Gabby Petito
Reprodução/ O Globo
Gabby Petito

Um dia depois da autópsia de Gabby Petito indicar que a influencer foi vítima de homicídio , o FBI pede ao público que qualquer um que tiver informações sobre o noivo da garota, Brian Laundrie , entre em contato. Completaram três semanas desde que Laundrie, 23, voltou à Flórida de uma viagem de van pelos Estados Unidos sem Petito, 22. Ele se tornou uma “pessoa de interesse”, ainda que não acusada de um crime, recusou-se a ajudar a polícia a investigar a sua morte . A família do rapaz diz que não o vê há mais de uma semana.

“O FBI e nossos parceiros continuam empenhados em garantir que qualquer pessoa responsável ou cúmplice da morte da Sra. Petito seja responsabilizada por suas ações”, disse Schneider em um comunicado publicado na mídia social. "Sr. Brian Laundrie foi nomeado uma pessoa de interesse. Qualquer pessoa com informações sobre o papel do Sr. Laundrie neste assunto ou seu paradeiro atual deve entrar em contato com o FBI.”

A agência também disse em um comunicado à imprensa que está pedindo informações de pessoas que podem ter tido contato com Petito ou Laundrie, ou que visitaram a área de acampamento da Teton National Forest, entre 27 e 30 de agosto. O FBI também espera por pessoas que podem ter visto a van branca se apresentem.

A busca por Laundrie em uma área selvagem de 24.000 acres na Carlton Reserve perto de North Port, Flórida, foi suspensa no começo da semana e retomada terça-feira (21). A polícia não encontrou "nada digno de nota", disse o porta-voz do Departamento de Polícia. Os pais de Laundrie disseram às autoridades que seu filho indicou na semana passada que planejava caminhar na reserva pantanosa sozinho.

Carona

A pressão do FBI para que o público os ajude em suas investigações vem à medida que várias questões permanecem no caso do jovem casal que uma vez documentou uma aparentemente idílica "vida de van" nas redes sociais. 

Pelo menos uma pessoa já apresentou nos últimos dias informações sobre uma suposta interação com Laundrie. Miranda Baker postou uma série de vídeos no TikTok, onde ela afirma ter dado carona a Laundrie em Colter Bay, Wyoming, em 29 de agosto - quatro dias após Petito ter ligado para sua família pela última vez.

Baker disse ao programa "Good Morning America" esta semana que Laundrie ofereceu US $ 200 pela carona antes mesmo de entrar no carro. Ela disse que ele saiu do carro ao redor da Jackson Dam, cerca de 30 minutos após o início da viagem. As informações ainda não foram verificadas.

“Ele saiu, estava grato e com pressa”, disse ela à ABC. “Ele disse que iria atravessar a rua para o estacionamento e encontrar alguém para lhe dar uma carona, mas, quando olhamos para trás 10 ou 15 segundos depois que ele saiu do veículo, ele tinha simplesmente sumido.”

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários