou seja, não são trabalhados músculos isolados, mas um conjunto - ou até o corpo todo - por vez. "Esses exercícios exigem mais do organismo e intensificam a queima calórica ", fala o professor da Smart Fit. 

Chega de enrolação, vamos ao treino: 

Treino completo para secar a gordura extra

A proposta de Dias inclui sete exercícios. Veja os detalhes de cada movimento: 

1. Burpee

Esse é um clássico - ou o terror, dependendo do ponto de vista - no HIIT e também no trabalho funcional e mexe com todo o corpo. Para começar, fique em pé e deixe os pés afastados, seguindo a linha de seus ombros. Desça, fazendo um agachamento, e apoie as mãos à frente do corpo. Em seguida, com o peso do corpo nos braços, jogue os pés para trás, ficando na posição de prancha ou flexão de braço. Desça o peito em direção ao solo e retorne para a prancha. Puxe de volta os pés para frente, ficando agachado mais uma vez. Sem parar, fique em pé e complete o movimento com um salto, jogando os braços para o alto. Ao voltar para o solo, repita todo o movimento. 

Passo a passo do burpee
shutterstock
Passo a passo do burpee


O desafio do burpee é fazer toda a sequência sem parar. O movimento deve ser fluido e contínuo. Para isso, prepare o fôlego - porque esse exercício é cansativo - e concentre-se. 

2.  Polichinelo

É aquele mesmo que das brincadeiras de criança. Basta dar saltos e afastar, ao mesmo tempo, braços e pernas. 

3. Agachamento com desenvolvimento de ombros

Mais um da lista dos exercícios multiarticulares. Aqui a ideia é trabalhar glúteos e membror inferioes no agachamento e completar com tranalho de ombros. Para começar, fique com os pés afastados, seguindo a linha dos ombros. Já os braços devem estar abertos e flexionados a 90º na altura dos ombros. 

No agachamento, cuidado para que o joelho não ultrapasse a linha da ponta dos pés. O exercício sugerido por Dias ainda inclui movimento de braços para trabalhar ombros
shutterstock
No agachamento, cuidado para que o joelho não ultrapasse a linha da ponta dos pés. O exercício sugerido por Dias ainda inclui movimento de braços para trabalhar ombros

Faça o agachamento, tomando cuidado para que o joelho não ultrapasse a linha da ponta dos pés . Na sequência, eleve os braços acima da cabeça, esticando-os. Retorne à posição inicial. 

4. Corrida no lugar

Esse exercício também é bem simples. A proposta é simular uma corrida no lugar, elevando os joelhos máximo que conseguir. 

5. Afundo

No afundo, dê um passo largo para frente e agache, sem encostar o joelho de trás no chão
Reprodução/Pinterest
No afundo, dê um passo largo para frente e agache, sem encostar o joelho de trás no chão

Mais um nome conhecido de quem frequenta academia. Ele é uma espécie de agachamento, mas feito com um pé na frente do outro. Para fazer esse exercício, fique em pé e dê um passo amplo para frente com uma das pernas. Apoie completamente o pé da frente e desça o joelho da perna de trás até bem próximo do solo, mas sem encostar no chão. Volte o "passo" e repita o movimento, agora com a outra perna à frente. Siga intercalando as duas pernas. 

6. Jairzinho

Nesse exercício, comece na posição de flexão, com mãos e ponta de pés apoiados no solo e coluna bem reta, com o abdômen contraído. Alternadamente, traga um joelho próximo do peito e troque de perna. Também lembre-se de fazer o movimento de forma fluida ao alternar as pernas. 

7. Abdominal completo

A posição inicial é a de abdominal reto clássico, deitado no solo, com a barriga para cima, pernas flexionadas e mãos na cabeça. Eleve o tronco, retirando-o totalmente do solo. 

A sugestão de Vinícius Dias é fazer três séries desses exercícios, sendo que cada movimento deve ser feito, sem parar, por 45 segundos. Dê 15 segundos de descanso entre um exercício e outro. Ao final de cada série, descanse por 1 minuto e 30 segundos e parta para a próxima sequência. 

Iniciante x avançado

Esse treino para queimar gordura pode ser feito tanto por alunos iniciantes quanto por aqueles mais avançados, a diferença, segundo o professor, será na frequência. Para quem está começando, a indicação é seguir o treino três vezes por semana e completar os outros dias com exercícios aeróbicos menos intensos na esteira ou no elíptico. "É possível também descansar nesses dois dias para recuperar a musculatura", fala Dias. 

Quem já treina há mais tempo, segundo o professor, pode fazer as séries cinco vezes por semana. Ainda assim, ele lembra que é necessário dar ao menos um dia de descanso para o corpo ao longo da semana, pois também é importante repousar para ajudar no desenvolvimento de músculos. 

Treino + alimentação

Cuidar da alimentação também é importante para queimar gordura
shutterstock
Cuidar da alimentação também é importante para queimar gordura

Os exercícios ajudam, mas para queimar gordura e definir o shape também é preciso cuidar da dieta. Sem uma alimentação balanceada, por exemplo, há um grande risco de queimar músculos nas atividades física. 

Para evitar isso, o melhor é seguir a combinação que muitos nutricionistas não se cansam de repetir. É preciso incluir carboidratos e boas gorduras na alimentação, para que o corpo tenha energia, e proteínas magras, que ajudam na formação de músculos. Veja dicas de como consumir cada um desses itens: 

Conheça os 9 melhores carboidratos para perder peso e secar a barriga

5 motivos para não ter mais medo da gordura - até se você quer emagrecer

6 itens para incluir no cardápio para emagrecer além do frango grelhado

Vale ainda lembrar que é errada a ideia de acabar com a gordura apenas de uma região do corpo. É preciso treinar e se alimentar da maneira correta para que corpo elimine gordura como um todo e, assim, você dê adeus aquele pneuzinho ou gordurinha das costas. E mesmo com as sugestões de exercícios para queimar gordura como esses, que podem ser feitos em qualquer lugar, é indicado procurar a ajuda de um profissional de educação física antes de começar para evitar lesões e outros problemas. 

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.