Ovo bentô
Reprodução/ Arquivo pessoal
Ovo bentô

Com 300 pedidos de ovos de páscoa de colher só no mês de Março, a confeitaria Jessica Valeria, de 26 anos, encontrou a fórmula do sucesso. Inspirada nos populares bentô cakes, os mini ovos de páscoa feitos por ela seguem o padrão do bolos, com desenhos simples e frases personalizadas divertidas. 

Bentô cakes são mini bolos decorados, geralmente com o fundo branco e por cima um desenho e uma frase divertida. Uma imagem muito comum nos bentô cakes são os florks, esses personagens meio rabiscados que fazem sucesso nos memes e nas figurinhas do WhatsApp. 

"O que mais está sendo vendido é o que tem a frase: 'Toma um ovo gostoso igual a você'. Acho que é uma frase que se encaixa para todos. Ele é recheado dentro e acho que tudo agrega para a venda dele”, diz a confeiteira em entrevista ao portal G1.  

A empresária conta que também ampliou a sua ideia dos ovos de páscoa com memes para barras de chocolate, que também trazem em seu design das embalagens os desenhos com frases divertidas. 

"Tentamos agregar essas modinhas para os produtos que a gente já tem. Eu percebi que depois que lançou essa sensação do florks que pessoal pegou tanto essa moda que, agora, eles querem em tudo. Os clientes estão mais sarcásticos por conta dessa modinha (risos)”, explica Jéssica. 

Ela ainda relata que parte do sucesso é devido ao seu diferencial, além de trazer a tendências da internet, todos os seus produtos são feitos artesanalmente, desde a casca dos ovos até o recheio. 

Leia Também

"A gente tem quase 100 tipos de produtos na vitrine. Quando vejo doce diferente, alguma coisa que está bombando na internet eu já levo para a loja”, afirma a empresária.

Leia Também

Ovo bentô
Reprodução/ Arquivo pessoal
Ovo bentô

Jessica teve uma longa jornada até atingir o sucesso, vendedora de doces desde 2016, vendia chocolates para completar a renda como promotora de vendas em um mercado. 

Só seguindo unicamente a carreira de confeiteira em 2018, quando foi demitida de seu trabalho devido a falência da empresa. Abrindo no mesmo ano a sua própria loja de doces, inaugurando a sua segunda em agosto do ano passado, com um espaço maior na Praça Duque de Caxias, em Porto Feliz.

"Quando a gente veio para essa segunda loja, gastamos um dinheiro que  nós não tínhamos. Assim, deram dois meses e começou a quarentena. Com tudo fechado eu pensei: 'E agora?'. Graças a Deus esse foi o nosso maior pico de vendas”, relembra a confeiteira.  

Apesar das dificuldades no começo, Jessica fala sobre o quão importante é o negócio para ela e hoje é capaz de sustentar toda a família com ele. 

"Minha mãe trabalhava com faxina e meu pai como caseiro. A gente estava no meio da pandemia, com a loja fechada, eu falei para eles virem trabalhar conosco. Para nós é algo muito importante. Hoje, é o sustento da família toda”, diz Jessica. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários