Os problemas com dinheiro são um dos grandes fatores para abalar a vida a dois
Redação João Bidu
Os problemas com dinheiro são um dos grandes fatores para abalar a vida a dois


Nem tudo são flores na vida a dois.  Segundo uma pesquisa feita pelo SPC Brasil e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL),  46% dos casais brasileiros brigam por conta de questões financeiras. O estudo revela que 58% dos brasileiros não se consideram financeiramente organizados, impactando diretamente os seus relacionamentos. Afinal, a vida a dois requer a divisão das despesas e das finanças do casal. 

Para Tiago Cespe, educador financeiro, a falta de organização do dinheiro dentro de um casamento pode abalar a confiança entre o casal. Para evitar que isso ocorra, é importante que ambos sejam honestos a respeito de seus rendimentos e gastos e que planejamento prévio das finanças. "Ambos precisam conversar para que seja possível se programar para comprar uma casa ou realizar algum projeto", diz o especialista.








Veja a seguir algumas dicas do especialista para os casais que querem evitar problemas financeiros e crises no relacionamento por conta de dívidas.

Evite gastos desnecessários 

Sempre que possível evite pedir comida via delivery, usar carros de aplicativos e gastos com produtos que não são de extrema necessidade. Muitas pessoas costumam pensar que um pequeno gasto diário não gera tanto impacto no orçamento mensal por ser um valor baixo. Porém, quando somadas, o valor total pode surpreender dessas pequenas despesas pode surpreender e causar um rombo no orçamento.

Leia Também

Leia Também

Conversem sobre finanças

Alguns casais evitam falar sobre finanças com receio de discussões ou brigas. Mas é importante ter esse diálogo para não acumular dividas ou ter problemas financeiros. As conversas precisam ser sinceras, ou seja, nada de mentir ou omitir informações sobre compras recentes, parcelamentos e assuntos relacionados.

Criem metas para planos futuros

Se o casal quer fazer uma viagem internacional, comprar um carro novo ou está procurando uma casa maior, é importante se programar e guardar dinheiro para realizar um desses projetos. 

Conta conjunta

Uma questão que costuma causar bastante polêmica na vida do casal é ter ou não ter uma conta conjunta. A vantagem desse tipo de conta para o casal é que fica mais fácil controlar as despesas que são repartidas, como as da casa, por exemplo. Porém, se o casal não tiver um diálogo sincero sobre o assunto, discussões serão inevitáveis, já que a conta conjunta significa ter menos independência no controle do dinheiro.

Reserve uma quantia para os filhos

É preciso planejamento para a educação dos filhos, da pré-escola ao ensino superior. Além disso, é preciso considerar outros gastos, como saúde, cursos de idiomas, entre outros. Por isso é importante juntar todo mês uma pequena quantia para conseguir realizar esses planos sem precisar pedir um empréstimo ou algo nesse sentido.

Cuidado com o cartão de crédito

O cartão de crédito pode ser um recurso prático, sobretudo para compras parceladas ou despesas imprevistas. Mas vale lembrar que ele possui juros altos. Para evitar que o casal acabe acumulando dívidas por conta do uso desenfreado do cartão, uma dica é colocar um valor específico como limite ou então efetuar compras com ele apenas para determinados tipos de produtos e serviços.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários