Peelings, lasers e depilação definitiva estão na lista dos procedimentos que os dermatologistas indicam no inverno

Quem frequenta o consultório do dermatologista já sabe: o inverno é a época mais indicada para fazer certos tratamentos para a pele. “A estação é ótima para realizar tratamentos mais ablativos, ou seja, aqueles que descamam a pele”, explica a dermatologista Daniela Lemes.

Essa é a época certa para tratar manchas , rugas , cicatrizes de acne e fazer depilação a laser em grandes áreas, como as pernas, por exemplo. Além de expor menos a pele ao sol, evitando queimaduras, as roupas usadas no inverno ainda ajudam a cobrir eventuais hematomas, vermelhidões e descamados.

Agora é a hora de tratar de manchas, rugas e cicatrizes. Decida com seu dermatologista qual o tratamento mais adequado
Thinkstock/Getty Images
Agora é a hora de tratar de manchas, rugas e cicatrizes. Decida com seu dermatologista qual o tratamento mais adequado


As manchas, rugas e cicatrizes podem ser tratadas com peelings químicos ou físicos. No caso do químico, é aplicado um produto que faz com que a pele descame e seja, aos poucos, substituída por uma nova camadas. O físico é feito com equipamentos que lixam a pele por alguns segundos, também tendo como objetivo o surgimento de uma nova camada.

Outras técnica para tratar esses problemas são os lasers e tratamentos com luzes, como a luz intensa pulsada e as terapias fotodinâmicas. Eles tratam também rosácea, olheiras e podem firmar a pele, remover micoses de unha e muitas outras coisas. É essencial conversar com o dermatologista para decidir qual o tratamento mais indicado.

A depilação a laser é mais indicada no inverno porque, se no verão o paciente estiver bronzeado, o laser fará com que nasça uma nova camada de pele e esta seja mais clara que a anterior, criando contrastes de coloração na derme. No inverno a pele tende a estar em tons mais uniformes, e, mesmo se não estiver, pode ficar bem escondida sob as camadas de roupa.

Mas o inverno não traz apenas boas notícias para a pele. Com a baixa umidade, a tendência é sentir a pele mais seca, especialmente nas mãos, pés e lábios. A dermatite seborreica, inflamação que causa descamação e vermelhidão em áreas como couro cabeludo e cantos do nariz é comum nessa estação, também. “Nesses casos, o ideal é passar por tratamentos especializados em hidratação e até fazer uma limpeza de pele, de acordo com a faixa etária”, afirma a dermatologista Lígia Kogos.

Hidratação é fundamental nessa época do ano, então troque seu sabonete por géis de banho com ação hidratante. Para as preguiçosas, hidratantes de banho e nutricosméticos ajudam: “Os comprimidos com ácidos graxos ou proteínas marinhas têm como benefício adicional o aumento da hidratação cutânea” explica a dermatologista Eloysa Ayres.

E, para completar os cuidados, não dá para esquecer da proteção solar . “Nessa época os raios são menos prejudiciais, mas a continuidade da proteção da pele com o uso do filtro solar é indispensável”, afirma Eloysa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.