Faça esse exercício e perceba como o seu sistema funciona
Bia Albuquerque
Faça esse exercício e perceba como o seu sistema funciona

Por mais repetitiva que seja a rotina de alguém, nunca um dia será idêntico ao outro. A cada nascer do Sol, somos expostos a novos acontecimentos e desafios, sendo todos oportunidades para o nosso desenvolvimento e aprimoramento pessoal.

COMO SERÁ O SEU DIA HOJE? DESCUBRA TUDO NO HORÓSCOPO DIÁRIO ! LÁ TEM TODAS AS TENDÊNCIAS ASTRAIS PARA O SEU SIGNO!

Entretanto, mesmo diante de tantas variáveis e peculiaridades, é comum ao ser humano agir quase sempre de determinada forma, seguindo uma espécie de padrão mental e comportamental. É como se o nosso sistema já tivesse uma programação, que roda sempre da mesma maneira.

Mas, isso não é necessariamente um problema. Pelo contrário, se conseguirmos identificar o nosso “padrão do sucesso”, podemos colocá-lo para funcionar a nosso favor sempre que desejarmos conquistar alguma coisa.

Por outro lado, se esse sistema estiver instalado no “modo fracasso”, talvez estejamos sendo automaticamente conduzidos a reproduzir atitudes que nos atrapalham na realização de nossos sonhos.

O exercício a seguir é uma vivência que propõe a identificação desses padrões, para entender como o seu sistema funciona e poder passar a utilizá-lo de maneira construtiva.

Para tanto, é interessante que você esteja em um local reservado e tranquilo, propício para fazer uma autoanálise e reflexões. É válido também anotar suas respostas, em papel ou mesmo no celular. Isso deixa o exercício mais produtivo e construtivo, além de permitir que revisite as respostas durante seu processo de autoconhecimento

Passo a passo

Passo 1

Identifique três itens que você queria e conseguiu realizar. Pode ser referente a qualquer fase da vida, desde a infância até a atualidade, e também podem ser desejos materiais ou imateriais.

Passo 2 

Identifique três itens de sua vida que você queria e não conseguiu realizar ou não conseguiu realizar ainda.

Passo 3

Analisando os itens do passo 1, reflita sobre o que fez para conquistar cada um deles, relembre como foi possível realizá-los e que estratégias utilizou naquele momento.

Passo 4

Faça a mesma reflexão em relação a cada item do passo 2, analisando os motivos que fizeram com que não conseguisse realizar esses desejos, o que foi feito na tentativa de concretizá-los e que não frutificou.

Leia Também

Passo 5

Retome as respostas do passo 3 e procure identificar se há algo em comum referente às realizações dos seus desejos, se há algum ponto convergente nas estratégias que você utilizou para conquistá-los. 

Passo 6  

Repita essa análise com os pontos que identificou no passo 4. Procure encontrar o padrão de crenças ou comportamentos que costuma ter que fazem com que as coisas acabem não dando certo ou que precisem ser adiadas.

Análise final

Não existe resposta certa e nem errada para esse exercício. Trata-se de uma ferramenta de autopercepção que possibilita tornar consciente sua maneira de pensar, planejar e agir quando se depara com a chance de concretização de seus desejos. 

Ao identificar os padrões, entra-se em contato com suas estratégias e recursos internos e, assim, você pode passar a aplicá-los de maneira conveniente. 

Mas, mesmo que não consiga identificar nenhum padrão, está tudo bem também. Você pode refazer a atividade em outro momento ou mesmo ampliar o número de itens nos passos 1 e 2 para ter uma amostragem maior para a sua autoanálise.

Ajuda profissional

O acompanhamento de um terapeuta pode potencializar esse processo de autoconhecimento, acelerando o ganho de consciência e auxiliando a identificar os pontos cegos, que impedem o seu crescimento e desenvolvimento.

Texto: Bia Albuquerque ( @biaaterapeuta ), humanoterapeuta, psicanalista espiritualista, facilitadora do Círculo da Vida e ledora de baralho terapêutico

Leia também:

Conheça o Círculo da Vida: a terapia que dá voz aos seus "pedacinhos"

Desvende os segredos dos desdobramentos espirituais

O grande problema por trás do “penso, sinto e materializo”

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários