No Senado, Simone Biles chora em testemunho sobre denúncias de assédio e cita erros do FBI
[email protected] (Estadão Conteúdo)
No Senado, Simone Biles chora em testemunho sobre denúncias de assédio e cita erros do FBI


A ginasta campeã mundial Simone Biles declarou, em depoimento ao Comitê Judiciário do Senado norte-americano, que seu desempenho nas Olimpíadas de Tóquio foi prejudicado por conta dos impactos dos abusos que sofreu por parte de Larry Nassar - médico que atuou por duas décadas no time de ginástica dos Estados Unidos- e que foi preso em 2018, após molestar mais de 150 mulheres.


Segundo o Washington Post a jovem de 24 anos chegou a tremer durante a sua fala.  Ela, que alegou problemas de saúde mental durante os Jogos Olímpicos, acabou desistindo de atuar em algumas etapas.

Além de criticar Nassar, Biles culpou a federação de ginástica dos EUA, o Comitê Olímpico norte-americano e o FBI pela demora nas investigações contra Nassar. "Não quero que outro jovem ginasta, atleta olímpico ou qualquer indivíduo experimente o horror que eu e centenas de outros sofremos antes, durante e até hoje, causado pelo abuso de Larry Nassar", disse ela.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários