A deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP)
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
A deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP)


Em uma entrevista exclusiva ao portal BBC,  a deputada federal Tabata Amaral (PSB) fala que o PT (Partido dos Trabalhadores) ignora machismo de alguns agressores. No final do seu terceiro ano de mandato, a deputada federal passa por um momento de ataques vindos tanto da direita política quanto da esquerda.


Em um episódio recente, após a deputada defender a necessidade de "furar a bolha da esquerda e da direita" e "chegar ao povo", o ator José de Abreu compartilhou um tuíte de outro perfil que dizia querer socar a parlamentar. Para a deputada o PT- partido ao qual o ator é filiado desde 2013- não só não repudiou sua atitude como irá lançar a candidatura de José de Abreu em 2022.

"Toda vez que alguém se silencia diante de um caso como esse, a pessoa é conivente com o que está acontecendo”, disse Tabata ao BBC. Durante uma entrevista ao canal "Fala, Lola, Fala", no Youtube, o ator José de Abreu, 75,  pediu desculpas para a deputa federal Tabata Amaral (PSB-SP) por uma publicação que incentiva agressões físicas contra a política.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários