A influenciadora Franciane Andrade, de 23 anos, contou nos stories como aconteceu
Reprodução/Instagram
A influenciadora Franciane Andrade, de 23 anos, contou nos stories como aconteceu

Franciane Andrade, 23 anos, contou em seus stories do Instagram, terça-feira (30), a descoberta de que foi dopada e  estuprada no rodeio de Jaguariúna, cidade do interior de São Paulo, realizado nos dis 26 e 27 de novembro. A estudante universitária e influenciadora digital disse que sentiu muitas dores na segunda, mas somente ontem foi ao médico. "Não sabia que tinha sido violentada, comecei a sentir dor ontem à noite, e hoje vim ao médico."

"Eu não sei nem como contar isso aqui. Acabei de correr atrás de B.O. (boletim de ocorrência), fui no IML (Instituto Médico Legal) aqui em Mogi Guaçu (cidade em que Franciane mora), fiz um exame, a polícia constatou que houve estupro e não sabe me dizer se foi um, dois ou três (homens)", relatou a jovem bastante abalada. 

O caso foi registrado na Delegacia da Mulher de Mogi Guaçu, mas foi encaminhado ao município de Jaguariúna para seguir a investigação, de acordo com a delegada Giselle Barbosa Castello. O crime investigado é o de estupro de vulnerável -  como o da influenciadora Mariana Ferrer -, quando a vítima não tem condições de apresentar resistência.

"Vou ter que falar para os meus pais que fui estuprada"

A jovem diz que está arrasada e pediu ajuda para seus seguidores. "Jaguariúna tem que se responsabilizar por isso. Eles têm que entrar em contato comigo. Eu paguei um dos camarotes mais caros para ter segurança e aconteceu isso, e ninguém me ajudou?", desabafou a estudante. Franciane fez os vídeos enquanto estava na Santa Casa de Mogi Guaçu, esperando para receber o coquetel contra doenças sexualmente transmissíveis, "porque posso pegar uma doença ou engravidar do estuprador."

Leia Também

Na madrugada de quarta-feira (1), a influenciadora voltou a usar os stories para desabafar sobre o que está vivendo e o quando ainda está em choque com a situação. Ela também disse que seus pais estão muito nervosos. 

"Amanhã será mais um dia de exames, de delegacia e de esclarecimentos. A palavra não basta, é preciso mostrar, provar, estou muito cansada. Estou aflita, sem forças, com medo. Não quero ficar marcada por isso, não quero ouvir minha mãe chorando e perguntando: 'Por quê?' Tudo isso é um pesadelo."

Leia Também

Organização do rodeio

Um advogado do rodeio já entrou em contato com Franciane, conforme ela explicou nos seus stories. Para a equipe do iG Delas, foi enviado o comunicado oficial do Jaguariúna Rodeo Festival (JRF):

"

Assim que tomou conhecimento do relato de Franciane Andrade, a organização do Jaguariúna Rodeo Festival entrou em contato com a jovem e com sua família para prestar toda ajuda e suporte necessários.
Sem prejuízo do integral suporte à eles, a organização do Jaguariúna Rodeo Festival também está à disposição das autoridades para colaborar com a investigação do ocorrido.

A propósito, já estão sendo analisadas as imagens e vídeos das diversas câmeras de segurança do festival.
Importante ressaltar que o camarote citado, assim como as demais áreas do evento, possui efetivo robusto de segurança e monitoramento.

Por fim e não menos importante, o JRF reafirma seu compromisso com o bem-estar do público e repudia qualquer forma de abuso e discriminação, dentro ou fora dos eventos que realiza."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários