Janaínas: Deusas do Mar
Divulgação
Janaínas: Deusas do Mar

As histórias das surfistas Érica Prado, Tilamarri Santos, Yanca Costa, Suelen Naraisa e Nuala Costa serão contadas na nova série "Janaínas: Deusas do Mar", do Canal OFF. A produção tem cinco episódios que mostraram a trajetória das brasileiras e como elas atuam dentro e fora do mar. 


A série estreia nesta segunda-feira, 20, às 21h30, e cada episódio será dedicado para uma das esportistas. "A série, além de apresentar surfistas de diferentes gerações e regiões do país, também vai ajudar a dar voz para essas atletas que durante muitos anos foram invisibilizadas. O programa vai ter um papel importante na formação de novas gerações de surfistas negras", explica Érica Prado, que também assina a produção da série.


Conheça mais das surfistas 


Érica Prado nasceu no Rio de Janeiro e desde os 13 anos participava de campeonatos. Foi campeã municipal em Itacaré e bicampeã ilheense entre 2003 e 2006. Também em 2006, conquistou o título de campeã baiana e em 2019 criou o "Movimento Surfistas Negras", para ajudar a visibilidade das mulheres negras do Brasil. 


Nuala, 40, é moradora de Maracaípe, Pernambuco, e começou a surfar por perceber que seus irmãos ficavam mais contentes em contato com a água. A surfista está animada por finalmente ter uma série onde as mulheres negras são protagonistas e ressalta a importância da produção. "É muito importante para nós, mas também para o público, que poderá ver que existem mulheres negras que surfam muito e podem ser campeãs mundiais", diz. 

Leia Também


Suelen foi diagnosticada com câncer aos 10 anos, mas se curou e voltou para o surf. Aos 26 anos foi bi-campeã brasileira e se destacou em segundo lugar entre as brasileiras no ranking mundial. Hoje, aos 37, tem uma escola de surf. 


Tilamarri Santos além de surfista é rapper, longboarder e empreendedora. Nem sempre pode estar nas águas, já que seu ex-marido não a deixa surfar. "O surf significa tudo em minha vida. Eu queria ter tido mais oportunidade de seguir profissionalmente, mas por conta das dificuldades da vida, não consegui", conta


Yanca tem 21 anos, é atual campeã brasileira e um dos principais nomes da modalidade no país. A cearense conta que o surf mudou sua vida. "É muito importante a gente mostrar que as mulheres seguem firmes no esporte, mesmo com tantas dificuldades. A série está aí para mostrar a nossa história, vai ser emocionante", completa.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários