Dez dúvidas sobre sexo oral respondidas

Pode usar bala de menta para dar a sensação de “geladinho”? Como devo me preparar? Especialistas respondem dúvidas sobre sexo oral

Ligia Helena, iG São Paulo

O sexo oral é uma prática bastante comum e prazerosa. Para as mulheres, ter o clitóris estimulado diretamente com os lábios e a língua pode dar sensações muito diferentes. Para os homens, a umidade da boca combinada com movimentos de sucção também é muito gostosa. Mas alguns cuidados são necessários para que o sexo oral não dê nenhum problema e seja só prazer.

Thinkstock/Getty Images
Para muitas mulheres é mais fácil alcançar o orgasmo ao receber sexo oral


Conversamos com a ginecologista, sexóloga e coordenadora do Projeto Afrodite de Sexualidade Feminina da Unifesp, Carolina Ambrogini, e com a psicóloga e educadora sexual do SOSex – serviço de orientação sexual do Instituto Kaplan, Luciana Amadi, para responder as principais dúvidas quando o assunto é sexo oral.

1. Quais doenças podem ser transmitidas no sexo oral?
Sem proteção, tanto quem faz quanto quem recebe sexo oral está sujeito a contrair doenças sexualmente transmissíveis (DST). As mais comuns são HPV e herpes , que são transmitidas pelo simples contato da pele. As doenças genitais podem ser transmitidas para a boca e vice-versa, por exemplo: uma pessoa com herpes labial pode transmitir a doença para os genitais, e uma pessoa com herpes genital pode transmitir a doença para os lábios de seu parceiro. Além de HPV e herpes, outras DST como clamídia , gonorreia , sífilis , hepatite e AIDS podem ser transmitidas pelo contato com o sêmen, líquido pré-ejaculatório e lubrificação vaginal.

2. Como devo me proteger de doenças ao praticar sexo oral?
Ao fazer sexo oral em um homem é recomendado usar preservativo . Coloque o preservativo no pênis ereto e retire logo após a ejaculação. Nos sex shops existem diversas opções de preservativos com sabor e também sem lubrificante, que podem ser mais confortáveis para o sexo oral.
Não existe um produto específico que resolva a proteção para sexo oral na mulher. Mas pode-se usar o preservativo masculino cortado: basta tirar o anel da base da camisinha, cortar no sentido do comprimento e cobrir a vulva. Outra opção são os filmes plásticos usados na cozinha para embalar alimentos. Use um pedaço suficiente para cobrir a vulva e tome cuidado com perfurações – em caso de usar piercing na língua ou aparelho nos dentes.
As “camisinhas de língua” e capas de silicone à venda em sex shops não são eficientes para proteção, elas permitem o contato de outras partes da boca com o órgão genital.

Cinco dicas para fazer sexo oral nele
Cinco dicas para fazer sexo oral nela

3. Como devo me preparar para o sexo oral?
Não são necessários preparativos especiais para o sexo oral além da higiene normal dos órgãos genitais. A depilação pode ajudar a aumentar a sensibilidade e deixar o sexo mais agradável tanto para quem faz quanto para quem recebe. Mas os pelos também têm a função de proteger a região genital de infecções, então a depilação não deve ser feita pensando apenas na questão estética.
Tanto a vagina quanto o pênis têm cheiros característicos e que não precisam ser disfarçados. Os odores genitais, aliás, podem ser atrativos sexualmente. Se os cheiros forem muito fortes e desagradáveis, procure um médico, pois pode ser sinal de alguma infecção.

4. Posso usar bala mentolada, leite condensado ou chantilly para dar um gostinho diferente?
Alimentos podem dar um toque diferente ao sexo oral, e as balas de menta proporcionam uma sensação geladinha surpreendente. Mas também podem provocar alergias e irritações na região genital. Se você quiser incrementar o sexo oral, dê preferência aos produtos eróticos à venda em sex shops. Eles foram desenvolvidos e testados para serem usados na vagina e no pênis. Existem géis de diversos sabores e com efeitos diferentes: que esfriam, esquentam e até dão a sensação de vibração.

5. É possível chegar ao orgasmo com sexo oral?
Sim, é possível, e para muitas mulheres inclusive é mais fácil chegar ao orgasmo com sexo oral do que com sexo vaginal. Isso porque, no sexo oral, o homem pode estimular o clitóris diretamente e de diversas formas, com a língua e com os lábios. Os homens também podem alcançar o orgasmo com sexo oral, porque a glande é bastante sensível e fonte de muito prazer.

6. Há problemas em engolir o sêmen durante o sexo oral?
Sim. O sêmen pode ser meio de transmissão de muitas DST como HPV, AIDS, clamídia, herpes, hepatite e sífilis entre outras. Se o homem tiver alguma DST, é grande a chance de acontecer contaminação ao engolir o sêmen. Se a mulher tiver alguma ferida na boca, como afta, corte ou alguma ulceração, as chances de contaminação são ainda maiores.

7. Há problemas em fazer sexo oral no ânus?
Não há problemas em estimular o ânus com a boca e a língua, desde que seja usado preservativo. Para fazer sexo oral no ânus, a camisinha deve ser usada como na vagina, cortada e cobrindo toda a área. Também pode ser usado o filme plástico. [ veja dúvidas respondidas sobre sexo anal ]

8. Quais doenças podem ser transmitidas pelo sexo oral no ânus?
Além das DST, o herpes labial também pode ser transmitido para a mucosa anal. E qualquer resquício de fezes na região anal pode transmitir infecções gastrointestinais e parasitoses. A higiene da região anal deve ser muito bem feita antes de qualquer contato sexual.

9. Fui fazer sexo oral nele e vi uma ferida no pênis. O que devo fazer?
Algumas DST têm sintomas bastante evidentes. Verrugas, bolhas e feridas nos genitais não são bons sinais, e indicam que aquela pessoa não está saudável. Corrimentos e secreções esverdeadas ou esbranquiçadas e de cheiro forte e desagradável também indicam doenças. Nestes casos é melhor não fazer sexo, e a pessoa com estes sintomas deve procurar um médico.

10. Fui fazer sexo oral nele e não tem ferida, verruga nem bolhas. Posso dispensar o preservativo?
Não dispense o preservativo em nenhum caso. Algumas doenças bastante graves, como o HIV, não têm sintomas aparentes. Use o preservativo em todas as suas relações sexuais, inclusive no sexo oral.

LEIA MAIS SOBRE SEXO ORAL:
Nova geração assimila sexo oral no repertório sexual, diz estudo
Sexo oral: "É mais fácil dar prazer do que receber"

>>> Assine a Newsletter , curta nossa página no Facebook e siga o @Delas no Twitter <<<

Leia tudo sobre: Sexo oralsexosaúde

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG